Arquivo da tag: Socorro

ROTEIRO SUDESTE

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

Como solicitado, foi criado um roteiro onde vários aspectos eram envolvidos, sendo eles geográficos, gastronômicos, históricos, entre outros. Serão visitados parques estaduais, restaurantes, cidades históricas, cidades modernas e muito do que há de bom na região sudeste do Brasil.


  1. ESTADOS QUE IREMOS PASSAR

ESPIRITO SANTO, RIO DE JANEIRO, SÃO PAULO, MINAS GERAIS.


  1. CIDADES e PONTOS:

Espirito Santo

Parque Estadual de Itaúna – Conceição da Barra (UNESCO)

Vitória (HISTÓRIA)

Parque Estadual da Pedra Azul (GEOGRÁFICO)

Rio de Janeiro

Cinelândia (HISTÓRICO)

Copacabana/Ipanema (LAZER/GASTRÔNOMICO)

Niterói (ALTERNATIVO A COPACABANA)

São Paulo

São Luiz da Paraitinga (HISTÓRICO)

São Paulo (GASTRÔNOMICO/LAZER)

Socorro (PARQUE)

Minas Gerais

Serra da Cantareira (Panorâmico) (GEOGRÁFICO)

Belo Horizonte (HISTÓRICO/GASTRÔNOMICO)


  1. ELABORAÇÃO

O Roteiro começa no estado do Espirito Santo, dia 27 de dezembro. No primeiro dia, daremos o pontapé inicial. Lá teremos um dia bem tranquilo no Parque Estadual de Itaúnas, que é um bem da humanidade e tombado pela UNESCO. Faremos um picnic para a integração do grupo e algumas atividades onde todos possam participar, além de algumas explicações de profissionais que fazem a catalogação de espécies. Tudo isso em uma tarde ensolarada.

1469167164_b43fa1c9b1_b

Já no final da tarde, vamos nos preparar para ir durante a noite para a capital capixaba, Vitória. (Ônibus por 54.70 R$)

No segundo dia, chegaremos em Vitória. Iremos ao projeto Tamar no período da manhã para ouvirmos uma palestra sobre o quão importante é a preservação das espécies. Após a palestra, iremos degustar uma saborosa  moqueca de camarão, típico da região capixaba e baiana. Após o almoço, já por estarmos próximos de alguns pontos da praia, iremos ao teatro glória, e andaremos por mais quatro KM para chegarmos ao Basílica de Santo Antônio, uma das igrejas mais belas e calmas da cidade, excelente para “encontrar sua paz interior.”

henrique_filgueiras_projeto_tamar

Na noite do segundo dia, no saguão do hotel, será feita uma sugestão para que os clientes visitem o Parque Estadual da Pedra Azul, um parque muito bonito, um passeio que pode ser monitorado.

O terceiro dia será livre. Porém, no período da noite, iremos de ônibus para o sul, para chegarmos ao estado do Rio de Janeiro e pouparmos o dinheiro da hospedagem, assim ganhando tempo para poder ir a virada de ano em Copacabana. (ônibus por 90,00 R$ executivo)

parque-estadual-da-pedra-azul

No quarto dia, 31 de Dezembro, iremos chegar por volta das 8 horas da manhã. Faremos uma parada para café da manhã, no Amarelinho (Cinelândia), um bom lugar para café e com um preço mais acessível. Ainda no período da manhã, por estarmos na Cinelândia, será possível visitar prédios como o Teatro Municipal, símbolo da Belle Époque na cidade, além do Museu de Belas Artes e até pérolas como o Teatro Rival, por onde já passaram artistas como Dercy Gonçalves, Grande Otelo e Oscarito. No horário do almoço, nada melhor do que um bom almoço não é? Então, iremos a Ipanema, e almoçaremos na churrascaria Fogo no Chão, um lugar para comermos sem pressa alguma e apreciarmos a vista. Após o almoço, uma visita à praia de Copacabana que deverá estar se preparando para a queima de fogos que ocorrerá a meia noite.

reve

No quinto dia 01 de janeiro teremos um dia tranquilo para aproveitar as belezas naturais do Rio de Janeiro, após uma virada do ano inesquecível, sugerimos uma ótima opção de descanso e encantamentos na cidade de Niterói, um roteiro alternativo para o turista que quer conhecer bem mais do que Copacabana, a ideia seria que em Niterói os turistas conhecessem pela manhã o Forte de Santa Cruz, que participou de momentos importantes de nossa história, impedindo invasões francesas e holandesas. Enquanto presídio recebeu figuras ilustres como José Bonifácio, Bento Gonçalves e Euclides da Cunha. E o museu de Arte contemporânea, projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, o MAC tornou-se um dos cartões-postais de Niterói. Destina-se principalmente a obras pertencentes à arte contemporânea, todas datadas ao decorrer do século XX. Apresenta desde artes abstratas até obras retratando a ilusão da Monarquia Brasileira.  Para após o almoço todos se encantassem com a praia mais bonita do estado do Rio de Janeiro a Praia de Camboinhas, com areia branca, águas cristalinas e com pouca visitação por ser uma praia conhecida apenas pelos amantes de praias cariocas, ficaremos na praia até de noite aonde acontece um lindo Luau no quiosque da tia Lucia.

niteroi_03

Ao chegar dia 02 de janeiro nosso sexto dia, saímos da cidade maravilhosa com destino a cidade do folclore, São Luiz do Paraitinga com uma trilha pelas 7 cachoeiras, um belo lugar, para descansar com belas paisagens e um cenário relaxante. São sete cachoeiras para se visitar, em uma trilha de esforço médio, após um bom banho no hotel e um descanso após o almoço começamos o nosso roteiro histórico na cidade aonde conheceremos Capela Nossa Senhora das Mercês, a casa de Oswaldo Cruz, lugar que virou um museu na cidade, Mercado municipal e a Fazenda São Luís para fecharmos com chave de ouro com grandes histórias e grandes curiosidades, já no final da tarde vamos para São Paulo ter um jantar típico de Paulista, vamos comer pizza, saborear um dos melhores pratos de São Paulo.

Foto: Diogo Moreira/A2 FOTOGRAFIA
Foto: Diogo Moreira/A2 FOTOGRAFIA

  Sétimo Dia, teremos um dia diferente em São Paulo, bem eclético e divertido com muitas comidas, música, história e lazer. Para começarmos com o pé direito, e uma aventura na casa de pedra aonde é localizado o maior ginásio de escalada esportiva do país, com paredes de 14m de altura e mais de 100 vias de escaladas guiadas. Uma ótima sugestão para depois de gastarmos tanta energia, repô-las comendo um tradicional Sanduíche de Mortadela, ou um almoço paulista no próprio mercadão. Após o almoço, vamos conhecer o museu da voz e o choque cultural, dois museus com propósitos bem diferentes que irão deixa-los curiosos para saber mais sobre o local e suas exposições.

10169267_993559763994276_4114045776433447545_n

Já no final do dia, faremos o esquema de sempre. Pegaremos um ônibus no final da tarde e seguiremos para a cidade de Socorro, pertencente ao circuito das águas paulistas e conhecida nacionalmente pelo turismo acessível (28,90R$). Poderemos tambem observar a serra da cantareira em SP dentro das 2h35 de viagem. Chegaremos ao final da noite e nos hospedarem no hotel fazenda “Parque dos sonhos”. Por ter feito uma reserva com antecedência, os clientes ganharam um desconto de 10% do hotel, em um pacote all inclusive. (435,00 R$)

O Oitavo e nono dia irá ser livre para que os clientes desfrutem dos esportes de aventura que o Parque dos sonhos proporciona. Assistirão  a uma palestra de empreendedorismo do dono do hotel e farão de tudo por lá. (Claro opcional)

Foto tirada por Marjorie Sanches.
Foto tirada por Marjorie Sanches.

No décimo dia, sairemos de Socorro e pegaremos um ônibus de madrugada para BH. (56.40 R$). Chegaremos no horário das 10h35, e, os guias irão fechar o ultimo pacote da viagem que será uma surpresa. DIA LIVRE

No décimo primeiro dia, acordaremos um pouco mais tarde para ter pique para os dois próximos dias. Sairemos no horário do almoço, e lá iremos provar uma comida típica, Frango com quiabo. No restante da tarde, aproveitaremos os principais pontos turísticos da cidade, o Parque Municipal Américo Rennée Gianetti , Museu de Artes e Ofícios, Complexo de Pampulha.

pampulha_belho-horizonte_cristiano-mascaro-2008_820_a

No décimo segundo dia, iremos comer um bom pão de queijo no desjejum e faremos um tour completo pelo belo estádio Mineirão no horário da manhã. No horário do almoço, comeremos em um restaurante a beira da estrada e a tarde, uma trilha até o pico de BH para encerrarmos bem o nosso roteiro de 12 dias.

SOCORRO HISTÓRICA E EDUCATIVA! RELATÓRIO

SEXTA-FEIRA

  • Saída do SENAC as 19:07, o atraso foi dado devido a uma reunião da nossa coordenadora, mas não atrapalhou em nada. As malas são postas em seus devidos lugares e partimos do SENAC, o ar-condicionado é ligado e a correia do micro-ônibus da problema.
  • Na chegada a Itatiba, trocamos o carro, sendo o primeiro imprevisto da V.T.
  • Ao entrar no segundo carro, voltamos para a pista e o serviço de bordo é realizado pelos estudantes Leandro e Danielle. O serviço de bordo é realizado com perfeição, e foi servido coxinha de frango com refrigerante/suco. Após um tempo do serviço de bordo, os mesmo iniciam as atividades de entretenimento (um dos pontos altos da viagem), as brincadeiras foram a CS, Desenho no escuro e Amigo Secreto/oculto.

 https://www.youtube.com/watch?v=8LLE1W1t7bw&feature=youtu.be

  • Ouvi queixas de dores abdominais de uma das passageiras, o que me deixou um pouquinho nervoso, porém, não perdi o controle.
  • Após 2 horas e 40 minutos de viagem, estávamos nós chegando a Socorro. Estava chovendo muito desde Itatiba, e o acesso foi algo a ser reportado pois encontramos algumas dificuldades. Sem o ônibus, descemos eu, Lucas, Ricardo e Marjorie para fazer o check-in dos técnicos em guia de turismo. A pequena subida pareceu uma escalada ao Everest pois a cada passo dado poderíamos escorregar e cair, e não queríamos isso.
  • Após o Check-in, o carro foi estacionado e todos os turistas desceram, conforme desciam, todos pegavam suas malas e as primeiras a irem para seus chalés foram Ana Lívia (a coordenadora que estava sentindo algumas dores) e Marjorie, nossa professora.
  • Após elas, minha dupla (Lucas) me ajudou com as hospedagens, levei as meninas (Beatriz, Diana e Danielle) para o seu chalé (2), e os homens junto do motorista para o seu chalé “premium“.
  • Foi avisado a todos que após 10 minutos deveriam descer para irmos jantar as pizzas, os 10 minutos chegaram e eu ainda já tinha conseguido me hospedar no quarto, mas, dei falta de duas clientes e fui avisá-las. Todos acabaram descendo para comer, e enquanto uns acabavam, eu os subia para o chalé. No final, todos foram para suas devidas “residências” com exceção de 4 clientes que preferiram ir até a sala de jogos.
  • Desci até a recepção onde entreguei o roteiro de sábado para um dos funcionários do hotel, pedi para que o mesmo o prendesse em algum mural. O mesmo disse que faria mais tarde, então, logo voltei ao chalé 7, cujo a cliente que sentia um mal estar estava hospedada. Ela se sentia melhor, então fui para meu quarto que estava cheio de problemas, tais como a sujeira dos banheiros e o chuveiro que mal saía água, e isso não era problema de apenas um dos banheiros mas sim dos dois.
V.T Socorro, 24 até 26 de Junho de 2015 (3)
V.T Socorro 24, Sexta-Feira. Guilherme, Danielle, Diana e Beatriz.
V.T Socorro, 24 até 26 de Junho de 2015 (2)
V.T Socorro 24, Sexta-Feira. Guilherme, Danielle, Diana e Beatriz.
V.T Socorro, 24 até 26 de Junho de 2015 (4)
Ajam naturalmente gente!

SÁBADO

ROTEIRO

  • Café da manhã no hotel e encontro com o guia local.
  • 8h15 – Embarque e inicio do Roteiro.
  • 8h40 – Visita monitorada ao centro histórico, museu e ao mirante do Cristo Redentor.
  • 11h – Visita ao Parque dos Sonhos com as atividades: Visita técnica guiada no parque
  • 13h – Almoço ou a combinar.
  • 14h – Circuito radical com três tirolesas (Pânico, Espanto e Calafrio) trilha com cachoeiras e
  • caminhada pelo parque até no máximo 18h.
  • 17h30 – Retorno ao hotel para banho e termino dos serviços do guia local.

  • Eram 6:00 e já tinha me levantado. Fui para um bom banho antes de sair do chalé, porém o chuveiro e a porta do banheiro estavam bem ruins, começando a porta que custava para que se fechasse, e depois, o chuveiro que demorava consideravelmente para esquentar.
  • Tomei uma ducha e logo me retirei, a noite foi longa pois não consegui dormir direito, o pouco que dormi tive um excelente sonho, mas quanto ao resto, apenas deitei e fechei os olhos. Porém, comecei o dia com a melhor surpresa que poderia ter (natureza, ♥), logo que saí, fui pego de surpresa pela bela visão que o chalé proporcionava.
A Surpresa que a luz do dia me proporcionou. ♥
A Surpresa que a luz do dia me proporcionou. ♥
  • Eram 6:30, deixei meus clientes tendo mais meia hora de um bom e merecido descanso. Me sentei em um lugar privilegiado, levei uma picada no dedo (doeu e queimou. :p), e tive a honra de presenciar uma das coisas mais belas do mundo, o nascer do sol. (novamente, natureza ♥).
  • Já eram 7:00 horas e fui alertar meus clientes que o dia tinha começado! A maioria teve uma boa noite de sono, e teriam que descer depois de 30 minutos para um café da manhã (outro ponto alto). A cliente que se sentia desconfortável quanto as dores já tinham ido embora. (UFFA!)
  • As 7:30 todos estavam lá embaixo para tomarmos o café, esperei um pouco demais para liberá-los para o café (pois ainda faltavam algumas coisas a serem postas), mas eles se antecederam e partiram ao ataque, e não era de menos, o café nos supriu muito bem, e foi uma delicia!
  • Era 8:15 e o guia local Eduardo chegava ao hotel, levei a cliente Marjorie até a recepção para assinar algo, porém não fomos atendidos e estávamos perdendo o tempo, então, decidimos ir ao ônibus (e infelizmente, esqueci a capa de chuva). Fiz o embarque de todos com o auxilio da minha dupla e passei a bola para o guia local.
  • Fomos até o centro histórico de Socorro sendo guiados pelo Eduardo que recebia o auxílio de Leandro e Danielle. A principio paramos em frente ao palácio das águias e seguimos pelo centro enquanto o guia explicava algumas construções da cidade, enquanto andávamos, conhecemos alguns casarões coloniais e fiquei particularmente impressionado com a beleza da cidade, não havia pichações, muitas das casas tinham uma frente de se cair o queixo com seus estilos coloniais (lindas, sem mais!), fora a visão dos morros da cidade! E uma pequena curiosidade, NÃO EXISTE MONTANHA NO BRASIL! Fomos seguidos por belos cachorrinhos que tinham um ódio em particular, por pneus, não sei o porquê, mas.. continuando! Vimos por fora um cinema e um hospital que recebem pessoas da região.
  • Fomos até a catedral que é considerada uma das mais belas do circuito das águase logo após, seguimos até um museu, onde fomos monitorados por um historiador chamado Derek Destito Vertino que tem um livro publicado sobre os heróis esquecidos da guerra.http://www.portalfeb.com.br/da-gloria-ao-esquecimento-tiragem-especial/
  • Voltamos ao ônibus após o passeio cultural dentro do museu monitorado pelo historiador. A checagem foi feita e logo então fomos até o mirante do cristo, durante a viagem inteira, o guia credenciado pela cadastur.
  • Demoramos por volta de 15 minutos para chegarmos ao mirante, o que valeu muito a pena! O único problema era o tempo que não nos permitia uma vista melhor do topo da cidade, tivemos uma degustação, e foi excelente!

V.T Socorro, 24 até 26 de Junho de 2015 (18)

Tirada com Lumia Selfie
Mirante com los mejores. ♥
  • Ficamos um tempinho no mirante, e logo após descemos para irmos ao Parque dos Sonhos, no caminho, o guia ia sempre orientando o motorista enquanto nos explicava sobre o circuito das águas. Erramos uma vez o caminho mas foi um erro bem leviano, nada que nos afetasse. Levamos quase uma hora para chegarmos ao parque, levamos mais tempo do que o esperado devido ao clima.
  • Já no parque, fomos orientados por um dos monitores do parque. Enquanto os guias auxiliares assinavam alguns papéis, algumas informações eram passadas para nós. Subimos para um bom almoço onde trocamos experiências e jogamos boas conversas fora.
  • Após o almoço, subimos mais um pouco e fomos assistir uma palestra muito satisfatória do senhor José Fernandes, um gênio do empreendedorismo, fora também dois membros do ministério do turismo.
  • Tivemos um pequeno espaço entre o almoço e o inicio do turismo de aventura que, começou com uma trilha dentro do próprio parque (a minha primeira!). Na trilha, fomos auxiliados pelo tio Ale, um monitor muito simpático!

Tirada com Lumia SelfieTirada com Lumia Selfie

  • V.T Socorro, 24 até 26 de Junho de 2015 (13)Após a trilha, as coisas começaram a apertar o meu coração de leão! Era anunciado que, iriamos todos para fazer o circuito das tirolesas! Subimos a 140 do chão, e eu, um homem sem medo de nada (apenas altura! oh.. wait!) Subimos de trator até o topo da pedra onde logo nos apropriamos com os devidos materiais de proteção. Fui muito bem tratado pelos instrutores, o que me acalmou muito para dar o primeiro salto na tirolesa do espanto. Para quem nunca tinha andado de tirolesa, comecei de forma bem suave, em uma de 1 km de extensão e 140 metros de altura.. que cruzava os estados de MG e SP.. Primeiro foi a tirolesa do Pânico que mesmo sendo a mais larga, foi a mais tranquila, com uma excesão do final que eu parei longe da plataforma e estava voltando devido o vento, e menos de um minuto depois, a tirolesa do Espanto, que foi MUITO rápida! E por ultimo, a tirolesa do calafrio. Me senti um herói mas..

V.T Socorro, 24 até 26 de Junho de 2015 (8)
Foco no fofo lá atrás dando risada e não no bundão roendo as unhas!

V.T Socorro, 24 até 26 de Junho de 2015 (9)

Tirolesas, aqui.

  • PULEI! uhu
  • Após todos terem descido, voltamos para o hotel e tivemos um pequeno imprevisto, o ônibus ficou atolado e isso colocou nossa criatividade em prática, o que não foi necessário pois o parque nos deu um suporte e nos tirou de lá! A volta até o hotel depois daí foi bem tranquila e um pouco demorada. Fora o pequeno imprevisto, tudo foi muito bem chegamos inteiro (e sujos), e por estarmos sujos, boa parte do grupo foi para seus chalés tomar um bom banho! (no meu caso, não, o chuveiro estava horrível. </3)
  • Fui junto da Marjorie conferir sobre o evento da festa Julina, e adivinha, mais um imprevisto. A festa foi cancelada pela falta de demanda e teríamos que fazer algo diferente, mas para o SENAC não existe muitos problemas sem soluções, então, decidimos realizar um bingo! Não foi muita gente mesmo, foram entorno de 18 pessoas (meio decepcionante mas.. tínhamos que mantê-los animados.) Ah é, antes do evento, ficamos todos jantando comidas típicas das festas.. milho, torta entre outros. O evento começou as 21:30 e acabou por volta das 22:50.
  • Fui ao salão de jogos com o Leandro e lá nos encontramos com a Beatriz e Diana, onde jogamos sinuca e pebolim. (e perdi todas. 😦 )

DOMINGO

  • Já hoje (26), acordei as 7:11 e fui direto para o banho, me aprontei para o desejum e desci com as minhas malas para o local onde iriamos comer. Deixei as malas sobre o sofá e logo após de mim foram chegando os outros passageiros.
  • Tomamos o café tranquilamente e após ele, guardamos nossas malas no ônibus, e logo após conhecemos Charles, um cara fantástico assim como o Zé Fernandes! Ele nos deu uma palestra sobre o turismo em Socorro (assim como o Zé, novamente), e nos mostrou alguns projetos da cidade para incentivar o turismo! Eles nos mostraram o porquê de Socorro estar tão a frente das outras cidades, todos lá falam a mesma língua e isso faz com que o universo conspire a seu favor.
Palestra do senhor Charles!
Palestra do senhor Charles!
  • Saímos do hotel fazendo um check-out e rapidamente demos um breve passeio de 30 minutos na feira de malhas (eu acabei ficando mais tempo no horto da cidade), mas nada que atrapalhasse as duas guias (Gabriella e Beatriz)
  • Na volta, levamos por volta de 2 horas 30 minutos para chegarmos em Jundiaí em uma tranquila volta. Ricardo e Rosana cuidaram do serviço de bordo e entretenimento, Denis e Diana fizeram o speach final e desembarque, e a viagem foi muito boa.

WP_20150726_11_23_32_Pro

Valeu SENAC.

Relatório feito dia 26 de Julho de 2015.

Junção com a pequena reunião previa.