Arquivo da categoria: Meu

O MOVIMENTO QUE A TERRA ESPERAVA

Queridos e extraordinários amigos da Avaaz,

Conseguimos! Apesar da proibição do que seria uma grande marcha em Paris, ainda assim quebramos o recorde do ano passado e fizemos a maior mobilização pelo clima da história! De São Paulo a Sidney, 785 mil pessoas fizeram o chão tremer em mais de 2.300 eventos em 175 países. Todos unidos em uma só voz, exigindo um futuro com energia 100% limpa para salvarmos tudo o que amamos. Estamos nas capas dos jornais no mundo todo e já podemos sentir o impacto na Conferência de Paris.

É quase impossível descrever a força e a beleza do que criamos, mas essas fotos nos ajudam a entender um pouco como foi:

Londres, Reino Unido

Este é o movimento que nosso planeta estava esperando.Muitos países, como Bangladesh e Irlanda, testemunharam as maiores mobilizações pelo clima de suas histórias. Na Austrália, 120 mil pessoas foram às ruas. Na Índia, 100 mil. Em Sanaa, no Iêmen, as pessoas saíram às ruas mesmo com bombardeios acontecendo por perto.

A partir do canto superior esquerdo, em sentido horário: Melbourne, Helsinki, Berlim, Jacarta, Bogotá, Amsterdã

Na França, mobilizações que reuniriam mais de 500 mil pessoas foram canceladas por questões de segurança, mas membros e a equipe da Avaaz reuniram mais de 10 mil pares de sapato, como símbolo das pessoas que gostariam de estar nas ruas – até o Papa e o secretário-geral da ONU doaram seus pares! Os calçados foram colocados na Place de la Republique, em Paris, às vésperas da Conferência do Clima.

Milhares de sapatos doados e encheram a Place de la Republique em Paris

As mobilizações tiveram grande cobertura jornalística, aparecendo em centenas de grandes veículos de comunicação e virando manchete da Al Jazeera e do New York Times.

O representante do Papa Francisco afirmou: “Hoje, o Papa está em espírito com centenas de milhares de pessoas, de mãos dadas com os pobres e com aqueles que buscam um tratamento justo quanto aos efeitos climáticos.”

Em seu discurso para os líderes mundiais na manhã de hoje, Ban Ki-moon, o secretário-geral da ONU, reforçou: “Os povos do mundo também estão tomando a iniciativa. Eles foram às ruas de cidades ao redor do mundo todo, organizaram mobilizações enormes pedindo por mudanças… e esperam que cada um de vocês responda à altura. A História pede ação.”

E Christiana Figueres, chefe das negociações do clima da ONU, nos agradeceu e anunciou: “Estou colaborando com a Avaaz na instalação de um telão para que a voz do povo seja ouvida. Todos os negociadores poderão ver o quão forte é o apoio a um acordo sobre o clima que proteja nosso planeta, a casa de todos nós.”

Clique para ver mais imagens do dia e mensagens de quem estava lá

Hoje começa a Conferência do Clima. Durante anos, os políticos nos disseram: “Prove que as pessoas se importam e então tomaremos uma atitude”. No fim de semana, mostramos a eles que o mundo inteiro quer um acordo por energia 100% limpa. E agora, um vídeo em que fazemos essa exigência está sendo exibido enquanto os chefes de Estado entram no prédio da conferência. É impossível que nos ignorem, ou que ignorem nosso apelo: a equipe da Avaaz está na conferência e levará nossas vozes aos negociadores sempre que alguém tentar enfraquecer o acordo.

Neste fim de semana, nosso movimento alcançou outro nível. Nas próximas duas semanas, vamos continuar mostrando essa força sempre que for necessário. Vamos manter a bandeira da esperança hasteada e sacudir a conferência até chegarmos a um acordo que proteja nosso futuro.

Um abraço com muita gratidão e determinação,

Emma, Alice, Luis, Ricken, Ben, Mais, Dan e toda a equipe da Avaaz

PS: Clique aqui para ler o editorial que o Ricken escreveu sobre este momento e sobre como ele representa um teste para toda humanidade (em inglês).

Milhares de membros da Avaaz enviaram fotos e vídeos sensacionais dos eventos ocorrendo em todo o mundo. Pelas próximas duas semanas, essas imagens serão projetadas em um telão na conferência, que será visto pelos governantes e negociadores todas as vezes em que entrarem e saírem do prédio.

Anúncios

FESTA DA UVA DE JUNDIAÍ

Como em quase todo o país no século XIX e XX, o café predominava as plantações da cidade de Jundiaí. Mas antes mesmo da crise de 1929, Jundiaí sofreu com a perda de seus cafezais no ano de 1918, devido a uma geada, e isso impulsionou o plantio de uvas na cidade, começando no bairro do Colonia e Caxambu o inicio do plantio de uvas para vinhos.

plantacao_uva_traviu_G
Primeira edição do evento

Em 1933, acontece na agricultura de Jundiaí um fenômeno que viria mudar a história da cidade. Em virtude de uma mutação genética espontânea (que pode ter ocorrido naturalmente através da polinização das abelhas), surge, nos vinhedos jundiaienses, uma nova variedade de uvas: a niágara rosada.

Antonio Pincinato, Hermes Traldi, Cândido Monjola, Rogério Baston, Artur Del Vech e o então prefeito da época Antenor Soares Gandra idealizaram o evento que consolidou Jundiaí como centro  produtor de uvas, além de difundir a riqueza e a importância da viticultura na região.

O local do primeiro evento foi o Centro das Artes e acabou abrangendo também a atual Escola Estadual Conde do Parnaíba, onde foi feita a exposição industrial, mostrando todas as atividades industriais da cidade, e recebeu cerca de 100 mil pessoas. A festa ocorria a cada 4 anos, e sua segunda edição foi realizada no Largo Santa Cruz em 1938, atualmente o local é a praça da bandeira no centro da cidade. Já em 1942, a festa foi interrompida devido aos eventos da segunda guerra mundial, retornando apernas em 1947.

318602_245250558939943_772390712_n-1
Inauguração do Parque Comendador Antônio Carbonari

Em virtude ao sucesso dos eventos, durante a gestão de Vasco Vencchiarutti, entre 1948 e 1952, ocorreu a construção de um local dedicado a festa, o Parque Comendador Antônio Carbonari, e em 1953, durante a gestão de Luiz Latorre, a Festa da Uva passou a ser realizada no local em que permanece até hoje, o popular “parque da uva”.

A Festa fez em 2015, 81 anos de história. São 32 edições da maior Festa da Uva do Estado de São Paulo, reconhecida em todo o Brasil. Para resgatar as tradições e valorizar a cultura local, o evento reúne, além dos produtores rurais, atrações musicais, teatrais, de dança, gastronomia típica e exposições em dez dias de atividades gratuitas.

Em 2016, a festa vai ser de 14 a 31 de janeiro, no Parque Municipal Comendador Antonio Carbonari, o Parque da Uva. Nos vemos lá.

8 MÚSICAS DEDICADAS PARA AQUELES QUE SE FORAM.

EpitáfioTitãs

A música foi escrita para o falecido guitarrista da banda, Marcelo Folmer, que foi vitima de um atropelamento (motocicleta). A música passa uma mensagem para os vivos que literalmente, não vivem, pois perdem seu tempo com banalidades e não aproveitam os pequenos momentos da vida, como um simples por do sol.

So far away Avenged Sevenfold

Esta foi a primeira música que o guitarrista Synyster Gates escreveu completamente sozinho. Durante a maioria dos concertos, a banda executa a canção como uma homenagem ao The Rev fazendo com que o público levante seus isqueiros ou telefones celulares durante a música como plano de fundo para comemorar legado do Rev. Esta canção foi dedicada por Synyster Gates para James Owen Sullivan (The Rev) em 28 de dezembro de 2009.

Pra sempreCPM 22

Composta pelo Luciano (guitarrista) em memória de sua irmã, que faleceu no ano passado. É uma das músicas mais tocantes do conjunto musical.

Wake me up when September endsGreen Day

Nesta canção Armstrong revela seus sentimentos sobre seu pai, que morreu em setembro de 1982, quando ele tinha 10 anos. No entanto, este não é o único significado que essa música tem. Para a maioria dos estadunidenses o mês de setembro está associado aos ataques terroristas de 2001. Muitas pessoas perderam os seus entes queridos na tragédia e Setembro é ligado não só à morte do pai do autor, mas também às famílias das vítimas do 11/09 (vale lembrar que a música em questão é a faixa 11 do álbum), e a dor de perder entes queridos. Esta é uma canção de sabedoria e aceitação. “Encharcado na minha dor de novo, tornando-nos quem nós somos” (Drenched in my pain again becoming who we are) – a realização do fato de que tudo que passamos, todas as dores e perdas, de todas as dificuldades que encontramos ao longo do caminho servem para nos tornar mais fortes e moldar nossas personalidades. No vídeo desta música, vemos um jovem casal que se separa pelas circunstâncias. Isso mostra outro ponto de vista da canção: que devemos valorizar os nossos entes queridos e nunca tomá-los como garantia, porque eles podem ser tirados de nós a qualquer momento.

JeremyPearl Jam

Sem sombra de dúvidas, Jeremy é uma das canções mais conhecidas do grupo grunge Pearl Jam. O vocalista da banda, Eddie Vedder, transformou uma notícia de jornal no terceiro single do álbum de estreia da banda, lançado em 1991. A notícia em questão tratava da morte do estudante de ensino médio Jeremy Wade Delle, de 15 anos. Jeremy havia cometido suicídio em frente à classe durante uma aula de inglês, em 8 de janeiro de 1991. A música obteve grande notoriedade graças a seu videoclipe impactante, repetidamente exibido na MTV.

Wish you were hereBee Gees

Os britânicos Bee Gees compuseram Wish You Were Here logo após a morte de seu irmão mais novo, o também cantor Andy Gibb, morto em 1988. Prestes a entrar definitivamente no conjunto, Andy acabou falecendo em decorrência de uma miocardite, aos 30 anos. Wish You were Here foi lançada no 22º álbum de estúdio dos Bee Gees, One, daquele mesmo ano.

Tears in heavenEric Clapton

Como muita gente sabe, Tears in Heaven é uma música-tributo, lançada em 1992, que Eric Clapton fez ao seu filho mais novo, Conor. O garoto de quatro anos e meio de idade havia morrido em 20 de março de 1991, ao cair da janela do 53º andar do prédio onde morava com a mãe, em Nova York. A música entrou para a trilha do filme Rush, venceu 3 indicações ao Grammy de 1993 e só não concorreu ao Oscar devido ao fato da música não ter 9 segundos a mais, exigido pela Academia. Há algum tempo o cantor não toca mais Tears in Heaven, pelo simples fato da canção ser emocional demais para ser tocada ao vivo.

O anjo mais velhoO Teatro Mágico

‘O Anjo Mais Velho’ refere-se ao irmão mais velho do Fernando, Rodrigo Anitelli. O seu Odacio, pai do deles, tem o costume de chama-los de anjos. A musica fala de como o Fernando encarou junto do irmão a doença que em 2012 causou a morte de Rodrigo. ‘e o fim é belo ou incerto, depende de como você vê’ .

MARCELO VI 2

  • Considerando o artigo “Gasto de brasileiros com viagens ao exterior cai 30,4% em julho” da folha de São Paulo de 2015 informe:

a) Essa informação pode identificar uma força, fraqueza, oportunidade ou ameaça?

Oportunidade

b) Como essa tendência pode influenciar seu negócio?

Os que costumavam gastar no exterior passaram a gastar dentro dentro país. O turismo no Brasil cresceu em 6,7%, o que significa que as agências e pequenos empreendedores terão um mercado mais amplo para atuação, com novos clientes que jamais se esquecerão da comida de rua brasileira.

c) O que você fará para utilizar esta tendência?

Se locomover para que os clientes possam realizar suas compras, indo a eventos e fazer promoções para estrangeiros (e compatriotas) que publicarem sobre o estabelecimento.

  • O artigo “Número de passageiros de avião deve crescer em 5% em 2015 mesmo com a crise” de 2 de setembro de 2015 responda como esta noticia pode influenciar seu negócio, e como você pode aproveitá-la.

Com o investimento na infraestrutura dos aeroportos (que é um dos componentes do turismo), o turismo tende a crescer no país e melhorar em qualidade, com isso, mais estrangeiros poderão vir apreciar dos nossos produtos.


Custo de oportunidade, o que é?

O valor que o investidor deixa de ganhar em outros investimentos para investir no seu negócio


HOMENS E ANJOS

É lindo como um ponto brilha de forma intensa em praticamente todas as noites. Um brilho forte o suficiente para poder superar qualquer bloqueio visual (ou sentimental). Ela é da cor do tom, sabor e som que quiser ouvir. Ela controla o mundo, os grandes oceanos, e não pode ser tocada por ninguém, não quem quer fazer mal a ela, e não enquanto eu estiver por perto.

Ela viveu em uma relação ‘homoafetiva’, onde o seu maior amor tem um brilho tão intenso quanto ao dela, o que a faz brilhar toda noite. E ele é o calor, clarão e escuridão que te faz dormir.  Basta um pensamento em seu antigo e eterno cariño que a maior escuridão dentro da noite do azulinho que esta vagando em um espaço, fique iluminado, mas há um porém, sempre há. Ambos não podem dividir o mesmo espaço com tanta frequência, mas quando dividem, uma acaba eliminando o brilho da outra, mas por quê? A luz deveria vencer sempre a escuridão.

Ele vive parado, aguardando o retorno dela, mas ela tem suas asas para seguir um novo amor, um pontinho azul adoecido no meio do nada. O pontinho azul que se ilumina toda vez em que ela se pega em uma saudade, ô saudade malvada, malvada mas necessária. Uma parte dela é total escuridão, mas tudo tem dois lados. São como homens e anjos. Os caminhos dos 3 vivem a se encontrar, pode ser o destino, pode ser o acaso, mas cá entre nós, já aconteceu demais para ser “apenas o acaso“, e isso vai acontecer de novo.

Ela diz que toda decepção fez com que quisesse ficar só, longe de todo barulho dos parasitas da azulinha, e ainda mais longe do eterno brilho de seu antigo amor, mas ela não pode estar sozinha e em paz estando consigo e com sua mente barulhenta, cheia de ideias.

Ela dizia “as vezes minto, tentando ser metade do inteiro que sinto.”, e com isso sumia por alguns dias. O Sol ficava entristecido, ficava desnorteado e sempre ia em busca da sumida. Além do mais quem busca nunca é indeciso, e eu busquei quem sou. Ele para ela mostrou que não está sozinha nesse mundo.

Referências:

O Teatro Mágico

Fernando e Sorocaba

Jota Quest

PROCESSO OPERACIONAL PARA TURISMO (Aula 2 e 3)

Eis a conclusão que eu e a Diana chegamos quanto as perguntas

·         Qual a situação do seu projeto em relação a rede?

Não iremos trabalhar com os hotéis ou rotas turísticas, mas iremos tratar bastante com os TURISTAS visto que a demanda de pessoas que chegam a região está crescendo e nosso negócio visa atender a comunidade local e aos turistas. Além de trabalharmos nas tradicionais “feiras”, iremos participar de diversos eventos para consolidar o nosso nome e assim, poder competir com os demais food truck.

·         Como você irá trabalhar as distorções da rede e se adequar ao mercado apesar delas?

Não conseguimos achar uma resposta para essa questão.

·         O que você sugere a nível regional (Circuito das frutas e Estado de SP) para se trabalhar essas limitações do segmento?

Uma colaboração maior de todos os empresários. A partir do momento em que investimos no turismo, a estrutura do local melhora significativamente. Esgoto, ruas, limpeza dos locais públicos, mais parques, e quando você tem um bom produto (no caso a cidade) você atraí muito mais pessoas, o que gera um lucro como é em Gramado-RS.


img012 img013


MARCELO VI 1

Planejamento Financeiro 14/10

 

O que é conta?

Didaticamente diremos que “conta” é um rótulo, ou seja, é uma ferramenta para classificação das diversas movimentações financeiras que ocorrerão na empresa.

DRE Demonstrativo de Resultados do Exercício

É um documento que demonstra as principais contas utilizadas para administração da empresa.

Venda bruta é a conta que relaciona toda venda da empresa.

Regime de competência, uma regra contábil importante é fazer lançamento por mês de realização da movimentação e não no mês em que será feito o pagamento.

Na conta nomeada Tributos são lançados todos os valores referentes a impostos, taxas e contribuições devidos a qualquer ente público. Não são lançados nesta conta encargos trabalhistas.

Inadimplência é a conta utilizada para lançamento de vendas realizadas, serviços prestados, mas que não foram pagos pelos clientes.

Devoluções é uma conta mais rara utilizada para lançar casos em que o cliente fez o pagamento, mas cancelou a prestação dos serviços.

Venda líquida é uma conta de resultados que demonstra o valor obtido pelo desconto das contas anteriores da venda bruta.

CSP Custo do serviço prestado é a conta que demonstra tudo que gastamos e que compõe o serviço vendido.

Aqui é importante apresentarmos a diferença entre custo e despesa, o primeiro é formado por desembolsos indispensáveis à prestação dos serviços enquanto despesas são gastos periféricos.

O conjunto de contas que forma o CSP pode ser dividido no caso de guia de turismo em:

  1. A) Mão de obra, lançamos nessa conta os desembolsos com serviços prestados por profissionais necessários à prestação de nosso produto, incluímos também o custo da hora do dono, se este também prestar o serviço. Gosto de incluir nessa conta também todos os encargos trabalhistas. (Funcionários)
  2. B) Materiais é a conta utilizada para lançar todos os produtos utilizados na prestação de serviços como roupas e outros utensílios por exemplo. (Roupas, protetor solar, óculos)
  3. C) Fornecedores é utilizada para lançar todos os desembolsos indispensáveis para a prestação do serviço com outras empresas contratadas. (Transporte, alimentação, etc.)

 Despesas administrativas são gastos necessários, mas que não integram a prestação de serviços em si, com documentação e contador, por exemplo. (Papel, telefone)

Despesas com promoção são os gastos com divulgação ou vendo dos serviços.

Despesas com manutenção gastos com reparo.

Despesas financeiras são os desembolsos com bancos e outras formas de antecipar recebíveis.

Resultado bruto é a conta que demonstra a quantidade positiva ou negativa de dinheiro apurado no final do exercício antes de imposto de renda, sócios e investimentos.

Imposto de renda, nesta conta é lançado o valor cobrado de IR mensalmente.

Sócios, nesta conta lançamos todos os valores entregues aos sócios no mês, normalmente sócio só recebe se o resultado é positivo, se negativo, tem que colocar dinheiro no negócio.

Investimento é a conta que usamos para lançar valores referentes às aquisições que fazemos para ampliação do negócio.

Resultado líquido é a conta final que demonstra a apuração de toda operação, se naquele mês houve lucro ou prejuízo.

VAI QUE COLA – O FILME

FICHA TÉCNICA

  • Titulo original: Vai que Cola – O Filme
  • Diretor: César Rodrigues
  • Elenco: Paulo Gustavo, Marcus Majella, Catarina Abdalla
  • Duração: 100 minutos
  • Orçamento€ 60 milhões

SINOPSE

Após ser vítima de um golpe que roubou todo seu dinheiro, Valdomiro (Paulo Gustavo) se muda para a pensão da Dona Jô (Catarina Abdalla) no Méier, bairro localizado no subúrbio do Rio de Janeiro, onde pretende escapar da polícia. Para sobreviver, ele passa a vender quentinhas pelas redondezas. A situação muda mais uma vez quando Andrade (Márcio Kieling), seu ex-sócio, consegue fazer com que Valdomiro recupere sua cobertura no Leblon. Mas há um problema: como a pensão foi interditada pela Defesa Civil, Dona Jô e os demais moradores se mudam para a casa de Valdomiro.


AVALIAÇÃO

Trama: 2.3

Diretor: 2.0

Fotografia: 3.4

Trilha Sonora: 2.6

Desfecho: 2.0


Ponto positivo: As piadas feitas em um tom de coleguismo e as cenas claramente improvisadas (tal como aquela que o Ferdinando toma um capote na praia e ambos os atores riem). As sátiras também caem muito bem no filme, como essa, e as críticas sociais também são um arraso, porran.
Ponto negativo: A Irregularidade do roteiro, é muito “ator principal”, e os dois únicos que ao meu ver que tiveram algum destaque no filme foram os personagens de Paulo Ricardo e Marcus Majella. 
Nota: 2.3