Arquivo da categoria: Roteiros

ROTA DE FESTAS – EUROPA (ariquezadeviajar.com)

Eurotrip-festas

O Blog “A Riqueza de Viajar” hoje trouxe um Roteiro Eurotrip de 28 dias com o tema festas na Europa.

Essa foi a minha primeira grande Eurotrip, e fiz junto com mais dois amigos em 2011. O critério mais importante para a escolha das cidades foi ter uma vida noturna agitada, mas também levou-se em conta história, cultura, comida e pontos turísticos.

As cidades são relativamente próximas, então dá para fazer a maioria dos trechos de trem ou ônibus (exceto Barcelona-Lisboa, prefira fazer essa de avião). Mas ainda assim avalie o custo. Muitas vezes há voos low costs que saem mais baratos que trem ou ônibus.

Para os trechos de avião você pode consultar um buscador de voos baratos (Recomendo o www.skyscanner.net ) e para os trechos de trem, veja os sites www.sncf.com para trens com chegada ou partida da França e  http://www.raileurope.com para as demais. Ônibus, veja http://www.eurolines.com/ .

Como eu morava em Lille, na França, e já conhecia Amsterdã e Berlim, encontrei meus amigos que tinham saído do Brasil em Praga, após pegar um trem da noite (você lerá mais sobre ele na história sobre Praga).

Aqui no A Riqueza de Viajar temos informações completas sobre cada uma das cidades do roteiro, listado abaixo em ordem. Para ver onde ficar, onde sair, onde/o que comer, o que visitar e muito mais sobre cidade basta clicar em seus links.

Amsterdã – 3 dias
Berlim – 4 dias
Praga – 3 dias
Viena – 3 dias
Milão – 3 dias
Nice – Mônaco – 5 dias
Barcelona – 4 dias
Lisboa – 3 dias

Seguro Viagem

Na Europa, países signatários do acordo Schengen exigem seguro com cobertura mínima de 30 mil euros para qualquer viajante. São eles: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Holanda, Polônia, Portugal, República Checa, Suécia e Suíça.

No banner abaixo, disponibilizamos um comparador de Seguros da Real Seguros, através dele, você pode comparar o custo e os itens cobertos de várias seguradoras diferentes. (Ou clique aqui para ler o post sobre seguro viagem)

 

Posts relacionados:
Eurotrip – Primeira vez na Europa – Se você nunca foi à Europa, pode começar pelo roteiro essencial.
Eurotrip – Portugal e Espanha – Roteiro para conhecer a fundo os dois países.

Roteiros de Viagem – Nordeste de Carro – Você também tem que conhecer essas belas praias do Nordeste.
Roteiros de Viagem – Argentina, Uruguai e Sul do Brasil – Lugares encantadores pertinho de você.
Top 10 – Cidades Históricas – Sabe quais da Eurotrip estão nessa lista?
Top 10 – Conheça as Melhores Ilhas do Mundo – Na Europa e fora dela.
Viajar é a única coisa que você compra e que te deixa mais rico – Quero ficar cada vez mais rico!
10 dicas de Cervejas de Flandres – Para você provar na sua Eurotrip
Cuidado com Brasileiros – Veja essas dicas para não passar por esses perrengues na Europa

ROTEIRO DE 15 DIAS NA ITÁLIA

Pegar a mochila, olhar para o mundo e decidir encará-lo, conhecê-lo, se encantar. É uma prática que vem se tornando muito comum ao decorrer dos anos. Por isso, hoje existe diversos sites onde viajantes trocam informações. Recentemente, no site Dubbi, vi uma rota de 15 dias pela Itália. Conhecer um dos destinos com a história que tem (Itália) é um desejo de consumo para muitos aventureiros, e com isso, a rota foi feita pela usuária Amaranta Damous.


ROTEIRO

As cidades visitadas são Roma (a cidade onde você chegará), e de lá, ira ao Sul, chegando a Pompeia. De Pompéia, subira mais ao norte para Valentano e assim seguira sua rota pelas cidades de Civita di Bagnoregio, Orvieto, Siena, Arezzo,  Florença, Pisa, Venezia, Verona e voltara para Roma para que você possa voltar para sua bela residência. (ou sair em uma nova jornada)

Total de cidades visitadas: 11

Distância a ser percorrida: 1980,8 km

Clique aqui para ver a imagem maior
Clique aqui para ver a imagem maior

DICA

Utilize os transportes públicos como os trens para economizar dinheiro! Tickets, aqui.

Faça o tour entre os meses de Março e Julho.


O QUE FAZER EM CADA CIDADE?

ROMA, , Itália

4429264802_bb60408fbd_o

Fique na cidade por volta de 3 dias.

Confira aqui um bom guia turístico que lhe da dicas do que fazer em 3 dias. Só seguir.

No terceiro dia, saia bem cedo de Roma em um trem, e de lá, siga para o sul, até chegar em Pompeii. A viagem de trem entre Roma e Nápoles pode durar de 1:45hs a 3:00hs, e o preço pode variar de 10,50 a 42,50 euros, dependendo do tipo de trem que escolher. O Primeiro trem regional (mais em conta) saí de Roma as 05:41hs e chega à Nápoles às 08:23hs


POMPEIA, , Nápoles, Itália

284699010_feda2a232d_b

Faça um bate volta! Chegue bem cedinho na cidade para extrair o máximo de experiência da mesma.

Aqui, um tour de um dia.


VALENTANO, , Viterbo, Itália

????????????????????????????????????

CIVITA DI BAGNOREGIO, , Bagnoregio, Viterbo, Itália

l1001523

ORVIETO, , Terni, Itália

8b1ffcaad6e82e01ca2449ac1c1edd00

Essas 3 cidades você pode fazer em 2 dias facilmente pois estão consideravelmente próximas umas das outras.

Em Valento-Civita di Bagnoregio você pode fazer boas caminhadas as margens do La Perla del Lago e aproveitar a culinária local. Já chegando em Orvieto, poderá ver novamente igrejas, museus e muita história. Um bom circuito de dois dias para aproveitar 3 belas cidades que infelizmente não são os principais destinos turísticos da Itália.  Beleza não irá faltar nessa rota!


SIENA, , Itália

5564236279_ffb4913a16_b

Quem nunca ouviu falar dos vinhos de “Sena”? Eu já! E para chegar na cidade, talvez seja melhor ser você alugue um carro se locomover! A cidade está a 1h30 minutos de Florença, e o trem fica muito afastado do centro histórico da cidade.

Aqui está uma dica do que fazer na cidade em um dia.

Aqui também!


AREZZO, , Itália

antique_market

Fica entre Siena e Florenza, e se, você se programar corretamente pode chegar no evento mais importante do ano, que mexe com as emoções das pessoas no centro histórico de Arezzo: a cidade se divide em quatro times de cavaleiros, e as torcidas são animadas. A festa ocorre no terceiro sábado de junho e no primeiro domingo de setembro.


FLORENÇA, , Itália

Stitched Panorama

Se caminharmos mais 70km, chegaremos a bela cidade da arte de Florença! O ponto alto para quem curte (e muito) a arte renascentista! A cidade está cheia disso, tem até nudez em estátua! 😮 (haha)

Dedique ao menos dois dias para conhecer Florença. No primeiro dia, explore o Duomo e o Batistério, visite a Accademia, tome um café na Piazza della Signoria e caminhe pela Ponte Vecchio. No segundo, chegue bem cedo para conhecer a Galleria degli Uffizi, reservando ao menos 3 horas para conhecer suas obras de arte. O Bargello, o Museu da Ópera, o Palácio Pitti e a Capela dos Médici em San Lorenzo são algumas das muitas opções para visitar durante a tarde. Ou simplesmente, perca-se pelas ruas da cidade ou dê um jeito de ficar mais tempo por aqui.


PISA, , Itália

https://c1.staticflickr.com/3/2803/4119503693_4d3f2f6f01_b.jpg

Aqui você fica um dia, conhece a torre e pode ir embora! Brincadeirinha.

Ao invés de apenas tirar uma foto, tente conhecer novas pessoas e suas histórias. É timido e não sabe como fazer algum amiguinho em viagens?!  Faça isso aqui, você sem dúvidas ganhara um colega (ou um inimigo mortal)

Mais do que fazer em um dia. Aqui


VENEZIA, , Veneza, Itália

281675_Papel-de-Parede-Canal-de-Veneza_1680x1050

Veneza é um labirinto de pequenos e grandes canais espalhados pela laguna no nordeste da Itália. Aqui você encontrará grandes museus como o Accademia, o Ca’Rezzonico, o Peggy Guggenheim ou o Punta della Dogana. O destaque, porém, está mesmo no entorno da Piazza San Marco, com sua magnífica basílica, o farol-campanário e o Palazzo Ducale, o elegante edifício dos poderosos doges da República Veneziana. Não perca também bons passeios a pé em Dorsoduro, Murano, Burano e na pequena San Giorgio Maggiore. Ah, e claro, um passeio de gôndola.

Dicas de lanches, hostels, como circular e mais aqui.


VERONA, , Itália

9820081475_9cc65e5671_b

E para encerrar seu mochilão inesquecível, vamos concluir na cidade de Verona, conhecida pela história, não a sua, mas sim a de Shakespeare, que acertou em cheio ao escolher esse local! Romeu e Julieta e o terceiro anfiteatro mais antigo do país, são duas coisas que o aguardam aqui.

Dicas de onde ir, aqui.


DICAS

http://www.turistaprofissional.com/indice-de-posts-italia/

http://viajeaqui.abril.com.br/paises/italia

RIO DE JANEIRO, ROTEIRO E CONSTRUÇÃO DA LOGÍSTICA DOS PONTOS.


ORDEM DO ROTEIRO

  1. Aeroporto Santos Dumont (8 horas, chegada prevista)
  2. Av. Rio Branco e Centro Hist. Praça Floriano, Avenida Central / Rio Branco, Cine Odeon, Biblioteca Nacional, Câmara Municipal, Teatro Municipal, Largo da Carioca, Convento de Santo Antônio, Igreja da Candelária, Centro Cultural Banco do Brasil, Casa França Brasil, Arco do Telles, Praça XV, Paço Imperial, Palácio de Tiradentes, Casa Legislativa do Estado do RJ, Central das Barcas, Baía de Guanabara, Museu Histórico Nacional. (chegada prevista as 8:30, fazer o tour em 1:30)
  3. Sambódromo da Marquês de Sapucaí (chegada prevista as 10:15, fazer o tour em 25 minutos) (possibilidade de inversão com o Maracanã)
  4. Maracanã Jornalista Mário Filho (Chegada prevista as 11:00, um tour breve de 15 minutos pelo lado de fora -ou maracanãzinho- pois haverá jogo no dia) (possibilidade de inversão com o sambódromo)
  5. Corcovado Cristo Redentor (Chegada prevista as 11:40, um tour de 1:25 no corcovado)
  6. Jardim Botânico do Rio de Janeiro (Chegada as 13:20, tempo para um almoço rápido entre o caminho)
  7. Lagoa Rodrigo de Freitas e Praias do Leblon, Ipanema e Copacabana (Chegada as 14:30, seguido de um passeio panorâmico de 30 minutos)
  8. Pão de Açúcar  (subida até o pão de açúcar em bondinhos -20 em 20 minutos-, chegada prevista as 15:20, tour de 40 minutos lá em cima, saída prevista as 16:00.) (possível inversão com o ponto 10)
  9. Aqueduto da Carioca Arcos da Lapa (chegada prevista as 16:30, com uma estadia de 15 minutos no local.)
  10. Escadaria Selaron (Caminhada de 5 minutos até o local, onde ficaremos por volta de mais 15 minutos, de lá, caminhamos 5 minutos até o hotel) (possível inversão com o ponto 9)
  11. Retorno ao Hotel 
  12. Saída By Night (opcional.) Feirinha de Copacabana, Rio Scenarium, Santos Scenarium.

PONTOS


Aeroporto Santos Dumont

  O aeroporto tem porte médio, costuma servir de “pontes” aéreas para os vôos.  Faz vôos para as principais capitais do país e também alguns vôos internacionais. A sigla do aeroporto é SDU, e esta localizado no endereço Praça Senador Salgado Filho, próximo a zona sul da cidade.

  Nas proximidades do local encontra-se o Museu de Arte Moderna (MAM) (400 metros), o Theatro Municipal (700 metros) e também o Aterro do Flamengo (1 KM)

  São 9 as companhias que fazem vôos saindo do aeroporto, sendo elas:

GOLAviancaTAM, Trip, Azul, WEBJET, Total, Team e OceanAir

Em caso de extraviado, acesse.

riopanorama_night
Aeroporto Santos Dumont

CENTRO HISTÓRICO

  É chamado chama-se de Centro Histórico do Rio de Janeiro, sítios e construções históricas, mais ligadas ao período colonial desde os primórdios da fundação da cidade como também do período subsequente, quando da vinda da Família Real e Corte Portuguesa para o Brasil, englobando também o período do Primeiro e Segundo Reinado.

http://farm4.static.flickr.com/3241/3079173018_2bcbf0bdfb_b.jpg

Dentro do centro histórico, iremos visitar aos pontos

  • Praça Floriano (Cinelândia)

É a praça mais popular da cidade do Rio de Janeiro, nela contem diversos bares, restaurantes e cinemas e é um lugar que não pára, seu movimento vai das primeiras horas do dia até as ultimas.

http://www.riodejaneiroaqui.com/figuras/cinelandia-2.jpg
Praça Floriano, ao fundo, o Theatro.
  • Avenida Central / Rio Branco

A Avenida Rio Branco, antigamente chamada de Avenida Central, foi construída no século XX para poder preparar a então capital Brasileira para o novo século. 641 casas, 3862 pessoas desalojadas, esse foi  o principal custo da construção de uma das mais famosas vias públicas Av. do Rio de Janeiro.

Foi inaugurada no dia 7 de Setembro de 1904, após 6 meses de obra, uma das mais velozes que a cidade já viu. Após um ano, foi entregue ao tráfego para poder ser utilizada pelos carros, a iluminação era elétrica ou a gás, e na época a cidade contava com 91 automóveis.

Recebeu o nome Rio Branco em 1912, quando o Chanceler Rio Branco veio a falecer. Em 1935, para alargar ainda mais a av., demoliram todo o canteiro central. E o primeiro prédio com o endereço na Av. Rio Branco foi a tabacaria Londres, e o segundo, o prédio Jornal do Brasil, ambos demolidos.

Uma curiosidade é que todas as faixadas da calçada foram selecionadas em concursos públicos no ano de 1904, em seu inicio, ficava um monumento em homenagem ao Visconde de Mauá, transferido depois para o centro de uma praça que foi batizada em seu nome. O obelisco que se encontra na Av., foi doado pelo engenheiro Antônio Januzzi, responsável pelo projeto da construção da av. O Obelisco de 28 metros de altura e pesa 20 toneladas!

http://i.imgur.com/CL9ln.jpg
Obelisco.
  • Cine Odeon

Foi inaugurado em 1926 no auge dos cinemas da Cinelândia e tem 600 assentos. Recentemente foi reformado por uma obra financiada pela Petrobrás. Em 2014, foi anunciado que o Cinema seria fechado por tempo indeterminado, muito em função das dividas que ultrapassavam os 30 milhões.

Faixada em 2007
Faixada em 2007
  • Biblioteca Nacional

Com estilo arquitetônico eclético e neoclássico, a Biblioteca Nacional (Bicentenária) foi fundada em 1810 por D. João VI, dois anos após a chega da família real ao país. Em 1822, uma lei determina que todo exemplar tenha uma cópia enviada para a biblioteca, tal lei é cumprida até os dias de hoje (Lei do depósito legal 10.994).

Em 1891, D. Pedro II doa toda a coleção da imperatriz Teresa Cristina, o que foi a maior doação recebida pela biblioteca até hoje, com mais de 100 mil peças.

Em 2010, a biblioteca completou 200 anos, e seu prédio 100, para poder preencher o prédio com os livros, foram exatas 1132 viagens de caminhão com os livros. Há uma demanda tão grande que contem diversos horários para visitas monitoradas no prédio.

Para ver as obras da B.N., acesse ao site.

Brasil, Rio de Janeiro, RJ. 27/02/2008. Vista geral da fachada do edifício da Biblioteca Nacional, no centro do Rio de Janeiro. - Crédito:FÁBIO MOTTA/AGÊNCIA ESTADO/AE/Codigo imagem:22318
Brasil, Rio de Janeiro, RJ. 27/02/2008. Vista geral da fachada do edifício da Biblioteca Nacional, no centro do Rio de Janeiro. – Crédito:FÁBIO MOTTA/AGÊNCIA ESTADO/AE/Codigo imagem:22318
  • Câmara Municipal

A Câmara Municipal do Rio de Janeiro constitui o Poder Legislativo em nossa cidade. Está localizada na Cinelândia, Centro do Rio, bem no final de uma das avenidas mais movimentadas da cidade: a Av. Rio Branco.

Sua sede tem como prédio principal o Palácio Pedro Ernesto, que faz parte de um belo conjunto cultural e arquitetônico do Centro do Rio, composto também pela Biblioteca Nacional, Teatro Municipal, Museu Nacional de Belas Artes e Centro Cultural da Justiça Federal.

Palácio_Pedro_Ernesto_Flickr

  • Teatro Municipal

Inaugurado em 14 de Julho de 1909, levou 4 anos para poder ser construído. Por 30 anos, os que se apresentavam no teatro eram os europeus (Italianos, Franceses, Ingleses), e partir da década de 40, surgiu companhias brasileiras que passaram a se apresentar no Theatro. 2300 lugares, 105 anos de história e 17 mil espetáculos feitos, se tirar os olhos do brilho dos artistas no palco, irá ver o brilho da prédio, que por dentro é tão lindo quanto por fora.

O principal palco de espetáculos do Brasil (e um dos mais importantes da América do Sul) foi recentemente restaurado, entre 2008 a 2010. A restauração custou 75 milhões de reais e sua principal intenção foi de deixar o Theatro assim como era em sua inauguração. Mais de 23 obras de arte, um canto que inspira o amor dentro do mesmo, a obra chama a atenção de todos que passam pela cinelândia.

O desenho do prédio foi inspirado em arquiteturas da cidade de Paris, e tem uma arquitetura eclética, uma das mais vistas no inicio do século XX.

A águia no topo do prédio pesa 350 kg, e foi coberta por mais de 8000 folhas de ouro, 23 quilates.

teatro-municipal-gd

  • Largo da Carioca

Uma das áreas mais movimentadas do Rio, possuindo uma estação de metro e muitos comércios ao seu redor. Situa-se entre várias das principais vias do centro da cidade, e continua como um coração pulsante de tráfego de pedestres.

Em tempos passados, no local havia um chafariz, que provinha água ao moradores, agua esta que vinha conduzido através do Aqueduto de Santa Tereza ou Aqueduto da Carioca.

largo-da-carioca

  • Convento de Santo Antônio

  No alto do Morro de Santo Antônio, no Largo da Carioca, o Convento de Santo Antônio forma, junto com a vizinha Igreja da Ordem Terceira de São Francisco da Penitência, um dos mais antigos conjuntos coloniais remanescentes no Rio de Janeiro. A história do convento tem início em 1592, data em que chegaram ao Rio de Janeiro os primeiros frades franciscanos. Em 1607, foi-lhes concedida a posse do morro atualmente conhecido como Morro de Santo Antônio, no qual começaram a construir o convento em 1608. A primeira missa foi rezada em 1615.

ConventoSantoAntonio-2m

  • Igreja da Candelária

A Igreja da Candelária, pode ser considerada a mais imponente e grandiosa igreja do Rio de Janeiro, não somente por suas proporções mas também por seu acabamento e grandiosa cúpula. Sua história é também interessante, advinda de uma promessa em meio à uma tempestade. A construção foi iniciada em 1775, século 18 e somente terminada nos ultimos anos do século 19.

141051289.ae2zN4ZV.IgrejaCand_8_5429

  • Centro Cultural Banco do Brasil

Inaugurado como sede da Associação Comercial do Rio de Janeiro, em 1906, sua rotunda abrigava o pregão da Bolsa de Fundos Públicos. Na década de 1920 passou a pertencer ao Banco do Brasil, que o reformou para abertura de sua sede. Esta função tornou o edifício emblemático do mundo financeiro nacional e duraria até 1960, quando cedeu lugar à Agência Centro do Rio de Janeiro e depois à Agência Primeiro de Março.

No final da década de 1980, resgatando o valor simbólico e arquitetônico do prédio, o Banco do Brasil decidiu pela sua preservação ao transformá-lo em um centro cultural. O projeto de adaptação preservou o requinte das colunas, dos ornamentos, do mármore que sobe do foyer pelas escadarias e retrabalhou a cúpula sobre a rotunda.

Inaugurado em 12 de outubro de 1989, o CCBB Rio de Janeiro transformou-se rapidamente em um dos centros culturais mais importantes do País. É a instituição cultural mais visitada do Brasil e a 20º no mundo, de acordo com o ranking da publicação inglesa The Art Newspaper (abril/2014).

O prédio possui uma área construída de 19.243m². O CCBB ocupa 15.046m² desse total.
O prédio possui uma área construída de 19.243m². O CCBB ocupa 15.046m² desse total.
  • Casa França Brasil

Encomendado em 1819 por D. João VI à Grandjean de Montigny, arquiteto da Missão Artística Francesa, a obra em si é um documento histórico importante. Trata-se do primeiro registro do estilo neoclássico no Rio de Janeiro, tendência que viria então a popularizar-se, dando à cidade marcada por suas casas coloniais um tom mais cosmopolita, à moda europeia.

No dia 13 de maio de 1820, o edifício foi inaugurado como a primeira Praça do Comércio do Rio de Janeiro, cidade sede do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves. Apenas quatro anos mais tarde, já no contexto do Brasil independente de Portugal, foi transformado por D. Pedro I em Alfândega, função que exerceria até 1944.

O edifício onde hoje funciona a Casa França-Brasil já foi palco de eventos importantes de nossa História.

205523284-XG

  • Arco do Telles

Meio escondido numa parte do Centro do Histórico do Rio de Janeiro está o Arco do Teles. Bares e restaurantes agradáveis e interessantes são encontrados no local, onde muitas pessoas desfrutam de um ambiente permeado de cultura e história.

O edifíco onde fica o Arco do Teles foi construído por volta de 1743, na mesma época da contrução da Casa dos Governadores que viria posteriormente a ser Paço Real. A construção também ficou a cargo do mesmo engenheiro militar, José Alpoim, que projetou e construiu o Paço Real.

Arco_do_Teles___Alexandre_Macieira__Riotur

  • Praça XV

A Praça 15 atualmente leva o nome de 15 de Novembro em homenagem ao dia da Proclamação da República. Mas sua primeira denominação foi Largo do Carmo e posteriormente Largo do Paço. Antes da última mudança de nome, na segunda metade do século passado havia sido rebatizada de Praça D. Pedro II.

  • Paço Imperial

A Praça 15 é um dos locais mais antigos do Rio, tendo sido durante durante os tempos coloniais e do império o local de desembarque para quem chegava ao Rio, num tempo que o mar tinha importância fundamental para o transporte de passageiros. A Praça XV já foi o principal porto de embarque e desembarque dos governadores dos tempos coloniais e também utilizado pela família real e imperial.

A mais antiga construção do local é o certamente o Convento do Carmo, cujo prédio não pertence mais aos religiosos e tem outras ocupações, tendo sido usado por uma instituição de ensino até alguns anos atrás, e atualmente ocupado por órgãos públicos. Mas o edifício se mantém preservado, pelo menos quanto à sua aparência externa. Devido ao Convento do Carmo ter sido a primeira grande construção no local, era chamada inicialmente de Largo do Carmo.

Posteriormente, com a construção da Casa dos Governadores no local, que posteriormente foi chamada de Palácio dos Vice-Reis, mais tarde Palácio ou Paço do Rei com a vinda de D.João VI para o Brasil, e por último Paço Imperial após a proclamação da República, o local passou a ser chamada de longa data de Largo do Paço.

Paço_Imperial_1830

  • Palácio de Tiradentes

O Palácio Tiradentes em estilo eclético-neoclássico, construído no início do século 20, onde existia a antiga Cadeia Velha e Câmara.

palaciotiradentes

  • Assembléia Legislativa do Estado do RJ (ALERJ)

Sua história começa em 12 de agosto de 1834, após a edição do Ato Adicional à constituição imperial de 1824, que prevê a criação do Município Neutro na área atualmente compreendida pela cidade do Rio de Janeiro, passando esta a ser separada administrativamente da província, a qual passaria a ter a mesma autonomia garantida às demais, apesar de permanecer aquele Município como primeiro distrito eleitoral da província fluminense, quando em votações para a Assembleia Geral, antecessora da atual Câmara dos Deputados.

alerj

  • Central das Barcas

Sem título

  • Baía de Guanabara  A Baía de Guanbara é considerada por muitos a mais bela baía do mundo. Ao longo de seu contorno, estendem-se belezas naturais de formações únicas, assim como construções feitas pelo homem também se destacam neste cenário que merece ser conhecido.

baia-guanabara-vista-santa-teresa-2010

  • Museu Histórico Nacional

Fundado em 1922,  localiza-se na Praça Marechal Âncora, no centro histórico da cidade do Rio de Janeiro, no Brasil.

A partir do Forte de Santiago, na Ponta do Calabouço, a evolução do conjunto arquitetônico do Museu acompanhou a trajetória urbana da cidade do Rio de Janeiro. À fortificação inicial veio se juntar a Casa do Trem, destinada à guarda do “trem de artilharia”, conjunto de apetrechos bélicos usados na defesa da cidade, e, mais tarde, o Arsenal de Guerra.

No início do século XX o Arsenal é transferido para a Ponta do Caju, abrindo o caminho para a adaptação do conjunto para suas novas funções : Pavilhão das Grandes Indústrias da “Exposição Internacional de 1922“.

Por determinação do Presidente Epitácio Pessoa, o Pavilhão abrigou, em duas de suas salas, o núcleo inicial do Museu Histórico Nacional. Com o encerramento da Exposição, o Museu veio ocupando progressivamente toda a área.

Visando recuperar a arquitetura original, ampliar espaços destinados ao público, aprimorar os serviços oferecidos aos visitantes, democratizar o acesso dos mais diversos segmentos da sociedade e viabilizar uma circulação e um percurso adequados ao discurso museográfico, o conjunto arquitetônico que abriga o Museu passou, entre 2003 e 2006, por importantes obras de restauração e modernização.

Centro da Cidade
Centro da Cidade

Sambódromo da Marquês de Sapucaí

O Sambódromo foi projetado pelo arquiteto brasileiro mundialmente conhecido, o modernista Oscar Niemeyer. Ele foi  especialmente construído para o Desfile das Escolas de Samba e foi inaugurado em 1984.

Sendo feito de concreto, parece um pouco antigo para os olhos pós-modernos de hoje. Cercado por favelas, tem-se a impressão de abandono ao longo do ano, pois o espaço recebe poucos e pequenos eventos culturais alem do Carnaval.

carnaval_groupon8


Maracanã Jornalista Mário Filho

O Estádio do Maracanã foi construído em 1950 para a Copa do Mundo do mesmo ano, e projetado para receber 166.369 espectadores. Atualmente após reformas, está apto a receber uma platéia de 114.145 assistentes

Na final da Copa de 1950 (Uruguai -2- x Brasil -1-) e no ultimo jogo de Pelé, estima-se que 200.000 pessoas se espremeram no estádio.

Foi recentemente reformado para a copa das confederações (2013), e copa do mundo (2014), onde sediou a épica final Alemanha (1) – Argentina (0).

maracana-1950-detalhe
Final de 1950, Brasil 1, Uruguai 2

Corcovado

Localizado no alto do Morro do Corcovado, o monumento é a imagem brasileira mais conhecida no mundo. Considerado uma das sete maravilhas do mundo moderno, o Cristo Redentor recebe a visita de mais de 600 mil pessoas anualmente, pela centenária Estrada de Ferro do Corcovado, o passeio turístico mais antigo do país.

Inaugurado em 1884 pelo Imperador D. Pedro II, o Trem do Corcovado já levou papas, reis, príncipes, presidentes da república, artistas e cientistas em seus vagões.

É também um passeio ecológico. O trem atravessa a maior floresta urbana do mundo: o Parque Nacional da Tijuca, um pedaço da mata atlântica, considerado um exemplo de preservação da natureza.

E quem viaja pela Estrada de Ferro do Corcovado ajuda a manter a floresta: o trem é elétrico e, por isso, não polui; além disso, parte da arrecadação da bilheteria é destinada ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA) para a conservação da mata.

1522


Jardim Botânico do Rio de Janeiro

O Jardim Botanico do Rio de Janeiro, pode ser considerado uma reserva ecológica ou santuário ecológico, sendo um dos 10 mais importantes no mundo, abrigando espécies raras de plantas da flora brasileira e também de outros paises.

O Jardim Botânico foi fundado por ordem do Príncipe Regente D. João VI, em 1808, com fins de aclimatizar plantas trazidas das Índias Orientais. Uma das primeiras plantas a chegar foi a Palma Mater, uma das três mais antigas palmeiras Imperiais do jardim.

6725879339_3811daaaac_b
Créditos Claudio Lara

Lagoa Rodrigo de Freitas e Praias do Leblon, Ipanema e Copacabana

Com 9,5 km de contorno, a Lagoa Rodrigo de Freitas está ligada ao mar pelo canal do Jardim de Alá, que separa o Leblon de Ipanema. Suas águas são o local preferido dos remadores. Por esse motivo, a lagoa é rodeada por clubes tradicionais do remo, como Flamengo e Vasco (sede náutica), e outros de lazer, como Caiçaras e Piraquê.

Às margens da lagoa, o público encontra ciclovia, pista de cooper, playground, quadras esportivas e um pequeno centro gastronômico com quiosques que oferecem de comida italiana à japonesa, além de música ao vivo à noite. Anexo está o Parque da Catacumba, que expõe ao ar livre 30 esculturas de artistas brasileiros e estrangeiros.

Desde 1995, a Lagoa Rodrigo de Freitas conta com o Parque Tom Jobim, que reúne áreas de lazer, esportes, gastronomia, entre outros. O espaço é tão democrático que abriga até o ParCão, um parque dedicado apenas ao caninos.

Nas Olimpiadas de 2016, a lagoa vai ser palco para os atletas olímpicos e paraolímpicos do remo, da canoagem velocidade e da paracanoagem.

6255598062_42aa5ba90d_b


Pão de Açúcar

Em 1912, a inauguração de um caminho aéreo no Rio de Janeiro incluía no mapa turístico do Brasil empreendimento que se tornaria mundialmente famoso bondinho do pão de açúcar. Construído, operado e mantido pela Companhia Caminho Aéreo Pão de Açúcar, o complexo turístico Pão de Açúcar foi criado para o divertimento de milhares de pessoas num local privilegiado pela beleza panorâmica.

Marca registrada da cidade do Rio de Janeiro, o morro do Pão de Açúcar é uma montanha despida de vegetação em sua quase totalidade. É um bloco único de uma rocha proveniente do granito, que sofreu alteração por pressão e temperatura e possui idade superior a 600 milhões de anos.

Lendas do pão de açúcar, bem interessantes para leitura, aqui.

Pão-de-açúcar


Aqueduto da Carioca Arcos da Lapa

O Aqueduto da Carioca foi construído no século 18, entre os anos de 1725 e 1744, tendo as obras sido iniciadas pelo Governador Aires de Saldanha e Albuquerque. A primeira obra do aqueduto havia sido construída com canos de ferro que logo se deterioraram não resistindo à forte corrosão.

25. Arcos da Lapa 4


Escadaria Selaron

Em 1990, o artista plástico chileno Jorge Selarón começou a revestir a escadaria que leva ao convento de Santa Teresa com um mosaico de ladrilhos de cerâmica nas cores verde, amarela, azul e branca. São 215 degraus ao longo de 125m, cobertos pelo chileno às custas do dinheiro de seu próprio bolso, o qual arrecadava por meio da venda de quadros.

A escadaria rendeu a Selarón o título de cidadão honorário do Rio de Janeiro em maio de 2005. Ao longo dos anos, seu trabalho foi visitado por milhões de pessoas, servindo, também, de palco para videoclipes, campanhas publicitárias e até cenário para uma edição da Playboy norte-americana. O clipe mais famoso que utilizou o local como cenário foi o de Michael Jackson. Segundo o artista, sua obra é “um tributo para o povo do Brasil”.

634855_91f6a4886bcb90bbcd6cf6ab85a5abad


REFERENCIAS

  • riodejaneiroaqui
  • camara.rj.gov.br
  • http://www.alerj.rj.gov.br
  • documentários do youtube
  • casafrancabrasil.rj.gov.br
  • corcovado.com.br
  • guiadasemana.com.br

A ROTA PERFEITA PARA QUEM QUER CONHECER PORTUGAL E ESPANHA DE CARRO!

Pegar o carro e passar dias na estrada é uma boa maneira de conhecer dois destinos europeus que são muito requisitados por brasileiros: Portugal e Espanha. E Fazer isso sem ficar refém de agências de turismo ou de horários itinerários dos ônibus, é algo que pode ser o sonho de muitos. O Dubbi, um site colaborativo de viagens, montou um roteiro para quem quiser se aventurar nesses dois países que conquistam a américa do sul desde 1500.


ROTEIRO

Uma das melhores opções, pela paisagem e pela qualidade das estradas, é sair de León, na Espanha, e ir até o Porto, em Portugal. No caminho, passa-se por Lugo, Santiago de Compostela e Vigo, já próximo à fronteira. No país lusitano, é possível visitar aionda Viana do Castelo, Braga, Guimarães e, finalmente, o destino final, a cidade de Porto.

Total de cidades visitadas: 8
Distância a ser percorrida: 623 km

Clique aqui e veja com detalhes o mapa.
Clique aqui e veja com detalhes o mapa.

DICA

As grandes locadoras aceitam que o carro seja alugado em um país e devolvido em outro.


O QUE FAZER EM CADA CIDADE?

LEÓN (ESP)

No ponto de partida, não deixe de visitar a Catedral de León, uma das principais obras do estilo gótico francês. É muito difícil não se encantar com a arquitetura imponente da construção. Uma manhã basta na cidade.

Mosteiro de San Miguel de Escalada, na região de Léon
Mosteiro de San Miguel de Escalada, na região de Léon

LUGO (ESP)

Pare em Lugo para almoçar. Em seguida, uma dica é visitar a parte histórica e apreciar a muralha romana da cidade, construção feita pelo imperador Augusto, em 13 a.C., para anexar o noroeste da Península Ibérica ao Império Romano.

Muralha Romana de Lugo, Espanha.
Muralha Romana de Lugo, Espanha.

SANTIAGO DE COMPOSTELA (ESP)

Se seu sonho é fazer o caminho de Santiago de Compostela, este roteiro NÃO é o ideal. Existem vários caminhos que levam a Santiago, sendo o mais tradicional o que cruza os Pirineus. Aqui a intenção é apenas conhecer a cidade, e não ter a experiência dos andarilhos. Procure um hostel (opções a partir de R$ 45) ou um hotel e programe-se para ficar pelo menos um dia na cidade. Para a noite, um dos lugares mais visitados é o Pub Momo. Mas não deixe de descansar para ter força de visitar o centro histórico e os diversos museus do local no dia seguinte, além da Catedral de Santiago de Compostela. No finzinho da tarde, é hora de prosseguir viagem.

Pub Momo, Santiago de Compostela, Espanha.
Pub Momo, Santiago de Compostela, Espanha.

VIGO (ESP)

Se estiver viajando no verão, estender sua estadia em Vigo pode ser uma BOA opção. A cidade possui algumas das melhores praias da Galícia, com águas transparentes e areia branca e fina. Diversos parques e um museu dedicado ao mar são outros atrativos da cidade.

Vista aériea, Vigo
Vista aériea, Vigo

VIANA DO CASTELO (PORT)

Há 5 séculos, grandes expedições rumo ao desconhecido partiam do porto de Viana do Castelo. O lugar era um dos principais pontos de partida dos portugueses na época da Grandes Navegações. Reserve uma tarde para visitar o Parque Nacional da Peneda-Gerês, com belos montes, vales e quedas d’água.

Parque Nacional da  Peneda-Gerês
Parque Nacional da Peneda-Gerês

BRAGA (PORT)

Considerada a ‘Roma Portugesa’, possui mais de 30 igrejas, entre elas a catedral da Sé (isso, igual a de São Paulo), a mais antiga do país. É um prato cheio para aprender sobre a história do país. Se tiver fôlego, suba os 670 degraus até o Santuário do Bom Jesus do Monte, no alto de uma colina. Pode parecer uma penitência, mas vale a pena apreciar a escadaria em estilo barroco.

Jardim de Santa Bárbara, no centro histórico da cidade de Braga
Jardim de Santa Bárbara, no centro histórico da cidade de Braga

GUIMARÃES (PORT)

Assim que chegar à cidade, estacione o carro e explore o centro histórico a pé. Os locais imperdíveis são o Castelo de Guimarães, o Largo da Oliveira e o Paço do Duque de Bragança. Quando voltar ao carro, uma boa opção e ir até a Penha e subir uma estrada de pedra, até obter uma bela vista panorâmica da cidade.

Paço dos Duques de Bragança
Paço dos Duques de Bragança

PORTO (PORT)

Para encerrar o passeio e comemorar os 600 km pela península ibérica, é hora do vinho do Porto. O curioso é que os armazéns do famoso vinho ficam em Vila Nova de Gaia, cidade vizinha situada do outro lado do rio Douro. Quando a fome apertar, não deixe de experimentar um lanche chamado Francesinha (foto), acompanhado, claro, uma porção de batatas fritas.

Foto por Sean Pavone/iStock
Foto por Sean Pavone/iStock

Referências do site Dubbi

Matéria: Catraca Livre

ITU EM UM DIA! 20 DE JUNHO DE 2015

Grupo: Beatriz, Priscila, Daniele e Lucas

A cidade de Itu tem fundamental importância no desenvolvimento do interior paulista, durante a épocas da cana de açúcar e café, além de conta com um grande acervo histórico cultural, proporciona agradáveis passeios por suas ruas estreitas e por seu centro histórico.


PONTOS

  1. Fazenda das Pedras
  2. Museu Republicano
  3. Igreja Matriz Nossa Sra. da Candelária
  4. Praça dos Exageros
  5. Almoço no Fogão de Ouro
  6. Igreja Nossa Sra. do Patrocínio
  7. Parque do Varvito

SENAC

Bom, até aqui não tive nenhum contato com os profissionais, apenas na recepção. Saímos do SENAC por volta das 8:00. Assim que estávamos chegando para Itu, o ônibus parou. O Motorista aparentemente nervoso e cansado decidiu fazer um breve desabafo. (foi mais ou menos nessas palavras)

…Tem gente aqui que faz turno, e eles mandam motoristas 0km, que não conhecem a cidade onde tem que trabalhar, então, algum de vocês poderiam vir até aqui e me guiar…

Bom, após o breve desabafo, um dos guias ficou meio apavorado, então, a professora que lá estava para avaliar teve de se impor, e ela acabou instruindo uma das guias para levá-lo até o primeiro ponto, Fazenda das Pedras.


FAZENDA DAS PEDRAS

Tecnicamente dizendo, o acesso é um pouco díficil devido a estrada de terra e também ao fato de estar do outro lado da estrada (para quem está vindo de Jundiaí, pode ser um pequeno problema, caso não consiga se orientar ou ler um GPS)

Mas, enquanto íamos, Itu nos surpreendia com belas paisagens, as pedras que vieram com o mar a milhares/ões de anos atrás, Itu já em sua entrada já nos mostrava sua geologia e geografia.

A fazenda em si é um lugar lindo. Sua visão para a cidade, sua simplicidade rural, a comida (afinal, foi lá que tomamos um delicioso café), e também, todo o espaço que continha com belos e delicados chalés, algumas pedras onde os hóspedes poderiam subir para observar um nascer ou por do sol.. o lugar é divino, é calmo, aparentar ser um bom lugar para passar o final de semana.

http://www.fazendadaspedrasitu.com.br/fazenda/


FOTOS

1

Tirada com Lumia Selfie

2


MUSEU REPUBLICANO

Bom, voltamos ao ônibus e lá pelo que pude ver, não houve nenhuma faísca entre o guia e o motorista, enfim.

Saímos da fazenda por volta das 9:35 – 9:50, e fomos direto ao centro da cidade. O primeiro ponto que fomos visitar foi o museu republicano convenção de Itu. Ele estava bem limpo, o acesso até o mesmo era bem fácil.

Pertencente a USP, trás exposições bem legais sobre o Brasil imperialista. O Museu, abrigado em um sobrado histórico do século XIX, foi criado no ano de 1921.

Por lá, houve um ocorrido de muito mau gosto. Um teatro do ciclano que falou da fulana e etc., algo que não estava programado segundo as demais guias, e também, um ocorrido muito feio para sua imagem, e o mesmo teatro poderia se transformar em um pequeno processo.


EXPOSIÇÃO

exposicoes

Não tenho nenhuma foto pois, foi nos solicitado pela segurança do museu para que não sacássemos fotos.

http://mr.vitis.uspnet.usp.br/


MATRIZ NOSSA SENHORA DA CALENDÁRIA

O terceiro ponto estava ali do lado. Caminhamos alguns metros e chegamos a igreja Matriz da cidade. De fora, um lugar bem bonito que nos dava a impressão de que estava ainda mais bonita por dentro, engano meu. A igreja estava passando por restaurações.

Não digo que a igreja estava feia, mas ela poderia ter sido pulada facilmente, tendo em vista que, teríamos outra igreja mais tarde e os pontos necessários já estavam no roteiro.

11


PRAÇA DOS EXAGEROS

Um dos lugares mais chamativos do interior SIM.

Pela primeira vez estávamos vendo algo realmente exagerado. E foi nesse ponto a melhor decisão tomado pelos guias, confiar em seus clientes deixando-os livres no local, marcando um ponto de encontro que poderíamos ver a metros de distância e etc.

Uma pequena observação, estava tendo um belo festival japonês, e alguém sabe o por que da cidade ser escolhida como o berço brasileiro para japoneses? No final eu te conto. 🙂

Fiquei perto do Leandro e o Luciano durante o ponto, e ambos ficamos em algumas lojinhas com lugares bem legais e literalmente exagerados.

A praça estava bem cheia, com pessoas de todos os lugares, e por lá, encontramos um senhor japonês, e para nos comunicarmos com o mesmo, usamos uma peça fundamental do grupo, o menino Luciano. Foi hilário, eu não entendia nada.


FOTOS

6 10

Tirada com Lumia Selfie

Tirada com Lumia Selfie
Sim, saí muito afeminado na foto do crachá, mas e dai?!

Já estavamos para ir ao quinto ponto quando ocorreu algo um tanto quanto cômico, porém trágico se fosse verídico.

Nossa atriz hollywooDIANA encenou uma convulsão, foi um tipo de teste surpresa onde os guias se saíram muito bem, deixando-a na posição de conforto.


FOGÃO DE OURO

Um lugar bem caseiro, com uma comida gostosa, não tenho muito a dizer, mas houve alguns detalhes (como o do guia comendo antes de todo mundo).. mas nada demais, nada que me incomodasse.


IGREJA NOSSA SENHORA DO PATROCÍNIO

Após um almoço onde enchi o bucho, fomos a mais uma igreja (por isso, disse que a matriz poderia ter sido pulada), e essa igreja era muito grande, e um dia já teve um hospício ao lado, é algo muito sinistro.

Foi um dos pontos onde me senti incomodado e senti um certo pavor, o lugar era sinistro, a atendente era sinistra, e tinha um corpo enterrado lá, minha gente.. e um quadro de uma antiga freira nos olhava para todos os cantos em que íamos. Houve um comentário que nos fez rir e de algum lugar daquela igreja imensa surgiu a nossa atendente, toda simpática perguntando

“DO QUE VOCÊS TÃO RINDO?!”

Isso foi o suficiente para eu querer pular fora e perder o foco do ponto.

Estou sem fotos aqui também.


PARQUE ECOLÓGICO DO VARVITO

Voltamos para o ônibus, e de lá fomos direto a um dos melhores pontos do passeio! O Varvito.

Varvito significa nada mais do que rocha endurecida constituída por varves consolidados.

É um lugar épico, com vestígios de animais que viveram por ali na grande era glacial. E quando digo que há vestígios e você não acredita em mim, vá até lá e olhe para o chão. Como na foto abaixo, essa varve foi formada ao decorrer dos milhares/ões de anos, e se conseguirem reparar, existe diversas camadas que levaram anos para serem construídos. Sua composição é de silte e argila,  e a mais espessa de silte, areia (fina, média ou grossa) e argila.

17

Foi um passeio bem tranquilo, um lugar muito bom para se fazer algum encontro.

Seguimos pelo parque, e mais afrente encontramos duas das nossas guias que estavam com uma bela e saborosa surpresa, todas elas fizeram um picnic, e foi com o mesmo que encerramos a nossa V.T.


FOTOS 

18 20

EXPLORANDO JUNDIAÍ, 13 DE JUNHO DE 2015

Grupo: Diana, Leandro, Luciano e Rosana

Aos poucos, tanto os imigrantes como seus descendentes foram se integrando à comunidade jundiaiense. Hoje, mais de 75% da população de Jundiaí é descendente de imigrantes italianos, que constituem uma das maiores colônias em todo o Brasil.


SENAC

CENTRO DE JUNDIAÍ 

  1. Teatro com Luciano e Rosana
  2. Matriz Nossa Senhora do Desterro
  3. Museu Solar do Barão
  4. Volta ao ônibus

  1. O Teatro foi um sacada genial, tendo em vista que, aprendemos de forma mais fácil quando gostamos de algo, e um teatro chama muito mais atenção do que um texto simplesmente lido/decorado/entendido. Luciano e Leandro vivenciaram muito bem seus personagens, a senhora Petronilha Antunes (Leandro) e Rafael de Oliveira (Luciano)
  2. Foi um ponto bem ok que se foi encaixado suavemente para fazer hora até chegarmos ao solar, o ponto estava bem bonito e tivemos explicações de alguns monitores que já estavam na igreja esperando por outro grupo.
  3. O que poderia ser algo que acrescentasse muito foi algo bem fraco, não por culpa do quarteto, mas sim devido a senhora que resolveu desabafar no jardim do solar. Tínhamos um cronograma a seguir, e no fim atuamos em uma área diferente da de guia de turismo, acabamos por ser psicólogos, tendo que ouvir todo o desabafo dela. 
  4. A volta ao ônibus foi muito eficaz, tendo em vista que o motorista parou em ponto estratégico, dos 3 motoristas que tivemos com a empresa SAJOTUR, ele foi o que melhor se achou.

FOTOS

Tirada com Lumia Selfie

Tirada com Lumia Selfie


PANORÂMICA

  1. Ponte torta
  2. Antenor Soares Gandra
  3. Pinacoteca
  4. Polytheama
  5. Complexo FEPASA

Aqui ficou um pouco claro que, a guia se sentia um nervosa perante seu primeiro guiamento de grupo, ótimo! Ela estava lá para aprender e com certeza absorveu bastante dos conselhos dados pela professora Marjorie. A guia que nesse momento estava nervosa foi a que mais evoluiu perante o módulo e o curso ao meu ver.


SERVIÇO DE BORDO

Aqui foi servido uvas, fruta típica da região, algo muito bem elaborado e um detalhe que me chamou a atenção positivamente.


FAZENDA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

Foi o melhor ponto do roteiro. Lá nós tínhamos um monitor que demonstrava muita paixão pelo assunto que ele falava, o café. Ele nos mostrava a história, unindo em certos pontos (o café e sua colheita) o passado e o presente. Fico quase sem palavras para descrever o ponto, pois, foi algo bem legal e surpreendente, dou exaltação aos 4 guias que não deixaram que nenhum de seus clientes se separassem do grupo, sempre conduzindo o seu “rebanho” .


FOTOS

7

Tirada com Lumia Selfie

Tirada com Lumia Selfie

Tirada com Lumia Selfie

05

Tirada com Lumia Selfie

07


ALMOÇO

Comida divina, amei. ♥


MUSEU BRUNHOLI

Na minha opinião, o ponto mais fraco e “mal pensado” do roteiro. Estava muito quente e tínhamos acabado de almoçar, eu particularmente me senti enjoado e zonzo, contava os segundos para poder sair daquele lugar abafado e pegar um pouco de ar fresco.


MAZIERO

Durante a ida até o Maziero, tivemos uma boa peça de teatro onde Rosana e Leandro interpretaram um casal de italianos que vieram para a cidade junto dos milhares de imigrantes.

Bom, em questão ao ponto em si, foi bem mais breve do que eu imaginava pois o nosso monitor foi bem breve, o que particularmente achei bem legal. Tivemos tempo para degustações de vinhos, amarula e sucos. Fizemos pequenas compras e voltamos ao ônibus, onde de lá, seguimos ao SESC.

8 9 10 11


SESC

Por lá ouve uma pequena confusão, onde um guia dizia que era livre, outro dizia que era monitorado. Logo que chegamos estava tendo uma peça teatral (mais uma), o que nos deixou um tanto quanto presos a ela, não é algo ruim pois era interessante. Ficamos uns 10 minutos assistindo a peça e depois subimos para o segundo andar, onde adentramos em uma exposição de dois artistas brasileiros cujos quais não me lembro o nome, mas, novamente, os monitores demonstraram muito afeto pelo que diziam, e isso é sempre bom, fora o envolvimento dos dois com o grupo. 

Após acompanharmos a exposição, subimos ao saguão onde uma das funcionarias nos mostrou sobre a sustentabilidade do SESC. Eles fazem um trabalho bem legal, e sempre que posso, retorno a casa e recomendo a você que está me lendo. Se puder, faça sua credencial e seja sócio.

Tirada com Lumia Selfie


VOLTA AO PONTO DE PARTIDA, SENAC

Durante a volta ao SENAC, tivemos o speech final. Voltamos sem nenhum problema, e assim esperamos o próximo sábado para a V.T de Itu.

Da-lhe MAEDA.

SOCORRO HISTÓRICA E EDUCATIVA! RELATÓRIO

SEXTA-FEIRA

  • Saída do SENAC as 19:07, o atraso foi dado devido a uma reunião da nossa coordenadora, mas não atrapalhou em nada. As malas são postas em seus devidos lugares e partimos do SENAC, o ar-condicionado é ligado e a correia do micro-ônibus da problema.
  • Na chegada a Itatiba, trocamos o carro, sendo o primeiro imprevisto da V.T.
  • Ao entrar no segundo carro, voltamos para a pista e o serviço de bordo é realizado pelos estudantes Leandro e Danielle. O serviço de bordo é realizado com perfeição, e foi servido coxinha de frango com refrigerante/suco. Após um tempo do serviço de bordo, os mesmo iniciam as atividades de entretenimento (um dos pontos altos da viagem), as brincadeiras foram a CS, Desenho no escuro e Amigo Secreto/oculto.

 https://www.youtube.com/watch?v=8LLE1W1t7bw&feature=youtu.be

  • Ouvi queixas de dores abdominais de uma das passageiras, o que me deixou um pouquinho nervoso, porém, não perdi o controle.
  • Após 2 horas e 40 minutos de viagem, estávamos nós chegando a Socorro. Estava chovendo muito desde Itatiba, e o acesso foi algo a ser reportado pois encontramos algumas dificuldades. Sem o ônibus, descemos eu, Lucas, Ricardo e Marjorie para fazer o check-in dos técnicos em guia de turismo. A pequena subida pareceu uma escalada ao Everest pois a cada passo dado poderíamos escorregar e cair, e não queríamos isso.
  • Após o Check-in, o carro foi estacionado e todos os turistas desceram, conforme desciam, todos pegavam suas malas e as primeiras a irem para seus chalés foram Ana Lívia (a coordenadora que estava sentindo algumas dores) e Marjorie, nossa professora.
  • Após elas, minha dupla (Lucas) me ajudou com as hospedagens, levei as meninas (Beatriz, Diana e Danielle) para o seu chalé (2), e os homens junto do motorista para o seu chalé “premium“.
  • Foi avisado a todos que após 10 minutos deveriam descer para irmos jantar as pizzas, os 10 minutos chegaram e eu ainda já tinha conseguido me hospedar no quarto, mas, dei falta de duas clientes e fui avisá-las. Todos acabaram descendo para comer, e enquanto uns acabavam, eu os subia para o chalé. No final, todos foram para suas devidas “residências” com exceção de 4 clientes que preferiram ir até a sala de jogos.
  • Desci até a recepção onde entreguei o roteiro de sábado para um dos funcionários do hotel, pedi para que o mesmo o prendesse em algum mural. O mesmo disse que faria mais tarde, então, logo voltei ao chalé 7, cujo a cliente que sentia um mal estar estava hospedada. Ela se sentia melhor, então fui para meu quarto que estava cheio de problemas, tais como a sujeira dos banheiros e o chuveiro que mal saía água, e isso não era problema de apenas um dos banheiros mas sim dos dois.
V.T Socorro, 24 até 26 de Junho de 2015 (3)
V.T Socorro 24, Sexta-Feira. Guilherme, Danielle, Diana e Beatriz.
V.T Socorro, 24 até 26 de Junho de 2015 (2)
V.T Socorro 24, Sexta-Feira. Guilherme, Danielle, Diana e Beatriz.
V.T Socorro, 24 até 26 de Junho de 2015 (4)
Ajam naturalmente gente!

SÁBADO

ROTEIRO

  • Café da manhã no hotel e encontro com o guia local.
  • 8h15 – Embarque e inicio do Roteiro.
  • 8h40 – Visita monitorada ao centro histórico, museu e ao mirante do Cristo Redentor.
  • 11h – Visita ao Parque dos Sonhos com as atividades: Visita técnica guiada no parque
  • 13h – Almoço ou a combinar.
  • 14h – Circuito radical com três tirolesas (Pânico, Espanto e Calafrio) trilha com cachoeiras e
  • caminhada pelo parque até no máximo 18h.
  • 17h30 – Retorno ao hotel para banho e termino dos serviços do guia local.

  • Eram 6:00 e já tinha me levantado. Fui para um bom banho antes de sair do chalé, porém o chuveiro e a porta do banheiro estavam bem ruins, começando a porta que custava para que se fechasse, e depois, o chuveiro que demorava consideravelmente para esquentar.
  • Tomei uma ducha e logo me retirei, a noite foi longa pois não consegui dormir direito, o pouco que dormi tive um excelente sonho, mas quanto ao resto, apenas deitei e fechei os olhos. Porém, comecei o dia com a melhor surpresa que poderia ter (natureza, ♥), logo que saí, fui pego de surpresa pela bela visão que o chalé proporcionava.
A Surpresa que a luz do dia me proporcionou. ♥
A Surpresa que a luz do dia me proporcionou. ♥
  • Eram 6:30, deixei meus clientes tendo mais meia hora de um bom e merecido descanso. Me sentei em um lugar privilegiado, levei uma picada no dedo (doeu e queimou. :p), e tive a honra de presenciar uma das coisas mais belas do mundo, o nascer do sol. (novamente, natureza ♥).
  • Já eram 7:00 horas e fui alertar meus clientes que o dia tinha começado! A maioria teve uma boa noite de sono, e teriam que descer depois de 30 minutos para um café da manhã (outro ponto alto). A cliente que se sentia desconfortável quanto as dores já tinham ido embora. (UFFA!)
  • As 7:30 todos estavam lá embaixo para tomarmos o café, esperei um pouco demais para liberá-los para o café (pois ainda faltavam algumas coisas a serem postas), mas eles se antecederam e partiram ao ataque, e não era de menos, o café nos supriu muito bem, e foi uma delicia!
  • Era 8:15 e o guia local Eduardo chegava ao hotel, levei a cliente Marjorie até a recepção para assinar algo, porém não fomos atendidos e estávamos perdendo o tempo, então, decidimos ir ao ônibus (e infelizmente, esqueci a capa de chuva). Fiz o embarque de todos com o auxilio da minha dupla e passei a bola para o guia local.
  • Fomos até o centro histórico de Socorro sendo guiados pelo Eduardo que recebia o auxílio de Leandro e Danielle. A principio paramos em frente ao palácio das águias e seguimos pelo centro enquanto o guia explicava algumas construções da cidade, enquanto andávamos, conhecemos alguns casarões coloniais e fiquei particularmente impressionado com a beleza da cidade, não havia pichações, muitas das casas tinham uma frente de se cair o queixo com seus estilos coloniais (lindas, sem mais!), fora a visão dos morros da cidade! E uma pequena curiosidade, NÃO EXISTE MONTANHA NO BRASIL! Fomos seguidos por belos cachorrinhos que tinham um ódio em particular, por pneus, não sei o porquê, mas.. continuando! Vimos por fora um cinema e um hospital que recebem pessoas da região.
  • Fomos até a catedral que é considerada uma das mais belas do circuito das águase logo após, seguimos até um museu, onde fomos monitorados por um historiador chamado Derek Destito Vertino que tem um livro publicado sobre os heróis esquecidos da guerra.http://www.portalfeb.com.br/da-gloria-ao-esquecimento-tiragem-especial/
  • Voltamos ao ônibus após o passeio cultural dentro do museu monitorado pelo historiador. A checagem foi feita e logo então fomos até o mirante do cristo, durante a viagem inteira, o guia credenciado pela cadastur.
  • Demoramos por volta de 15 minutos para chegarmos ao mirante, o que valeu muito a pena! O único problema era o tempo que não nos permitia uma vista melhor do topo da cidade, tivemos uma degustação, e foi excelente!

V.T Socorro, 24 até 26 de Junho de 2015 (18)

Tirada com Lumia Selfie
Mirante com los mejores. ♥
  • Ficamos um tempinho no mirante, e logo após descemos para irmos ao Parque dos Sonhos, no caminho, o guia ia sempre orientando o motorista enquanto nos explicava sobre o circuito das águas. Erramos uma vez o caminho mas foi um erro bem leviano, nada que nos afetasse. Levamos quase uma hora para chegarmos ao parque, levamos mais tempo do que o esperado devido ao clima.
  • Já no parque, fomos orientados por um dos monitores do parque. Enquanto os guias auxiliares assinavam alguns papéis, algumas informações eram passadas para nós. Subimos para um bom almoço onde trocamos experiências e jogamos boas conversas fora.
  • Após o almoço, subimos mais um pouco e fomos assistir uma palestra muito satisfatória do senhor José Fernandes, um gênio do empreendedorismo, fora também dois membros do ministério do turismo.
  • Tivemos um pequeno espaço entre o almoço e o inicio do turismo de aventura que, começou com uma trilha dentro do próprio parque (a minha primeira!). Na trilha, fomos auxiliados pelo tio Ale, um monitor muito simpático!

Tirada com Lumia SelfieTirada com Lumia Selfie

  • V.T Socorro, 24 até 26 de Junho de 2015 (13)Após a trilha, as coisas começaram a apertar o meu coração de leão! Era anunciado que, iriamos todos para fazer o circuito das tirolesas! Subimos a 140 do chão, e eu, um homem sem medo de nada (apenas altura! oh.. wait!) Subimos de trator até o topo da pedra onde logo nos apropriamos com os devidos materiais de proteção. Fui muito bem tratado pelos instrutores, o que me acalmou muito para dar o primeiro salto na tirolesa do espanto. Para quem nunca tinha andado de tirolesa, comecei de forma bem suave, em uma de 1 km de extensão e 140 metros de altura.. que cruzava os estados de MG e SP.. Primeiro foi a tirolesa do Pânico que mesmo sendo a mais larga, foi a mais tranquila, com uma excesão do final que eu parei longe da plataforma e estava voltando devido o vento, e menos de um minuto depois, a tirolesa do Espanto, que foi MUITO rápida! E por ultimo, a tirolesa do calafrio. Me senti um herói mas..

V.T Socorro, 24 até 26 de Junho de 2015 (8)
Foco no fofo lá atrás dando risada e não no bundão roendo as unhas!

V.T Socorro, 24 até 26 de Junho de 2015 (9)

Tirolesas, aqui.

  • PULEI! uhu
  • Após todos terem descido, voltamos para o hotel e tivemos um pequeno imprevisto, o ônibus ficou atolado e isso colocou nossa criatividade em prática, o que não foi necessário pois o parque nos deu um suporte e nos tirou de lá! A volta até o hotel depois daí foi bem tranquila e um pouco demorada. Fora o pequeno imprevisto, tudo foi muito bem chegamos inteiro (e sujos), e por estarmos sujos, boa parte do grupo foi para seus chalés tomar um bom banho! (no meu caso, não, o chuveiro estava horrível. </3)
  • Fui junto da Marjorie conferir sobre o evento da festa Julina, e adivinha, mais um imprevisto. A festa foi cancelada pela falta de demanda e teríamos que fazer algo diferente, mas para o SENAC não existe muitos problemas sem soluções, então, decidimos realizar um bingo! Não foi muita gente mesmo, foram entorno de 18 pessoas (meio decepcionante mas.. tínhamos que mantê-los animados.) Ah é, antes do evento, ficamos todos jantando comidas típicas das festas.. milho, torta entre outros. O evento começou as 21:30 e acabou por volta das 22:50.
  • Fui ao salão de jogos com o Leandro e lá nos encontramos com a Beatriz e Diana, onde jogamos sinuca e pebolim. (e perdi todas. 😦 )

DOMINGO

  • Já hoje (26), acordei as 7:11 e fui direto para o banho, me aprontei para o desejum e desci com as minhas malas para o local onde iriamos comer. Deixei as malas sobre o sofá e logo após de mim foram chegando os outros passageiros.
  • Tomamos o café tranquilamente e após ele, guardamos nossas malas no ônibus, e logo após conhecemos Charles, um cara fantástico assim como o Zé Fernandes! Ele nos deu uma palestra sobre o turismo em Socorro (assim como o Zé, novamente), e nos mostrou alguns projetos da cidade para incentivar o turismo! Eles nos mostraram o porquê de Socorro estar tão a frente das outras cidades, todos lá falam a mesma língua e isso faz com que o universo conspire a seu favor.
Palestra do senhor Charles!
Palestra do senhor Charles!
  • Saímos do hotel fazendo um check-out e rapidamente demos um breve passeio de 30 minutos na feira de malhas (eu acabei ficando mais tempo no horto da cidade), mas nada que atrapalhasse as duas guias (Gabriella e Beatriz)
  • Na volta, levamos por volta de 2 horas 30 minutos para chegarmos em Jundiaí em uma tranquila volta. Ricardo e Rosana cuidaram do serviço de bordo e entretenimento, Denis e Diana fizeram o speach final e desembarque, e a viagem foi muito boa.

WP_20150726_11_23_32_Pro

Valeu SENAC.

Relatório feito dia 26 de Julho de 2015.

Junção com a pequena reunião previa.

SÃO PAULO PARA TODOS OS GOSTOS!

Grupo: Denis, Gabriella, Guilherme e Ricardo

O São Paulo para todos foi uma ideia do grupo de tentar se diferenciar dos demais roteiros que tinham o foco histórico. Usamos o conceito da maior imigração em massa para o Brasil do século XIX, os Italianos, e o bairro da barra funda foi algo que mostrou muito bem isso, e mostrou também, a integração de Bolivianos e outros estrangeiros da América Latina que vieram para nossa pátria em busca de uma vida melhor.


Sábado passado (27), eu tive o que podemos dizer, como a “primeira experiência profissional” atuando como um guia de turismo! Visitamos pontos que costumo frequentar, dentro da região da barra funda, e foi espetacular, por mais nervoso que eu estivesse.

Pontos visitados

  1. Memorial da América Latina
  2. Shopping Bourbon
  3. Barra Grill (Almoço)
  4. Parque Água Branca
  5. Allianz Parque

Análise crítica

Antes de sairmos, cheguei no SENAC as 6:40 da manhã, o ônibus já estava lá. Solicitei ao motorista da Sajotur que subisse até a rua do estabelecimento, e lá fiz a checagem inicial do ônibus, estava tudo em boas condições.

Devido a atrasos (e não são atrasos curtos), nosso roteiro foi prejudicado, começando pelo GPS que nos enviou por uma rota que estava “interditada”. Foi logo no inicio, antes de irmos para o Memorial, paramos em uma rua onde estava tendo obras, e fomos obrigados a retornar, o que levou entorno de 30 minutos. (O que nos fez perder pelo menos 10)

Durante o serviço de bordo, foi dado aos clientes uma sacola biodegradável, onde os mesmos jogavam os resíduos. Lembrando que, só consumiam os alimentos após uma higienização com o álcool em gel.

O dia não sorria para o nosso grupo, mas o nosso grupo conseguiu manter o controle das coisas, e com mais 10 minutos de atraso, descemos todos ao memorial, onde o monitor Rafael estava lá para nos orientar e explicar sobre algumas obras, tínhamos em mente sair do memorial por volta das 10:50, mas isso só ocorreu as 11:10, trágico! Mas não culpo ninguém a não ser a minha pessoa, que por “incompetência” quis explicar sobre o pavilhão da criatividade.

Seguindo o roteiro, mais um curto atraso, levamos 20 minutos para chegar em um lugar que costuma levar 10, mas chegamos né, embarcamos todos ao Shopping Bourbon, onde a Guia Gabriella explicou um pouco sobre o local, e deixou todos os clientes livre por 30 minutos, grande maioria foi a livraria cultura, enquanto outros foram fazer saques de dinheiro, comprar alguma coisa e etc., nos encontramos no ponto de encontro (em frente ao shopping) as 12:20, e de lá, perdemos mais tempo (sim, o valioso tempo que nos punia tanto), para achar o ônibus que estava um tanto quanto distante. Levamos cerca de 15 minutos para encontrá-lo, e quando encontramos, nos perdemos novamente.

A caminho do almoço, (12:35 por volta), o motorista nos conduzia de forma correta até o local, mas, como o dia sorria para nós (sim, ironia), deu errado de novo! O ônibus estava proibido de fazer o contorno, o que nos custou MUITO tempo! Tivemos que fazer um outro tour para poder chegar na nossa “cantina”. Levamos cerca de 50 minutos para chegarmos lá, os clientes estavam famintos, nervosos (assim como nós -pelo menos eu-), e estava dando tudo errado, afinal, não achávamos o local! Custou, e custou muito, pois o ônibus teve um pequeno arranhão na lateral, e logo no desembarque, fomos “interrompidos” por um ruído bem sem graça, a alguns metros de lá, começava um “pancadão” que deixou todos ainda mais esquentadinhos. O Almoço foi servido por volta das 13:30 (demorou, e muito, o que deixou minha amiga ddianavitor brava), mas no fim, todos comeram!

E como disse antes, tudo estava dando errado.. tínhamos que estar no Allianz Parque por volta da 13:50, o que não aconteceu. As 13:40, alguns ainda estavam com o prato cheio (incluindo a minha pessoa), e a partir daí, tudo foi ficando mais complicado. Levei 4 clientes para comprar sorvete do outro lado da rua, e pelo menos isso foi algo certo.

Levamos mais 20 minutos para chegarmos ao Allianz (já era 14:15), e perdemos o tour, e aí, só depois das 16:00 horas poderíamos fazê-lo novamente. O Que fizemos foi uma jogada óbvia, trocamos os papéis, Allianz encerraria tudo, por mais que custasse o picnic que eu planejava a duas semanas antes.

Ficamos por trás da mancha verde que estavam ensaiando, e antes que nos dessemos conta, já era 15:00, compramos os ingressos para o tour o mais rápido possívele partimos o mais depressa possível para o Parque da Água Branca, guiei-os até o local, o que levou 10 minutos, o guia Ricardo passou a explicar sobre os locais enquanto levei alguns dos clientes para o banheiro. Fizemos um tour dentro do parque, e saímos de lá as 15:30 para mais nada dar errado.

Entramos pela saída e saímos pela entrada, soa confuso mas foi o que houve, pegamos um caminho diferente pela Av. Matarazzo, passamos pela frente de um lugar bem diferente (country), onde um dos clientes não tinha boas lembranças do local, mas todavia, levamos 15 minutos para chegar ao Allianz, e foi a primeira coisa que deu realmente certo no dia, emitimos uma nota fiscal para comprovar os gastos, falamos com um espanhol (uma criança ou um anão?!) fantasiado de louro (mascote do Palmeiras), e começamos o tour. Nosso tour foi algo mais especial, devido ao tempo (tínhamos que estar em Jundiaí as 17:30), portanto, fizemos um tour mais breve, passamos pelo camarote, a cabine de transmissão, os vestiários, e direto ao campo! Sentamos todos no banco de reserva, e tiramos uma das fotos mais hilárias da história, claro que foi na brincadeira, mas.. dentro do Allianz fomos guiado primeiramente pela monitora Diana, e logo tivemos que substituí-la por outro monitor, que fizesse um trabalho mais breve.

Após sairmos, fomos direto ao ônibus, onde fizemos uma brincadeira onde nossos clientes mexiam no lixo (Sim, o mesmo lixo que citei acima, e com uma luva, claro), onde tinham que separar resíduos orgânicos de resíduos recicláveis. Todos apoiaram esse entretenimento, onde mostramos que nossa profissão tem que ser acima de tudo sustentável.

Chegamos em Jundiaí as 18:00, quando todos saíram do ônibus, fiz a checagem do mesmo para ver se esqueceram algo, negativo, ninguém esqueceu, todos entraram nas suas merecidas férias, e até Socorro meus caros. 😉

Obs: As fotos estão com o Guia Denis, e serão publicadas assim que ele nos mandar.

Agradecimento especial a Marjorie, Bárbara e Ana Lívia! Claro, o SENAC também.

A rota perfeita para quem quer conhecer os EUA de carro criada por um engenheiro

Uma das partes mais difíceis de planejar uma longa viagem de carro é decidir onde parar ao longo do caminho. Ainda mais se o destino escolhido for os Estados Unidos.

Mas se você tem um bom dinheiro na poupança e de dois a três meses livres, tudo o que você precisa é de uma rota bem planejada passando pelos principais pontos turísticos mais importantes do país.

E foi isso que o cientista da computação Randal S. Olson, pesquisador da Universidade de Michigan, fez. Olson ficou conhecido quando publicou seu algoritmo para otimizar a busca pelo Wally.

Desafiado por Tracy Staedter, produtora do “Discovery News”, Olson desenvolveu um algoritmo para analisar todas as possibilidades e traçar uma rota otimizada que passasse pelo principal ponto turístico de cada um dos 48 Estados contíguos dos EUA (o que deixa o Alasca e o Havaí de fora), mais o distrito de Colúmbia.

Para completar 50 pontos, ele incluiu duas paradas na Califórnia. Ele documentou todo o processo aqui, para os interessados.

E o resultado é sensacional.

Reprodução/Google Maps

Conheças as cidades que fazem parte do roteiro criado por Olson.

  1. Grand Canyon, AZ
  2. Bryce Canyon National Park, UT
  3. Craters of the Moon, ID
  4. Yellowstone National Park, WY
  5. Pikes Peak, CO
  6. Carlsbad Caverns National Park, NM
  7. The Alamo, TX
  8. The Platt Historic District, OK
  9. Toltec Mounds, AR
  10. Elvis Presley’s Graceland, TN
  11. Vicksburg National Military Park, MS
  12. French Quarter, New Orleans, LA
  13. USS Alabama, AL
  14. Cape Canaveral Air Force Station, FL
  15. Okefenokee Swamp Park, GA
  16. Fort Sumter National Monument, SC
  17. Lost World Caverns, WV
  18. Wright Brothers National Memorial Visitor Center, NC
  19. Mount Vernon, VA
  20. White House, Washington, DC
  21. Colonial Annapolis Historic District, MD
  22. New Castle Historic District, Delaware
  23. Cape May Historic District, NJ
  24. Liberty Bell, PA
  25. Statue of Liberty, NY
  26. The Mark Twain House & Museum, CT
  27. The Breakers, RI
  28. USS Constitution, MA
  29. Acadia National Park, ME
  30. Mount Washington Hotel, NH
  31. Shelburne Farms, VT
  32. Fox Theater, Detroit, MI
  33. Spring Grove Cemetery, OH
  34. Mammoth Cave National Park, KY
  35. West Baden Springs Hotel, IN
  36. Abraham Lincoln’s Home, IL
  37. Gateway Arch, MO
  38. C. W. Parker Carousel Museum, KS
  39. Terrace Hill Governor’s Mansion, IA
  40. Taliesin, WI
  41. Fort Snelling, MN
  42. Ashfall Fossil Bed, NE
  43. Mount Rushmore, SD
  44. Fort Union Trading Post, ND
  45. Glacier National Park, MT
  46. Hanford Site, WA
  47. Columbia River Highway, OR
  48. San Francisco Cable Cars, CA
  49. San Andreas Fault, CA
  50. Hoover Dam, NV

Como bônus, ele fez um mapa extra parando nas cidades mais famosas.

A lista das cidades é:

  1. Oklahoma City, Oklahoma
  2. Wichita, Kansas
  3. Denver, Colorado
  4. Albuquerque, New Mexico
  5. Phoenix, Arizona
  6. Las Vegas, Nevada
  7. San Francisco, California
  8. Portland, Oregon
  9. Seattle, Washington
  10. Boise, Idaho
  11. Park City, Utah
  12. Jackson, Wyoming
  13. Billings, Montana
  14. Sioux Falls, South Dakota
  15. Omaha, Nebraska
  16. Des Moines, Iowa
  17. Minneapolis, Minnesota
  18. Milwaukee, Wisconsin
  19. Chicago, Illinois
  20. Indianapolis, Indiana
  21. Louisville, Kentucky
  22. Columbus, Ohio
  23. Detroit, Michigan
  24. Cleveland, Ohio
  25. Manchester, New Hampshire
  26. Portland, Maine
  27. Boston, Massachusetts
  28. Providence, Rhode Island
  29. New Haven, Connecticut
  30. New York City, New York
  31. Ocean City, New Jersey
  32. Philadelphia, Pennsylvania
  33. Wilmington, Delaware
  34. Baltimore, Maryland
  35. Washington, D.C.
  36. Virginia Beach, Virginia
  37. Charlotte, North Carolina
  38. Charleston, South Carolina
  39. Orlando, Florida
  40. Atlanta, Georgia
  41. Nashville, Tennessee
  42. Birmingham, Alabama
  43. Jackson, Mississippi
  44. New Orleans, Louisiana
  45. Houston, Texas
  46. Little Rock, Arkansas
  47. Branson, Missour

Com informações do blog lolhehehe.com

Fonte: Catraca Livre