Arquivo da categoria: Intercâmbio

É POSSÍVEL ESTUDAR NA EUROPA PAGANDO POUCO?

Quando pensamos em estudar no exterior, a primeira coisa que vem em mente é a questão financeira. Se estudar no Brasil já é caro, mesmo estudando em universidade pública, é difícil pensar que o sonho de estudar no exterior possa se tornar realidade. Se esta era a sua principal preocupação, conheça algumas universidades que oferecem cursos pagando apenas uma taxa administrativa.

Alemanha

Este é um dos principais países que atraem os estudantes, e um dos principais motivos é que as universidades públicas exigem apenas o pagamento de uma taxa administrativa (que varia entre 150-250€). A taxa é a mesma aplicada para alemães e para os estudantes estrangeiros. Além disso, a qualidade de ensino das universidades públicas alemãs não deixa nem um pouco a desejar. Algumas delas, como a universidade Heidelberg, figura entre as mais conceituadas.

Entre as cidades mais procuradas pelos estudantes, estão Munich e Berlim. Além de proporcianarem um grande leque de opções, são consideradas também as cidades mais baratas para os estudantes.

Leia também: Como os estudantes estrangeiros se mantêm no exterior

França

A França é um país conhecido pelos estudantes. As 13 universidades públicas francesas contam com uma vasta opção de cursos, e algumas delas são bastante conhecidas internacionalmente, como a Sorbonne. Se compararmos a taxa cobrada pelas univeridades francesas e as écoles, a diferença é bastante grande. As taxas adminstrativas por ano custam a partir de 180€,  dependendo do curso e do nível do diploma. Outras taxas como a securité sociale geralmente são pagas no momento da inscrição.

Mesmo se a maioria dos cursos é ministrada em francês, o número de cursos ministrados em inglês tem aumentado. E se o custo de vida em Paris é alto, como a sua grande diversidade de cursos e opções de moradia, ela continua sendo o destino mais procurado pelos estudantes estrangeiros.

 

Noruega

É possível estudar na Noruega independente da nacionalidade de graça. No nível bacharelado, a grande maioria dos cursos é ministrada em norueguês e é preciso provar ter o domínio do idioma para ser aceito. No nível mestrado/doutorado já é mais comum encontrar cursos ministrados em inglês.

Confira: Como se candidatar para um mestrado na França

República Tcheca

Se você saber falar tcheco, você pode estudar de graça em qualquer universidade pública do país. Cursos ministrados em inglês variam e pode custar a partir de 1,080 dólares o semestre. O custo de vida é mais em conta se comparado com outros países listados acima.

Outros países

Se você tem um passaporte europeu, existem vários países da Europa que oferecem estudos gratuitos (como a Grécia) ou a um preço reduzido (como a Áustria, Espanha, Itália, e Bélgica). Existem ainda países como a Índia e Taiwan em que a taxa anual para estudantes estrangeiros (independente do país) é entre 1200 a 3000 dólares anuais. O preço é baixo se comparado com o preço das instituições privadas.

 

Matéria feita pelo site guia do estrangeiro.

 

Anúncios

RELATOS DE BRASILEIROS QUE CHEGAM AO CANADÁ!

Boa tarde, meus monstrinhos. como vão?

Finalizando o especial feito para essa semana, irei publicar alguns relatos de brasileiros quando chegam ao país que está no topo do mundo, sendo que os mesmo fazem vlog para o youtube, contando o dia a dia de brasileiros no país! E então eu pensei, quem melhor para falar sobre imigração para o Canadá, do que os que moram no país dos castores e alces?! Nosso querido país que está acima de tudo e todos, o Canadá! Um dos países mais belos do mundo, presente na América do Norte!

Eles irão falar sobre intercâmbio, como foram tratam estrangeiros, e etc. Espero que gostem dos vídeos.


Alguns canais que eu acompanho!

Canal 1

Canal 2

Canal 3

Canal 4


Segue os vídeos e artigos de relatos

Canada ETC, Doc e Mrs. Doc fazendo seu relato, ambos moram na região de Toronto!

https://www.youtube.com/watch?v=PPtf9GB5k68

Canada Diário, Dimitri e Fabiana fazendo uma “retrospectiva” das coisas que já aconteceram com eles e seus filhos em Vancouver!

http://www.canadadiario.com.br/a-experiencia-de-imigrar-para-o-canada/

Montreal na Real, brasileiros e seus filhos fazendo seu relato da chegada a região de Montreal!

https://www.youtube.com/watch?v=g65FiHpS5Z8

Mandy e Mais, um canal que descobri assistindo ao canal do Dimitri e Fabiana, e que por sinal, é muito interessante! Um relato da Mandy, que após um ano, visita ao Brasil, no vídeo, é dado suas impressões sobre a nossa pátria amada.

https://www.youtube.com/watch?v=GBn_p7WyEw4


Segue dois programas imperdíveis do Mundo Segundo os Brasileiros!

VANCOUVER

TORONTO

OS 7 PASSOS PARA FAZER UM INTERCÂMBIO

Boa noite, meus monstrinhos. como vão?

Essa semana vou falar apenas sobre o país dos castores e alces! Nosso querido país que está acima de tudo e todos, o Canadá! Um dos países mais belos do mundo, presente na América do Norte!

Irei falar sobre intercâmbio, como eles tratam estrangeiros, e etc. Espero que gostem da série.

Referencia total ao site.


Parece simples, mas uma das dúvidas mais comuns entre os estudantes é justamente “o que é um intercâmbio?”. Segundo o dicionário Aurélio, intercâmbio significa “1. Troca, permuta. 2. Relações de comércio, ou culturais, entre nações”. Em educação, intercâmbio refere-se a estudantes que passam um período estudando em outro país. Mas, como fazer um intercâmbio de sucesso?


 1) Encontre uma boa agência de intercâmbio

O primeiro passo é crucial para determinar o sucesso do seu intercâmbio. A agência de intercâmbio é responsável por conhecer você e a oferecer opções de intercâmbio que tem a ver com você e com o que você precisa. Alguns estudantes tem foco em aprender inglês, outros querem fazer uma especialização. Enquanto alguns querem uma escola grande, com muitos alunos, outros preferem uma escola menor e com atenção personalizada. Na Canadá Intercâmbio (Site referência) você terá um consultor só para te ajudar a definir a solução ideal para você. A agência irá analisar seu perfil para então oferecer uma proposta inovadora que vai determinar o sucesso do seu intercâmbio.

2) Escolha o programa ideal para você

Seu consultor Canadá Intercâmbio irá apresentar opções diferentes com base nas informações que você passar a ele. Como escolher qual é a melhor opção para você? Não leve em conta apenas o custo do programa de intercâmbio, mas principalmente os benefícios que você vai obter ao fazer o programa de intercâmbio. Como deu para perceber, são diversas variáveis que devem ser levadas em consideração. Mantenha foco no que você precisa e confie em seu consultor para sugerir a melhor opção para você! Esta é a parte mais complexa no planejamento do intercâmbio e envolve escolha do curso, acomodação, transferência, entre outros. Após definir o pacote tudo fica mais fácil.

  1. Em uma escola com mais qualidade o preço será mais caro, mas seu desenvolvimento será maior.
  2. Se optar por uma carga horaria mais intensiva, você aprenderá mais em menos tempo.
  3. Uma experiência de estágio profissional não remunerado vai valorizar seu currículo.
  4. Uma especialização em sua área de atuação vai lhe render bons contatos.

3) Fazendo a matrícula

Com o programa definido chega a hora de fechar seu programa de intercâmbio! A ficha de matrícula é enviada à escola, junto com o pagamento da primeira parcela. A escola irá então enviar uma carta de aceitação para a agência, informando que você foi aceito para estudar na escola. Essa carta é necessária para fazer o pedido de visto.

  1. Assinar o contrato
  2. Efetuar o primeiro pagamento
  3. Preencher ficha de matrícula

4) Visto

Com a carta de aceitação em mãos, é necessário a entrada com o processo de visto. A Agência pode oferecer o serviço de despachante por uma taxa extra (converse com seu atendente!). A Canada Intercâmbio, site de referência dessa série, possuí uma alta taxa de aprovação para vistos, os consultores têm experiência no mercado e poderão te auxiliar durante todo o processo.

5) Passagem Aérea

Com o visto aprovado você pode reservar a passagem aérea. Não é necessário ter a passagem aérea em mãos para tirar o visto, mas é obrigatório ter as passagens de ida e volta compradas antes de embarcar. Quanto mais cedo comprar melhor as tarifas que vai encontrar.

6) Seguro de Saúde Internacional

Outro documento obrigatório é o seguro de saúde internacional. O seguro vai garantir tranquilidade em sua viagem caso algum acidente aconteça.

7) Reunião Pré-embarque

Antes de você viajar, a Canadá Intercâmbio faz a reunião pré-embarque, onde você vai passar por todos os detalhes de sua viagem, tirando suas dúvidas e dando dicas importantes. Saiba sobre excesso de bagagem, como passar pela imigração, como levar medicamentos, entre outras dúvidas comuns entre os estudantes. Você também irá receber o Manual do Aluno, com todas as informações importantes para você.
Pronto! Você já está pronto (a) para embarcar em sua viagem! Bons estudos, boas experiências, uma boa vida e felicidade ao longo de seu novo caminho! Sucesso. o/

AO IR PARA O CANADÁ, O QUE É IMPORTANTE SER CONSIDERADO?

Boa tarde, meus monstrinhos. como vão?

Essa semana vou falar apenas sobre o país dos castores e alces! Nosso querido país que está acima de tudo e todos, o Canadá! Um dos países mais belos do mundo, presente na América do Norte!

Irei falar sobre intercâmbio, como eles tratam estrangeiros, e etc. Espero que gostem da série.

Referencia aos site e site, e ao canal – canal


Ao ir para o Canadá, o que é importante ser considerado?

Qual idioma você quer aprender? Inglês? Mas quer morar em Quebec? Tem algo meio errado nessa história! Faça sempre uma pesquisa, pois o país é dividido em dois idiomas, sendo eles o Inglês (Toronto), e o Francês (Montreal)!

Claro que sempre irá haver alguém que fale inglês, porém, em algumas províncias. Entenda melhor nesse vídeo.

O Clima

Acha que o clima não influencia sua vida, mas influencia SIM! Você gosta de calor? Lugar errado (se você sair no verão -pois chegará no inverno-), se for parar para pensar que metade do ano é frio (10 graus pra baixo), e o inverno costuma ser muito rigoroso! Você que está saindo de um país tropical, onde só existem duas estações, é bom considerar que, você terá certa dificuldade em se adaptar, afinal, lá tem realmente as 4 estações! Claro que não será algo insuportável, mas como em todo intercâmbio, você irá conviver com “ordens” diferentes, e se você não é bom com mudanças e não quer abrir mão do clima equatorial, vá para outro país, ou continue no Brasil!

Impostos e Dinheiro

Você não está indo com seus pais, que irão te ajudar sempre com contas e etc, como em todo intercâmbio, você vai precisar de muito esforço para arrumar dinheiro, e bem possivelmente, terá que dividir sua humilde residencia com outros para que possa pagar o aluguel, que pode chegar a C$1,100,00, um simples apê de 1 quarto no centro. Se você nasceu em um berço de ouro, ótimo! Se não, se prepare para conhecer e conviver com gente nova. Lá o salário mínimo vária entre C$8,00 e C$10,00 por hora, tudo depende da província que você escolher!

Trabalho 

Como eu disse, o salário varia entorno de C$8,00 e C$10,00, e tudo depende da província, mas você como estudante, pode trabalhar? Sim, você pode, mas você deve ter que ficar em algum curso de no mínimo 6 meses!

Para participar do programa Estudo & Trabalho no Canadá, o aluno deve se matricular para um curso de no mínimo 6 meses de duração, em uma escola designada pelo governo canadense. Pelo termo “escola designada”, entende-se que a escola foi aprovada pelo governo para oferecer programas que requerem o visto de estudo, que é obrigatório para programas superiores a 6 meses de duração. Para cursos com menos de 6 meses de duração, o aluno não precisa de visto de estudante, podendo ter apenas o visto de visitante. No entanto, o visto de visitante não permite direito à trabalho.

Para ter permissão de trabalho no Canadá, o aluno deve estar matriculado em um curso vocacional, oferecido por uma instituição de ensino vocacional, conhecido como Career College. Esse curso deve ter caráter profissional, como cursos nas áreas de Administração, Marketing, Turismo, Design, Tecnologia da Informação, entre outros. Cursos de idiomas não qualificam para obter a permissão para trabalhar.

Pré Requisitos para trabalhar no Canadá, o aluno precisa ter o Ensino Médio completo e inglês nível Upper Intermediate. Caso o nível do aluno não seja adequado, ele poderá estudar inglês até atingir o nível necessário para ser admitido no curso vocacional. Ele poderá trabalhar apenas quando iniciar o curso vocacional, não podendo trabalhar durante o período do estudo de inglês
Moradia

Para os estudantes que vão ficar mais de quatro meses no exterior, a opção de alugar um apartamento pode ser viável, pois oferece mais privacidade, liberdade e independência, além de facilidade na locomoção, já que o aluno pode alugar apartamentos no centro da cidade, perto das escolas, restaurantes, etc. Mas nem tudo é simples, alugar um apartamento demanda tempo, dinheiro e força de vontade.

Ao contrário do que muitos pensam, alugar um apartamento não é mais barato que morar em casa de família. Se você quer uma opção econômica, a casa de família é ainda a melhor alternativa.

Mais aqui
A Comida
Inegável, a comida nossa dá de 10 na comida dos outros, mas a comida canadense é gostosa? hm..
A comida no exterior é muito diferente da comida do Brasil. Imagine um almoço na casa de um amigo na sua cidade, ou que mora em outro estado: os tipos de alimentos são diferentes e o jeito de cozinhar também. Se essa diferença é perceptível dentro da mesma cidade, imagine em outro país. O aluno que irá ficar acomodado na casa de família deve estar aberto a novas experiências, incluindo diferenças em hábitos alimentares. Pessoas com restrições alimentares devem buscar por outras opções de acomodação ou ter um orçamento extra para comprar lanches por conta própria.
O “prato típico Canadense se chama Poutine, que se trata de uma batata cortada a mão que, acaba sendo frita em banha, é algo bem gorduroso e é um dos pratos mais comuns, tendo em vista que muitos dos Canadenses não almoçam em casa, portanto, esteja pronto!
full-1-6bdce75c44.jpg
Mapa Canadense.

CIDADES DO CANADÁ!

Boa tarde, meus monstrinhos. como vão?

Essa semana vou falar apenas sobre o país dos castores e alces! Nosso querido país que está acima de tudo e todos, o Canadá! Um dos países mais belos do mundo, presente na América do Norte!

Irei falar sobre intercâmbio, como eles tratam estrangeiros, e etc. Espero que gostem da série.

Referencia total ao site


PRINCIPAIS CIDADES DOS CARAS DE WINTERFELL

Calgary (+ infos)

Localizada na província de Alberta, Calgary é a quinta maior região metropolitana do Canadá, com população pouco mais de 1.2 milhões de pessoas. As principais atividades econômicas são petróleo e agricultura. É o segundo lugar com o maior número de empresas no Canadá, ficando atrás apenas de Toronto. O centro da cidade possui vários arranha céus e prédios muito modernos, alguns com mais de 200m de altura. Empresas nas áreas de finanças, engenharia e geologia também mantém sede na cidade. A Cidade também é um centro industrial para processamento de alimentos, com muitas fazendas e pastos em torno da cidade.

Halifax (+ infos)

Halifax está localizada na província de Nova Escócia, a cerca de duas horas de Toronto (de avião). A cidade tem as características de Vancouver: cercada por água e natureza, porém é muito menos povoada e os residentes são predominantemente canadenses. Além das atividades marítimas, que atraem turistas do mundo inteiro, Halifax oferece diversas atividades, especialmente no verão.

Montreal (+ infos)

Montreal é uma grande metrópole, localizada a uma hora de Toronto, é conhecida pelas atrações culturais e povo festivo. Apesar de estar localizada na província de Quebec, onde o francês é a primeira língua, Montreal é, junto de Ottawa, uma das cidades que mais utilizam as duas línguas oficiais do país: o francês e o inglês. Montreal é dividida em 19 distritos (borough/ arrondissements) e 15 regiões “separatistas” (distritos que, apesar de estarem localizados na ilha, são considerados  unidades autônomas desde 2006). Conheça aqui as principais regiões da cidade e as atrações que você não pode perder quando visitar Montreal. Fique de olho na programação cultural, já que a cidade é ponto de parada garantido das maiores atrações que rodam o mundo, devido sua proximidade a outras grandes metrópoles como Nova Iorque e Toronto.

London (Ontário) (+ infos)

Uma cidade tradicional e contemporânea, conhecida como Forest City, London é grande o suficiente para suprir suas necessidades, mas ainda assim, é uma comunidade pequena e aconchegante. A Londres canadense é um destino que está crescendo em popularidade, o que tem atraído vários festivais e competições internacionais para a cidade no interior da província de Ontario. Em 2013 London sediou a competição internacional de patinação no gelo, onde mais de 50 países  competiram.

Ottawa (+ infos)

Considerada uma das cidades mais seguras do mundo, Ottawa apresenta um excelente padrão de vida, com uma desenvolvida infra-estrutura, além de possuir uma população bastante intelectual cuja maioria fala os dois idiomas, inglês e francês. Ottawa possui uma população bastante jovem com uma vida noturna agitada.

Quebec City (+ infos)

Capital da província de Quebec, é a cidade mais antiga do país. A 180km de Montreal, Quebec City tem pouco mais de 500 mil habitantes. Com o francês como primeira língua, Quebec City é o segundo principal destino para quem quer aprender francês, ficando atrás apenas de Montreal. Cerca de 92% da população é católica, e 96% são descendentes de franceses, muito diferente das demais cidades do Canadá, principalmente as maiores cidades que possuem altas taxas de imigração, gerando um mix de religiões e culturas diferentes. Após a indústria de manufatura, a principal fonte de renda da cidade é o turismo.

Toronto (+ infos)

Situada à margem norte do Lago Ontario, Toronto possui aproximadamente 2,5 milhões de habitantes, com 6,1 milhões de habitantes em sua região metropolitana, sendo a maior cidade do Canadá, capital da província de Ontário. É uma cidade cosmopolita e multicultural, sem deixar de lado a segurança, característica marcante nas cidades canadenses.

Vancouver (+ infos)

O clima mais ameno entre as grandes cidades canadenses, faz com que Vancouver seja escolhida por brasileiros como a cidade número 1 no Canadá. Durante o inverno a temperatura fica em torno de -5 e 5 graus, enquanto outras cidades, como Calgary, Montreal e Toronto, passam por -20 ou -30 graus. Em compensação, durante o verão a temperatura fica em torno de 26 graus, enquanto na costa leste fica em torno 35 graus. As estações bem definidas fazem de Vancouver um excelente destino em qualquer época do ano. É possível notar como o clima influencia no dia a dia das pessoas, inclusive no comportamento.

Victoria (+ infos)

Victoria é uma cidade com charme único. A capital da Columbia Britânica mistura prédios históricos, jardins coloridos com a natureza, o que é uma bela característica da região oeste do Canadá. Localizada na ilha de Vancouver, Victoria oferece uma variedade de atrações, principalmente durante a primavera e o verão.

Winnipeg (+ infos)

Localizada no centro do Canadá e capital de Manitoba, Winnipeg é a maior cidade da província, e é conhecida como um importante centro comercial e de serviços educacionais no país. Foi palco de importantes competições esportivas e possui uma forte contribuição cultural para o país, pois tem diversas instituições de arte e recebe vários festivais culturais anualmente.

Outros Destinos

TRABALHAR NA NOVA ZELÂNDIA

Boa tarde, meus monstrinhos. como vão?

Essa semana vou falar apenas sobre o país do Bilbo Baggins! Nosso querido Hobbit! Irei falar da Nova Zelândia! Um dos países mais belos do mundo, presente na Oceania!

Irei falar sobre intercâmbio, como eles tratam estrangeiros, e etc. Espero que gostem da série.

Referencia total ao site


Governo da Nova Zelândia anuncia novas regras para facilitar o trabalho para estudantes internacionais no país!

A partir de janeiro de 2014, o governo da Nova Zelândia passa a adotar uma nova regra para permissão de trabalho de estudantes que vai facilitar a estada dos inter cambistas brasileiros: os alunos que estiverem matriculados em cursos com 14 semanas ou mais de duração já sairão do Brasil com a permissão para trabalhar na Nova Zelândia. A regra vale para os cursos vinculados às escolas chanceladas pela NZQA (New Zealand Qualifications Authority) como de Categoria 1, consideradas as principais instituições do país. O curso deve ser de período integral (minimo de 20 horas de estudo por semana) e duração minima de 14 semanas.

Com a nova permissão, os estudantes brasileiros poderão trabalhar 20 horas semanais durante sua estadia na Nova Zelândia.
Poderão trabalhar em período integral durante as férias do curso apenas estudantes em cursos de duração superior a 12 meses.


DICA

Entre os setores da economia neozelandesa que mais contratam estrangeiros estão o agrícola, com destaque para o cultivo de frutas e para a pecuária, a construção civil e o de serviços, como restaurantes, bares e hotéis.

Obs: Regras para escolas Categoria 2 do NZQA permanecem inalteradas, sendo necessário curso com duração de pelo menos 6 meses e obter nota 5.0 no IELTS. Portanto recomendamos estudos de inglês apenas nas escolas Categoria 1 para você já sair com sua permissão de trabalho sem maiores custos e burocracias.


Permissão de trabalho através de cursos técnicos

Estudar um Diploma level 5, 6 ou 7 , concede ao estudante a permissão de trabalho. Estes cursos são muito procurados por estudantes que querem trabalhar na Nova Zelândia por um longo período. O estudante deve ter o inglês equivalente ao IELTS 5.5 para o nível 5 ou 6, e IELTS 6.0 para o Level 7. Nesse caso algumas escolas que oferecem Cursos Técnicos podem avaliar o estudante com a sua prova interna que é gratuita. Essa prova é feita em nossa própria agência e depois enviada para ser corrigida pela escola.

Duração do curso

Por exemplo, na nossa escola parceira a Edenz Colleges os cursos de diplomas níveis 5, 6 e 7 são oferecidos. Cada um tem a duração de 1 ano e são estruturados em 2 semestres. Ainda existe a opção de garantir o visto de trabalho aberto período integral após a conclusão do curso.

Existem duas maneiras de se conseguir o visto de trabalho:

  • Se o estudante possuir uma graduação ou curso politécnico de 3 anos, ele poderá ingressar direto no nível 7, que pode ser concluído em 1 ano. Após a conclusão do curso o estudante poderá aplicar para o visto de visto de trabalho aberto de 1 ano.
  • Se o estudante não possuir uma graduação ou curso politécnico de 3 anos, ele deverá ingressar no nível 5 e seguir no segundo ano (nível 6). Após cursar os dois anos, o estudante poderá aplicar para o visto de trabalho aberto de 1 ano.

Residencia Permanente

Para os estudantes que desejam ficar por um longo período, o curso de business ainda permite que após terminá-lo o estudante pode ficar mais 1 ano só trabalhando, pois é garantido o recebimento de um visto de trabalho aberto chamado Work Job Search Visa. Esse é o pathway para aplicar para a residencia permanente. Se durante o período que o estudante estiver com esse visto de trabalho, conseguir uma oferta de trabalho relacionada a sua formação, ele consegue aplicar para um visto de 2 anos vinculado ao empregador.

Atenção: leis e regras de residencia permanente são alteradas constantemente pelo departamento de imigração da Nova Zelândia, recomendamos que você busque mais informações sobre o Skilled Migrant Category e/ou consulte um agente de imigração.

Trabalho para esposa (a) do estudante

Para os estudantes que ingressam no curso de diploma e tem esposa (o) que deseja viajar junto, a (o) esposa (o) ou companheira (o) pode ficar como turista pelo período em que o estudante estiver estudando, não importa se 1 ou 2 anos, porem não poderá trabalhar. Após a aplicação do visto de trabalho aberto, depois de completar o curso, esse visto é extensível a (o) esposa (o). Para cursos de graduação ou superior, a (o) esposa (a) já obtém o visto de trabalho aberto desde o inicio, ou seja pode trabalhar tempo integral durante todo o período de estudos do cônjuge. Ao termino do curso, o visto de trabalho aberto concedido ao estudante também é extensível a esposa (o).

Quadro resumo – permissão de trabalho e visto de trabalho apos conclusão de curso

Sem título

Detalhes completos de requerimentos de visto e permissões, consultas sobre direitos para trabalho na Nova Zelândia enquanto estiver estudando, e requerimento de pedidos estão disponíveis através do serviço de Imigração da Nova Zelândia, e podem ser vistos na sua página da internet no endereço www.immigration.govt.nz.

F.A.Q. sobre trabalhos na Nova Zelândia

VISTO PARA A NOVA ZELÂNDIA

Bom dia, meus monstrinhos. como vão?

Essa semana vou falar apenas sobre o país do Bilbo Baggins! Nosso querido Hobbit! Irei falar da Nova Zelândia! Um dos países mais belos do mundo, presente na Oceania!

Irei falar sobre intercâmbio, como eles tratam estrangeiros, e etc. Espero que gostem da série.

Referencia total ao site


Aplicação do visto, bem como todas informações pertinentes para entrada do cidadão brasileiro na Nova Zelândia é um dos principais passos para realizar seu sonho. Sabendo dessa importância, a  Nova Zelândia Brasil lhe orienta, bem como encaminha todos os detalhes do processo dentro da nossa agencia diretamente com nossos consultores. Esse processo, feito diretamente na agência, proporciona segurança e praticidade para os nossos clientes.

Formulários necessários para o Visto de Estudante da Nova Zelândia

  • Formulário para Visto para Estudante (Student/Permit Application). Deve ser preenchido e assinado pelo aluno
  • Formulário de Comprovação financeira (Financial Undertaking). Deve ser assinado pela pessoa que estiver financiando o curso e pelo gerente do banco

Link para download dos formulários

Visto de Estudante

Cursos de até 3 meses não necessitam de visto de estudante.
Para quem for realizar um curso de período integral com duração superior a três meses deve apresentar a seguinte documentação na Embaixada:

  • Passaporte (válido até no mínimo três meses após a data de saída da Nova Zelândia)
  • Duas fotos recentes (3×4) coladas no formulário.
  • Formulário para Visto para Estudante, preenchido e assinado pelo aluno. Download do formulário.
  • Formulário de Financial Undertaking assinado pela pessoa que estiver financiando o curso e pelo gerente de seu banco (Comprovação financeira). Download do formulário.
  • Oferta de lugar na escola/universidade
  • Recibo da escola comprovando pagamento integral do curso
  • Garantia de acomodação com endereço onde o aluno vai ficar hospedado
  • Cópia da passagem aérea (ida e volta) ou print da reserva
  • EXAME MÉDICO: Apenas para quem for permanecer na Nova Zelândia por mais do que 6 meses:
    • Entre 6 meses e 1 ano: Formulário “X-Ray Certificate” preenchido pelo médico (obrigatório a assinatura e carimbo do CRM do médico), foto do aluno colada ao formulário e assinada pelo médico + laudo medico que é emitido junto com a radiografia: Download do formulário.
    • Mais que 1 ano: Atestado Médico completo: Download do formulario.
      **OBS. os formulários médicos devem necessariamente ser preenchidos por um médico credenciado pela Imigração da Nova Zelândia

** A VALIDADE DO VISTO de estudo é proporcional ao período pago do curso.
** Para a RENOVAÇÃO do visto na Nova Zelândia deve-se ir ao posto de Imigração mais próximo. Não há necessidade de sair do país.

SE O CURSO DURAR MAIS QUE 12 MESES, APRESENTAR
– Menor de 17 anos: carta de recomendação
– Maior de 17 anos: atestado policial

Permissão para Trabalho

Segundo as novas regulamentações da imigração da Nova Zelândia, a partir de Janeiro de 2014, estudantes internacionais que desejam trabalhar na Nova Zelândia, devem obter o visto de estudante, se matricular em escolas de boa qualidade (Categoria 1 do NZQA), o curso deve ser de período integral (minimo de 20 horas de estudo por semana) e duração minima de 14 semanas.

Com a nova permissão, os estudantes brasileiros poderão trabalhar 20 horas semanais durante sua estadia na Nova Zelândia.
Poderão trabalhar em período integral durante as férias do curso apenas estudantes em cursos de duração superior a 12 meses.

Obs: Regras para escolas Categoria 2 do NZQA permanecem inalteradas, sendo necessário curso com duração de pelo menos 6 meses e obter nota 5.0 no IELTS. Portanto recomendamos estudos de inglês apenas nas escolas Categoria 1 para você já sair com sua permissão de trabalho sem maiores custos e burocracias.

Veja mais sobre como trabalhar na Nova Zelandia.

O que é a condição LIMITED VISA no visto de estudante?
Essa condição pode ser imposta pelo Oficial de Imigração no momento de deferir o visto, onde é estabelecido uma restrição ao estudante para estender ou aplicar qualquer outro tipo visto de dentro da Nova Zelândia. Dessa forma, o estudante é obrigado a deixar o país ao final da vigência do visto. Em alguns casos, o Oficial também pode restringir a permissão de trabalho do estudante.

O LIMITED VISA é aplicado em situações onde a Imigração não está plenamente convencida que o propósito da viagem seja genuinamente apenas para estudo ou que as condições do aplicante não atendam totalmente a todas exigências do país. Ainda sim, eles analisam prioritariamente a concessão do visto com a limitação do que a decisão de negá-lo.

Visto de Turismo

No aeroporto o visitante recebe uma permissão de estadia no País de três meses que podem ser prolongados antes de sua data de expiração, em qualquer escritório da imigração (Immigration Office) no País, por até no máximo nove meses.

No desembarque pode ser solicitada uma comprovação de provisão de fundos durante a estadia na Nova Zelândia de NZ$ 1.250,00 (mil dólares Neozelandeses) para cada mês, este valor pode ser comprovado em espécie, travel cheque ou fatura do cartão de crédito, o mesmo é exigido na extensão do visto ou permissão nos escritórios da imigração. Ou NZ$ 400,00 (quatrocentos dólares Neozelandeses) e evidência de acomodação pré-paga. Após o período de 12 meses como visitante você deverá ficar fora da Nova Zelândia por 12 meses ou mais para então poder retornar ao País como turista novamente. Os funcionários da Imigração na Nova Zelândia são prestativos e cuidadosos, sempre pacientes e com disposição de passar de forma clara e simplificada todas as informações necessárias para a extensão ou troca de seu visto ou permissão.

Quem possui passaporte Brasileiro não precisa de visto para entrar na Nova Zelândia, e pode permanecer lá, como turista ou estudando, por até 3 meses.

É necessário apenas:

  • Passaporte válido
    Passagem de ida e volta (Importante: para evitar problemas na imigração o retorno deve estar marcado para, no máximo, 3 meses após a entrada na Nova Zelândia)
  • Comprovante que possui dinheiro suficiente para se manter na Nova Zelândia pelo período desejado (pelo menos NZ$ 1.250,00 por mês – dólares neozelandeses) (através de traveler cheque, dólares, cartão de crédito ou cartão pré-pago de viagem)
  • Comprovante da reserva de hotel na Nova Zelândia ou endereço onde ficará hospedado.
  • ATENÇÃO: Como turista ou com visto de estudante é TERMINANENTE PROIBIDO trabalhar. O Serviço de Imigração da Nova Zelândia adota procedimentos rigorosos de controle de entrada no país de modo a assegurar que as pessoas que estejam adentrando a Nova Zelândia cumpram com as exigências estabelecidas no acordo de isenção parcial de visto firmado entre os dois países. Quem for pego trabalhando sem visto de trabalho será deportado imediatamente.

Visto de Trabalho:

O visto de trabalho só é dado para quem conseguiu um emprego na Nova Zelândia.
O empregador deverá ter uma autorização da Imigração da Nova Zelândia para estar contratando um estrangeiro, caso seja dada a autorização deve-se fechar um contrato com o empregado. Só então o empregado deverá solicitar o visto de trabalho no Consulado da Nova Zelândia no Brasil ou em um posto de imigração na Nova Zelândia. O visto de trabalho será dado pelo período descrito no contrato de emprego.

Imigração para a Nova Zelândia:

Qualquer assunto relacionado à imigração deverá ser tratado diretamente com a Imigração ou com um agente de Imigração registrado junto ao governo da Nova Zelândia.
Para mais informações favor consultar o site www.immigration.govt.nz

Vacinas:

Nenhuma vacina é exigida para viajar para a Nova Zelândia.

Visa Application Centre

Os documentos referentes à aplicação de visto deverão ser enviados para o Visa Application Centre (VAC) em Washington:

Endereço:
1120 19th Street NW
Suite No. 415
Washington, DC. 20036
Telefone: +1 202 223 3400
Fax: +1 202 223 3900
E-mail: ttswashingtonnz@ttepl.com
Website: www.ttsnzvisa.com

Horário de expediente: 9.00am to 4.00pm, Monday to Friday (horário de Washington)
Horário do Call Centre: 9.00am to 4.00pm, Monday to Friday (horário de Washington)

Para informações acerca de vistos para a Nova Zelândia visite www.immigration.govt.nz

ESTUDAR NA NOVA ZELÂNDIA

Bom dia, meus monstrinhos. como vão?

Essa semana vou falar apenas sobre o país do Bilbo Baggins! Nosso querido Hobbit! Irei falar da Nova Zelândia! Um dos países mais belos do mundo, presente na Oceania!

Irei falar sobre intercâmbio, como eles tratam estrangeiros, e etc. Espero que gostem da série.

Referencia total ao site


Excelência e qualidade definem a educação que este país tem a lhe oferecer. Veja as opções de estudo que você tem na Nova Zelândia.

Um país abençoado pela natureza na sua mais pura e extraordinária forma. Uma mistura amigável e pacífica entre a colonização Européia com a cultura do povo descendente polinésio, os nativos Maoris. E além de ser a capital mundial dos esportes radicais.

As escolas na Nova Zelândia além de oferecerem um excelente nível de educação também possuem uma extraordinária estrutura preparada para integração total do estudante internacional com a cultura local. Com um leque variado de atividades extra-classe, onde além de aprender inglês, os estudantes têm a oportunidade de viajar pelo país e conhecer essa maravilhosa mistura étnica e cultural.

Por ser um país novo, de primeiro mundo, desenvolvido e em pleno crescimento, é considerado um lugar seguro também por não apoiar ou enviar tropas de apoio a guerras. Com uma postura pacífica, encontra-se fora da lista de ataques terroristas ou conflitos políticos e religiosos. Tudo isso faz da Nova Zelândia um dos países mais procurados por estudantes e turistas do mundo inteiro.

Além de cursos de inglês, a Nova Zelândia oferece uma diversidade de opções em qualificações. Os cursos de Hotelaria e Turismo na Nova Zelândia estão classificados como os melhores do mundo e comparados em nível de excelência a países como a Suíça, com a grande vantagem de ser um investimento muito mais acessível aos nossos estudantes. Um diploma ou certificado de Chef da Nova Zelândia é a garantia de portas abertas e uma ótima posição nos melhores restaurantes dos melhores países do mundo.

Ensino de qualidade, povo acolhedor no país dos esportes radicais, a Nova Zelândia, quase todos os que tiveram essa experiência de vida dificilmente se arrependem e sentem isso já no aeroporto na hora da volta, regressam ao seu país com uma qualificação reconhecida, experiência internacional, enriquecimento pessoal e ótimas estórias para a vida toda.

Sistema de Ensino Neozelandês

Estudo de idiomas

Existem cursos de idiomas em toda a Nova Zelândia, tanto em escolas particulares como em centros de idiomas situados em escolas e universidades. A New Zealand Qualifications Authority (NZQA) é uma entidade governamental que garante a qualidade dos programas educacionais oferecidos tanto pelas instituições mantidas pelo governo como pelos estabelecimentos particulares. Os programas universitários e dos colégios também são submetidos à aprovação do Comitê dos Vice-Reitores da Nova Zelândia (New Zealand Vice Chancellors’ Committee — NZVCC).

Ensino superior na Nova Zelândia

A Nova Zelândia possui 25 instituições dedicadas ao ensino politécnico e 8 universidades nacionais, bem como um quantidade de instituições para estudos do ensino médio (tertiary education) e de escolas técnicas. A Education New Zealand (ENZ) representa todos os setores do sistema educacional da Nova Zelândia e divulga os benefícios oferecidos pela Nova Zelândia aos estudantes provenientes do Exterior. Os programas de graduação mais procurados pelos estudantes estrangeiros incluem os cursos de administração de empresas, letras, ciências biológicas e aplicadas, engenharia e medicina. O ano letivo na Nova Zelândia se inicia em fevereiro ou março e se encerra em novembro.

Educação na Nova Zelândia em nivel Técnico e Superior

Existem 10 níveis de estudo na Nova Zelândia. A lista abaixo apresenta estes níveis:

  • Certificates são niveis 1 a 4
  • Diplomas são niveis 5 e 6
  • Bachelor’s degrees e Graduate diplomas são nível 7
  • Postgraduate certificates ou diplomas, e Bachelor’s Degrees with Honours são nível 8
  • Master’s degrees são nível 9
  • Doctoral degrees são nível 10.

Ensino médio na Nova Zelândia

Existem, na Nova Zelândia, escolas de ensino secundário públicas, integradas e particulares. As escolas públicas são mantidas pelo governo da Nova Zelândia e são, em sua maioria, escolas mistas, com aulas no período diurno. O Estado não interfere no currículo oferecido tanto pelas escolas particulares como pelas independentes, porém essas instituições acompanham o currículo oficial quando se trata de matérias exigidas em concursos públicos.. Escolas integradas são instituições que já foram particulares mas que, hoje, estão integradas no sistema público de educação e recebem subsídios do governo para seu funcionamento. Inúmeras escolas particulares e integradas não são mistas, adotando linhas religiosas ou filosofias especiais. O ensino médio na Nova Zelândia é composto de quatro trimestres num ano, sendo que o ano letivo se inicia nos primeiros dias de fevereiro e termina em meados de dezembro.

NOVA ZELÂNDIA, ESCOLAS E CURSOS!

Boa tarde, meus monstrinhos. como vão?

Essa semana vou falar apenas sobre o país do Bilbo Baggins! Nosso querido Hobbit! Irei falar da Nova Zelândia! Um dos países mais belos do mundo, presente na Oceania!

Irei falar sobre intercâmbio, como eles tratam estrangeiros, e etc. Espero que gostem da série.

Referencia total ao site


CURSOS DE INGLÊS

NZLC

Cidade: Auckland / Wellington

✰✰✰✰

Edenz Colleges

Cidade: Auckland

✰✰✰✰

Worldwide English School

Cidade: Auckland

✰✰✰✰
✰✰✰✰

Mount Maunganui Language Centre

Cidades: Mt Maunganui e Tauranga

✰✰✰✰✰

Otago Polytechnic

Cidades: Auckland / Dunedin

✰✰✰✰✰

Christchurch College of English – CCEL

Cidades: Auckland / Christchurch

✰✰✰✰✰

Languages International

Cidade: Auckland

✰✰✰✰✰

The Campbell Institute

Cidades: Auckland / Wellington

✰✰✰✰✰
✰✰✰✰✰

Dominion English Schools

Cidades: Auckland / Christchurch

✰✰✰
✰✰✰✰

Language Studies International (LSI)

Cidades: Auckland / Christchurch

✰✰✰

Nelson English Centre 

Cidade: Nelson

✰✰✰✰
✰✰✰✰

Taupo Language & Outdoor Education

Cidades: Outras cidades

✰✰✰✰

Unitec

Cidade: Auckland

✰✰✰✰✰

Crown Institute Of Studies

Cidade: Auckland

✰✰✰✰

Cornell Institute 

Cidade: Auckland

✰✰✰

New Horizon College of English 

Cidades: Outras cidades

✰✰✰✰
✰✰✰✰

Evakona Education 

Cidade: Waikato

✰✰✰

AIS St Helens

Cidade: Auckland

✰✰✰✰

ABC College of English

Cidade: Queenstown

✰✰✰

Bay of Plenty Polytechnic

Cidades: Mt Maunganui e Tauranga

✰✰✰✰

CURSOS TÉCNICOS

Edenz Colleges

Cidade: Auckland

✰✰✰✰

Otago Polytechnic

Cidades: Auckland / Dunedin

✰✰✰✰✰

Unitec

Cidade: Auckland

✰✰✰✰✰

Cornell Institute

Cidade: Auckland

✰✰✰

AIS St Helens

Cidade: Auckland

✰✰✰✰

Bay of Plenty Polytechnic 

Cidades: Mt Maunganui e Tauranga

✰✰✰✰✰

Le Cordon Bleu 

Cidade: Wellington

✰✰✰✰✰

UNIVERSIDADES

Otago Polytechnic

Cidades: Auckland / Dunedin

✰✰✰✰✰

Unitec

Cidade: Auckland

✰✰✰✰✰

AIS St Helens

Cidade: Auckland

✰✰✰✰

Bay of Plenty Polytechnic

Cidades: Mt Maunganui e Tauranga

✰✰✰✰✰

CIDADES DA NOVA ZELÂNDIA

Boa tarde, meus monstrinhos. como vão?

Essa semana vou falar apenas sobre o país do Bilbo Baggins! Nosso querido Hobbit! Irei falar da Nova Zelândia! Um dos países mais belos do mundo, presente na Oceania!

Irei falar sobre intercâmbio, como eles tratam estrangeiros, e etc. Espero que gostem da série.

Referencia total ao site


PRINCIPAIS CIDADES DOS KIWI

Auckland

A principal cidade da Nova Zelândia e o destino preferido de estudantes brasileiros que vão ao pais para aprender Inglês, fazer cursos técnicos ou estudar em universidades.

Queenstown

Capital dos Esportes Radicais, é procurada para aprendizado da língua inglesa em conjunto a prática de ski, snowboard e outros esportes radicais.

Mt Maunganui e Tauranga

Tauranga e Mount Maunganui ficam em Bay of Plenty. Um lugar de portos bonitos, praias de surf longas e brancas e com um estilo de vida tranqüilo e ensolarado.

Christchurch

Christchurch é um ótimo lugar para estudar. A maior cidade da Ilha do Sul, Christchurch é um dos lugares mais bonitos e simpáticos da Nova Zelândia.

Wellington

Na região de Wellington, situa-se a cidade de Wellington, esta é a capital da Nova Zelândia, com aproximadamente trezentos e quarenta mil habitantes. A cidade é importante centro financeiro e comercial na Nova Zelândia.

Dunedin

Dunedin fica na região de Otago é uma área tocada por história, com uma paisagem poderosa de montanhas antigas, formações rochosas castigadas pelo clima, campos de erva alpino e rios rápidos.

Taupo

Taupo é uma linda cidade a beira do Lake Taupo. Conhecida por esportes radicais e a proximidade as Montanhas de neve é um local perfeito para estudar e aproveitar.

Nelson

A região que é a mais ensolarada da Nova Zelândia região recebe mais de 2,500 horas de sol por ano.

Waikato

Waikato está situado no coração da Ilha Norte. A principal cidade, Hamilton, está localizada a 90 minutos de Auckland e Rotorua.

West Coast

Com uma população de somente 31.000 pessoas, a região de West Coast é um lugar selvagem conhecido por rios e florestas tropicais, geleiras e tesouros geológicos.

Southland

Em contraste com a aridez de Central Otago, Southland é exuberante e verde. O maior centro urbano em Southland é Invercargill

Fiordland

O poder da paisagem de Fiordland nunca falha para encantar os viajantes. Cachoeiras caem centenas de metros em fiordes volumosos

Marlborough

A pitoresca cidade litorânea de Picton é à base da Ilha Sul para o serviço de ferry (balsa) que une as Ilhas principais da Nova Zelândia.

Northland

Veleje ao redor da baía de Bay of Islands, explore as muitas praias de surf, nade com golfinhos, mergulhe em volta de navios naufragados ou cochile debaixo das árvores pohutukawa.

Sem Título-1