Arquivo da tag: Jundiaí

FEIRA DA AMIZADE, 04 DE OUTUBRO!

Jundiaí (melhor cidade do Brasil, sem mimimi), realizou nesses dois últimos finais de semana o evento “Feira da Amizade”, que tem como intuito ajudar as instituições de caridade do município e, consequentemente, os mais necessitados.

A inspiração para o trabalho foi a filha de Mercedes, Martha Ladeira Marchi, que nasceu com síndrome de down, em 1955. A vontade de colaborar com a Apae, instituição que prestava atendimento à menina, foi o que motivou Mercedes a realizar a feira.

Mercedes sabia que a fundadora da Apae, Ignez Aparecida Oliveira Silva Enfeldt, tinha o sonho de construir um edifício novo para a instituição, já que a sede, na avenida Doutor Cavalcanti, não era suficiente para o atendimento profissional e didático. E, em 1969, ela criou a Feira da Bondade, nome este que foi usado por dois anos.

A renda da primeira festa, CR$ 169 mil, foi usada integralmente para a construção do prédio da Apae, na Vila Arens. Como não foi suficiente, em 1970, outra feira foi realizada. Na edição de 1971 da festa, a sede da Apae foi inaugurada.

Desde então, a feira, só cresceu e foi realizada por 30 anos, ajudou dezenas de instituições do município. A Feira da Amizade chegou a ter sua própria sede, na rua Carlos Sales Block. O espaço foi batizado de Casa da Amizade.

Por 15 anos a Feira da Amizade deixou de ser realizada e foi retomada, em 2013, pela primeira-dama e presidente do Fundo Social de SolidariedadeMargarete Geraldo Bigardi.


Local: 7

Fácil acesso, o defeito é a sujeira entorno dele, eu e a Diana recolhemos MUITO lixo nas calçadas, povo porco.

Limpeza: 9

Dentro do parque tudo limpinho, ótimo. O Revés é a sujeira nas ruas e calçadas a frente do parque da uva.

Serviços oferecidos: 7

Os voluntários eram super profissionais, porém, faltava opções para comidas.

Shows: 9

Banda Reprise Inédita é demais, e o We Will Rock You nem se fala, os caras são feras.

Evento: 8

Muito bom, a causa é sensacional, parabéns a prefeitura pela organização. ♥


SEGUE AS FOTOS

WP_20151004_18_08_31_Pro 133333333333 WP_20151004_18_18_33_Pro IMG-20151005-WA0001 WP_20151004_18_26_08_Pro WP_20151004_18_22_51_Pro

Encantada com o cover do Queen! hehe
Encantada com o cover do Queen! hehe

WP_20151004_19_08_32_Pro

EXPLORANDO JUNDIAÍ, 13 DE JUNHO DE 2015

Grupo: Diana, Leandro, Luciano e Rosana

Aos poucos, tanto os imigrantes como seus descendentes foram se integrando à comunidade jundiaiense. Hoje, mais de 75% da população de Jundiaí é descendente de imigrantes italianos, que constituem uma das maiores colônias em todo o Brasil.


SENAC

CENTRO DE JUNDIAÍ 

  1. Teatro com Luciano e Rosana
  2. Matriz Nossa Senhora do Desterro
  3. Museu Solar do Barão
  4. Volta ao ônibus

  1. O Teatro foi um sacada genial, tendo em vista que, aprendemos de forma mais fácil quando gostamos de algo, e um teatro chama muito mais atenção do que um texto simplesmente lido/decorado/entendido. Luciano e Leandro vivenciaram muito bem seus personagens, a senhora Petronilha Antunes (Leandro) e Rafael de Oliveira (Luciano)
  2. Foi um ponto bem ok que se foi encaixado suavemente para fazer hora até chegarmos ao solar, o ponto estava bem bonito e tivemos explicações de alguns monitores que já estavam na igreja esperando por outro grupo.
  3. O que poderia ser algo que acrescentasse muito foi algo bem fraco, não por culpa do quarteto, mas sim devido a senhora que resolveu desabafar no jardim do solar. Tínhamos um cronograma a seguir, e no fim atuamos em uma área diferente da de guia de turismo, acabamos por ser psicólogos, tendo que ouvir todo o desabafo dela. 
  4. A volta ao ônibus foi muito eficaz, tendo em vista que o motorista parou em ponto estratégico, dos 3 motoristas que tivemos com a empresa SAJOTUR, ele foi o que melhor se achou.

FOTOS

Tirada com Lumia Selfie

Tirada com Lumia Selfie


PANORÂMICA

  1. Ponte torta
  2. Antenor Soares Gandra
  3. Pinacoteca
  4. Polytheama
  5. Complexo FEPASA

Aqui ficou um pouco claro que, a guia se sentia um nervosa perante seu primeiro guiamento de grupo, ótimo! Ela estava lá para aprender e com certeza absorveu bastante dos conselhos dados pela professora Marjorie. A guia que nesse momento estava nervosa foi a que mais evoluiu perante o módulo e o curso ao meu ver.


SERVIÇO DE BORDO

Aqui foi servido uvas, fruta típica da região, algo muito bem elaborado e um detalhe que me chamou a atenção positivamente.


FAZENDA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

Foi o melhor ponto do roteiro. Lá nós tínhamos um monitor que demonstrava muita paixão pelo assunto que ele falava, o café. Ele nos mostrava a história, unindo em certos pontos (o café e sua colheita) o passado e o presente. Fico quase sem palavras para descrever o ponto, pois, foi algo bem legal e surpreendente, dou exaltação aos 4 guias que não deixaram que nenhum de seus clientes se separassem do grupo, sempre conduzindo o seu “rebanho” .


FOTOS

7

Tirada com Lumia Selfie

Tirada com Lumia Selfie

Tirada com Lumia Selfie

05

Tirada com Lumia Selfie

07


ALMOÇO

Comida divina, amei. ♥


MUSEU BRUNHOLI

Na minha opinião, o ponto mais fraco e “mal pensado” do roteiro. Estava muito quente e tínhamos acabado de almoçar, eu particularmente me senti enjoado e zonzo, contava os segundos para poder sair daquele lugar abafado e pegar um pouco de ar fresco.


MAZIERO

Durante a ida até o Maziero, tivemos uma boa peça de teatro onde Rosana e Leandro interpretaram um casal de italianos que vieram para a cidade junto dos milhares de imigrantes.

Bom, em questão ao ponto em si, foi bem mais breve do que eu imaginava pois o nosso monitor foi bem breve, o que particularmente achei bem legal. Tivemos tempo para degustações de vinhos, amarula e sucos. Fizemos pequenas compras e voltamos ao ônibus, onde de lá, seguimos ao SESC.

8 9 10 11


SESC

Por lá ouve uma pequena confusão, onde um guia dizia que era livre, outro dizia que era monitorado. Logo que chegamos estava tendo uma peça teatral (mais uma), o que nos deixou um tanto quanto presos a ela, não é algo ruim pois era interessante. Ficamos uns 10 minutos assistindo a peça e depois subimos para o segundo andar, onde adentramos em uma exposição de dois artistas brasileiros cujos quais não me lembro o nome, mas, novamente, os monitores demonstraram muito afeto pelo que diziam, e isso é sempre bom, fora o envolvimento dos dois com o grupo. 

Após acompanharmos a exposição, subimos ao saguão onde uma das funcionarias nos mostrou sobre a sustentabilidade do SESC. Eles fazem um trabalho bem legal, e sempre que posso, retorno a casa e recomendo a você que está me lendo. Se puder, faça sua credencial e seja sócio.

Tirada com Lumia Selfie


VOLTA AO PONTO DE PARTIDA, SENAC

Durante a volta ao SENAC, tivemos o speech final. Voltamos sem nenhum problema, e assim esperamos o próximo sábado para a V.T de Itu.

Da-lhe MAEDA.

SELFIEBOOK feat. PASSAPORTE!

Domingo, 14 de Junho!

Primeiramente fui para o SESC junto de minha mãe e irmã, lá é uma área LINDA! Já tinha combinado de ir a tal lugar com a menina Dianão para que pegássemos uma carteirinha e virássemos todos sócio do mesmo.

Guiei elas por lá após pegarmos a carteirinha, mas a questão não é essa, vim por meio desta publicação para falar do Jd. Botânico! Uma das áreas verdes mais bonitas da cidade. Portanto, tchau SESC! haha

O Caminho até lá é de fácil acesso, tem tudo por perto, um McDonald’s (nossa, McDonald’s tem perto de tudo mesmo!), o paço municipal, o próprio SESC, e tem MUITA vida por lá! Bebedouros espalhados e um banheiro quase limpo (prefiro utilizar o do SESC!). Lá se torna um ambiente familiar perfeito, um lugar ideal para fazer um picnic, levar os filhos pequenos para verem os animais, ir jogar um frisbi com os amigos, relaxar.. Enfim, lá é quase perfeito!

Tem várias árvores (sério, são muitas), uma orquídaria com plantas, flores e etc, várias trilhas onde quase todos podem fazer uma caminhada ou até mesmo andar de bike que liga até o parque da cidade, tendo 4.3 KM de extensão! É uma excelente alternativa para seus exercícios de rotina.

É um bom local para você que é fotógrafo também!

Porém, toda moeda tem dois lados. Dois pontos que pecaram no Jardim, são eles a fonte de água (cachoeira, lago e etc), e o banheiro que estão um tanto quanto “poluídos”, a água das fontes e lagos tem uma coloração que dá medo, um esverdeado, é um pouco nojento.. fora o banheiro que estava com uma pequena poça de urina no chão! ugh, que asco!


Breves informações!

O Jardim Botânico de Jundiaí – (JBJ) – SP, inaugurado em 29 de dezembro de 2004, com uma área de 150.000 m², surgiu como uma proposta de recuperação para uma área com longo histórico de degradação. Esta área se apresentava infestada de gramíneas exóticas com algumas árvores isoladas, e ao longo das décadas, sofreu processos antrópicos que aceleraram sua degradação. Entre estes processos destacaram-se as atividades de extrativismo mineral, deposição de resíduos e sucessivos incêndios que modificaram a vegetação natural e causaram danos na vegetação que resistiu


Jd. Botânico!
Jd. Botânico! O céu só não esta mais lindo que eu 😀
Jd. Botânico!
Jd. Botânico!
Jd. Botânico! Sorria e aja naturalmente!
Jd. Botânico! Sorria e aja naturalmente!
Jd. Botânico!
Jd. Botânico!
Jd. Botânico!
Jd. Botânico!
Jd. Botânico!
Jd. Botânico!

IMG-20150614-WA0021

Jd. Botânico!
Jd. Botânico!

Portarias

  1. Av. Navarro de Andrade, 120
  2. Av. Antonio Frederico Ozanan, 6400
    como chegar de ônibus

Telefones

  1. (11) 4523-1012
  2. (11) 4582-2468

Horário de Funcionamento

De segunda a domingo,
das 8h às 18h

Mais em http://jardimbotanico.jundiai.sp.gov.br/

Nota 4.7

Amiguinha das fotos

TOMORROWLAND, UM LUGAR ONDE NADA É IMPOSSÍVEL! #CRÍTICA

Aqui estou eu em mais um dia, sobre o olhar sanguinário do vigia..

Ontem (5), fui ao cinépolis aqui em Jundiaí assistir ao filme Tomorrowland, um lugar onde nada é impossível, a grande estréia da semana.


FICHA TÉCNICA

  • Titulo original: Tomorrowland
  • Diretor: Brad Bird
  • Elenco: George Clooney, Hugh Laurie, Britt Robertson
  • Duração: 129 minutos
  • OrçamentoUS$ 120 milhões

SINOPSE

Casey Newton (Britt Robertson) é uma adolescente com enorme curiosidade pela ciência. Um dia, ela encontra um pequeno broche que permite que se transporte automaticamente para uma realidade paralela chamada Tomorrowland, repleta de invenções futuristas visando o bem da humanidade. Ela logo busca um meio de chegar ao lugar e, no caminho, conta com a ajuda da misteriosa Athena (Raffey Cassidy) e de Frank Walker (George Clooney), que esteve em Tomorrowland quando garoto mas hoje leva uma vida amargurada.


CRÍTICA

Eu levantei MUITAS expectativas para o filme, você não tem noção!

Diretor de dois grandes sucessos da Pixar (Os Incríveis e Ratatouille) Brad Bird sempre se mostrou um bom contador de histórias e um fervoroso defensor da excelência e da criatividade. E em seu segundo longa-metragem com atores reais (o primeiro foi Missão Impossível – Protocolo Fantasma), Tomorrowland – Um Lugar Onde Nada É Impossível, ele, de certa forma, tenta reforçar esses princípios.

Pode-se dizer que, de maneira geral, ele mandou bem nesse quesito. Baseado em uma ala dos parques da Disney, o filme realmente conta uma boa história de aventura, onde a jovem Casey Newton (Britt Robertson) tenta descobrir mais sobre um lugar futurístico que viu após tocar em um pin (ou broche), que recebeu da pequena Athena (Raffey Cassidy).

Tirando sua longa apresentação, que é mostrada de maneira arrastada, o filme se apresenta como um entretenimento astuto, principalmente por alimentar boas doses de mistérios até o final da trama. E isso é bom, pois desperta a curiosidade do espectador e o faz ficar atento com tudo o que acontece na história.

O elenco também contribui nesse ponto. Com nomes de peso, como George Clooney e Hugh Laurie, Bird, com uma direção segura, deixa seu time de atores bem entrosado, o que faz a trama ficar bem mais dinâmica e agradável de se ver. E isso se deve, principalmente, a dupla Robertson e Cassidy. Em um momento em que as mulheres mostram a cada filme – e Mad Max: Estrada Da Fúria está aí para provar isso – que não estão brincando de casinha, as duas demonstram uma intensidade admirável na hora de transmitir as nuances de suas personagens.

O filme começa com Frank Walker (Clooney), um apaixonado por ciência, contando para uma plateia como foi parar em Tomorrowland, um lugar futurístico e belíssimo, quando ainda era um menino. Depois, a bem mais nova Casey passa a falar sobre a sua história e diz como ficou admirada ao entrar em uma espécie de realidade paralela após tocar um pin, que acabou parando em sua mochila. (o que deve acabar se tornando o comercial para que os ‘sonhadores e criativos’ entrem em tal projeto.)

A partir daí, ela é convocada por Athena, uma menina que carrega muitos mistérios, para encontrar o velho Frank, que é agora um sujeito desiludido. Juntos, devem arranjar um jeito de voltar para Tomorrowland, que está longe de ser o mesmo lugar do início da história.

Mesmo com um roteiro coerente e um desenvolvimento de personagens razoável, o longa não consegue escapar dos rótulos Disney, que sempre veem a necessidade de deixar uma mensagem de vida para o espectador – Vingadores está aí para mostrar, leve como base, sempre tem que ter um final feliz e mágico onde todos se perdoam e blá blá blá-. Claro que é fundamental a história deixar algum tipo de lição, mas, no caso desse filme, há uma preocupação excessiva de plantar uma moral, o que desvia o foco do espectador e torna a obra infantil demais para um adulto e adulto demais para uma criança. Isso é ruim, pois faz com que o filme perca um pouco da sua identidade.

Para compensar, a edição de Walter Murch e Craig Wood é ágil e competente o suficiente para que o espectador não fique alimentando o tempo todo as mensagens implantadas pelo estúdio enquanto assiste ao filme.

Entre erros e acertos, Tomorrowland não é a excelência que seu diretor defende, mas se apresenta como uma ótima opção de entretenimento, pois é um filme convincente, com ideias legais e, acima de tudo, com um coração otimista. Mais uma vez, Bird mostra que sabe contar história e, para isso, nada melhor do que uma trama envolvente e alegre.

Ingresso + Combo
Ingresso + Combo

A VIRADA FOI MÁGICA.

Ontem (22), eu e meu grupo de amigos fomos liberados para que pudéssemos participar da Virada Jundiaí, que ocorreu no Parque Comendador Antônio Carbonari, popularmente conhecido como Parque da Uva.

O evento foi promovido pela Secretaria da Cultura de Jundiaí, onde contou com mais de 80 atrações, entre elas, shows, teatro e dança, intervenções e exposições. O evento esta sendo realizado em todos os cantos da cidade, sejam eles históricos, como o complexo Fepasa, quanto em locais artísticos, Polytheama.

Fomos no dia em qual um grupo conhecido como “O Teatro Mágico” se apresentou e meu caro monstrinho.. FOI DEMAIS! Eles interagiram conosco, formavam frases filosóficas, faziam a divulgação de seus produtos no momento certo! Eu que não conhecia a banda consegui cantar algumas músicas com o apoio das fãs que lá estavam! São letras inteligentes, são protestos, é apoio a manifestação dos professores, mostraram também em suas letras como o mundo esta “mecanizado”, foram poucos os que se contiveram naquele show! Pulamos igual macaco em uma selva!

Outro ponto importante, a maquiagem que alguns membros da banda utilizava e aquelas duas dançarinas Andréa e Katia (Uma delas de Jundiaí!), foram detalhes que fizeram com que a alma sentisse muito mais do que meus ouvidos! Foi perfeito, nota 10.

Eles apoiam o download e divulgação de mídia meio a internet, o que é algo raro! Eles não aparentam ligar para o dinheiro em si, eles aparentam ligar para a divulgação da arte, da cultura! Voltem Sempre #oTeatroMágico

E Fernando, o aniversário foi seu (20), mas o maior presente foi nosso com essa apresentação!

Dia 25/07 Citybank Hall, a banda vai divulgar um “EP” 😮

Eis “pequenos” feitos da banda ao decorrer da sua carreira

  • Melhor Show Nacional de 2007 pelo guia da Folha de São Paulo;
  • Recorde de Público na Virada Cultural 2007 (40 mil pessoas em São Paulo) e 30 mil pessoas na Virada Cultural 2008 (recorde para o horário das 9h da manhã de domingo);
  • Mais de 120 mil cópias vendidas do CD “O Teatro Mágico: “Entrada para Raros”;
  • Mais de 50 mil cópias do CD “Segundo Ato”;
  • Todas as músicas disponíveis gratuitamente na Internet. Sendo as do “Segundo Ato” recorde de downloads na Trama Virtual;
  • Em 2012, a música “Nosso Pequeno Castelo” foi indicado ao Hit do Ano no VMB 2012

Você se torna imortal, quando aprende a morrer.


6tag_230515-012437

IMG-20150522-WA0005 IMG-20150522-WA0006 IMG-20150522-WA0007 IMG-20150522-WA0009 IMG-20150522-WA0011 IMG-20150523-WA0009

WP_20150522_019

Tirada com Lumia Selfie
Tirada com Lumia Selfie

WP_20150522_031

TOUR PARA ESTRANGEIROS EM SP

Bom dia pessoal!

Hoje vou publicar um roteiro produzido por mim, solicitado pelo professor David, docente da matéria Turismo Global.

A proposta entregue pelo professor foi, um tipo de turista internacional embarca em São Paulo, e com isso, eu deveria produzir um roteiro onde ele faça algum circuito (passar de uma cidade para a outra), no meu caso os turistas são Italianos, na verdade, casais de 20 a 40 anos, sem nenhuma especificação do que eles gostam, portanto, usarei meu senso e os julgarei como um todo da sociedade, admiradores de uma boa cultura, culinária, vinho e claro, pizza.

Elaborando uma pesquisa sobre a história da relação Italianos e Brasil (Algo bem mais que finais de copa do mundo) usando mais especificamente a região sudeste, vi que eles são os cabeças da lista no quesito de imigração de pessoas naquela época de crise européia e colonização, no total foram 1.200.000 Italianos que chegaram, entre 1870 e 1907. Ainda sobre a pesquisa, descobri que os Italianos são os terceiros que mais visitam o Brasil, atrás dos Argentinos e Estado-unidenses.

*aplicarei algumas experiencias cujas quais compartilhadas comigo (e meu grupo de colegas do SENAC) pelo professor David, irei incluir uma dos vários tours que ele já contou, no caso, Cidade dos palcos* Segue aqui o meu roteiro.


CLIENTES: ITALIANOS, CASAIS DE 20/40 ANOS ESTADIA: 5 DIAS CIDADES VISITADAS – SÃO ROQUE, JUNDIAÍ, SÃO PAULO O QUE VÃO VISITAR? VINÍCOLAS, MUSEUS, TEATRO, SERRA CARACTERÍSTICAS DO TURISTAS CASAL DE 20/40 ANOS POSSÍVEL INTERESSE SOBRE CULTURA E CULINÁRIA LOCAL VINHO, PIZZA, CHURRASCO.

ROTEIRO:


PRIMEIRO DIA

– DESEMBARQUE NO AEROPORTO GRU

– VIAGEM DE UMA HORA NA RODOVIA BR-374

– CHEGARÃO EM TORNO DAS 3 HORAS AO HOTEL

– ADAPTAÇÃO AO CLIMA/HORÁRIO/SERVIÇOS DO INTERIOR – JANTAR AS 21 HORAS

6287331082_06efc7ec7b_z

©


SEGUNDO DIA EM SÃO ROQUE

VISITAS: VINÍCOLA BELLA AURORA

– ATIVIDADES A SEREM FEITAS:

. AS 9HS CAFÉ DA MANHÃ.

. AS 10HS TOUR PELA VINÍCOLA NO PERÍODO DA MANHÃ.

. AS 13HS ALMOÇO NO RESTAURANTE DA VINÍCOLA.

. AS 15HS UMA CURTA CAMINHADA ENTORNO DA VINÍCOLA.

. AS 15:30HS AMBOS CLIENTES VÃO PLANTAR UMA SEMENTE DE IPE NOS ARREDORES.

. AS 16:30 ELES VÃO A LOJA DA VINÍCOLA, CASO OS CLIENTES TENHAM A INTENÇÃO DE COMPRAR UM BOM VINHO.

. AS 18:45 VÃO SE APRONTAR PARA A VOLTA AO HOTEL.

. AS 19HS, VOLTA AO HOTEL.

. AS 20:30HS ONDE OS CLIENTES IRÃO JANTAR ACOMPANHADOS DE UM VINHO.dsc_0096flickr

©


TERCEIRO DIA EM JUNDIAÍ

. CAFÉ DA MANHÃ AS 9, COM QUEIJOS, FRUTAS E CAFÉ EXPRESSO.

. AS 10 HS É FEITO O CHECK OUT DO HOTEL.

. AS 10:15HS OS CLIENTES EMBARCAM NO TÁXI E DÊ LÁ SEGUEM A JUNDIAÍ, ONDE CHEGARÃO AS 11:30 NO HOTEL.

. AS 11:45 FEITO O CHECK IN, AMBOS ALMOÇAM EM UM SELF SERVICE, LOGO ENTÃO VÃO DIRETO A SERRA DO JAPI.

. AS 12:45 IRÃO CHEGAR A SERRA.

. AS 17HS OS CLIENTES VÃO USUFRUIR E PRATICAR O ECO-TURISMO, MANTENDO-SE CONSCIENTES E SEGUINDO O EXEMPLO DO GUIA LOCAL QUALIFICADO, ASSIM VÃO FAZER A TRILHA DO PARAÍSO (5 HORAS, ACOMPANHADOS DE MAIS 10 PESSOAS), ONDE O GRAND FINALE DA TRILHA É A CACHOEIRA DO PARAÍSO.

. AS 18HS UMA VAN VAI BUSCAR O GRUPO, ONDE AS 18:45HS O GRUPO DEVEM ESTAR DE VOLTA A “CIVILIZAÇÃO”.

. AS 19 HORAS OS CLIENTES CHEGARÃO AO HOTEL ONDE OS PRÓPRIOS IRÃO TOMAR UM BANHO E SE ARRUMAREM PARA UM BOM RODIZIO DE CARNES. (SKINA DA PICANHA OU ESTANCIA)

. AS 22HS ELES VÃO VOLTAR AO HOTEL. Sem Título-3

©


QUARTO DIA EM SÃO PAULO

. OS CLIENTES VIRÃO A ACORDAR AS 7:30, COMEM UM PÃO DE QUEIJO ACOMPANHADOS DE UM CAFÉ C/ LEITE PARTINDO DO HOTEL ATÉ O ESTACIONAMENTO SAINDO DE LÁ AS 8HS ELES SE DESPEDIRÃO DE JUNDIAÍ E SEGUIRÃO PARA O TEATRO MUNICIPAL, EM SÃO PAULO.

. AS 9HS (DEPENDENDO DO TRÂNSITO AS 10), OS CLIENTES CHEGAM NO TEATRO MUNICIPAL, PARA PARTICIPAREM DO CIDADE DOS PALCOS.

. AS 10HS ELES VÃO AO PÁTEO DO COLLÉGIO, ONDE É CONTEXTUALIZADO A ORIGEM DO TEATRO NA GRÉCIA ANTIGA.

. AS 11HS OS CLIENTES PODEM IR COM O GRUPO AOS LOCAIS – TEATRO ARENA, CENTRO CULTURAL DO BANCO DO BRASIL (OU DA CAIXA) . AO MEIO DIA, TODOS FAZEM UMA PAUSA PARA UM ALMOÇO EM UM RESTAURANTE.

. DENTRO DO ÔNIBUS ENQUANTO OS CLIENTES SE LOCOMOVEM, EXISTE INTERFERÊNCIAS DE ATORES ONDE OS MESMOS CITARÃO TEXTOS DO RENOMADO PLÍNIO MARCOS. (Dois Perdidos numa Noite Suja)

.NO FIM DESSA EXPERIÊNCIA, O GRUPO CHEGA A PRAÇA ROOSEVELT, REALIZANDO UM PEQUENO TOUR, QUE PODE ACABAR TENDO VISITAS AO:

– TEATRO DO ATOR, STUDIO HELENY GUARIBA, ESPAÇO PARLAPATÕES.

. AO CHEGAREM NO LOCAL DETERMINADO, OS CLIENTES SERÃO CONVIDADOS A PARTICIPAR DE UMA PEÇA, JUNTO DOS ATORES E SEUS COLEGAS DE VIAGEM, ONDE NO PRÓPRIO LOCAL IRÃO SE FANTASIAR TODOS AQUELES QUE QUISEREM ENCENAR.

. NO FINAL DA TARDE, OS CLIENTES APRESENTAM A PEÇA E SE DESPEDEM DO GUIA, VOLTANDO AO HOTEL E TENDO O QUINTO DIA LIVRE.

. NA NOITE PAULISTA, O GUIA TAMBÉM OFERECERÁ UM JANTAR EM UM RODIZIO DE PIZZAS EM UMA DAS MAIS DE 6 MIL PIZZARIAS DE SÃO PAULO.

1904249_349817061893007_7993941700898787091_n

©


QUINTO DIA EM SÃO PAULO

. SERÁ OFERECIDO DICAS PARA O DIA LIVRE, PARA QUE OS CLIENTES  A OPORTUNIDADE DE CONHECER A CULTURA DA CIDADE DE SÃO PAULO E SE ARRUMAREM PARA VOLTAR PARA A CASA.

*O GUIA ESTARÁ A DISPOSIÇÃO DOS CLIENTES*

8113548862_22db5caede_b

©


QUARTO DIA EM SÃO PAULO (PASSEIO ALTERNATIVO)

. OS CLIENTES VIRÃO A ACORDAR AS 7:30, ONDE AS 8HS ELES SE DESPEDIRÃO DE JUNDIAÍ E SEGUIRÃO PARA A CAPITAL ECONÔMICA DO PAÍS! SÃO PAULO.

. AS 9:30HS OS CLIENTES TOMARÃO UM CAFÉ EXPRESSO+PÃO DE QUEIJO.

. AS 10HS ELES IRÃO CHEGAR A AVENIDA PAULISTA, ONDE LÁ, VÃO SE ENCONTRAR NO MUSEU DA ARTE DE SÃO PAULO.

. AS 14HS OS CLIENTES IRÃO SAIR DO MASP E DE LÁ, VÃO PARA UM DOS DIVERSOS BARES DA AVENIDA PAULISTA, ONDE IRÃO COMER ALGO DE SUA PREFERÊNCIA.

. AS 15HS, ELES IRÃO AO ESPAÇO DE CINEMA CULTURAL (PATROCINADO PELO ITAÚ), NA RUA AUGUSTA, ONDE ACOMPANHARÃO UM FILME DE SUA PREFERÊNCIA.

. AS 19HS, OS MESMOS SE ENCONTRARÃO NO COMEDIANS. (BAR ONDE HÁ VÁRIOS SHOWS DE HUMOR)

. AS 23HS, VOLTARÃO AO HOTEL, E LÁ FICARÃO POR LÁ MESMO.Sem Título-3

©


Bom, com esse plano de viagem cujo qual montei em sala de aula, meus clientes deverão sair satisfeitos, afinal, apresentei um programa alternativo (um dia), que ele poderia facilmente utiliza-lo no dia livre.

Espero que vocês, meus leitores, e esses clientes novos tenham gostado do circuito SRJSP. (São Roque, Jundiaí, São Paulo). Estou sempre aberto a críticas, sugestões e elogios, desde que os mesmo venham com educação e respeito.

Até a próxima, meus monstrinhos. 🙂

PESQUISA #1 ANA LIVIA, TURISMO

No inicio de tudo, lá na era das cavernas, os homens tinham apenas um modo de comunicação e locomoção.

Eles apenas se locomoviam com as longas caminhadas em busca de comida, e sua comunicação era através de desenhos e gestos.

Após a descoberta do fogo e invenção da roda, tudo começou a se desenvolver.

Claro que depois de vários milhares de anos tudo mudou, há 200 anos, um dos principais transportes de locomoção em massa era criado, a Maria fumaça, e hoje, isso já é algo a ser ultrapassado com os trens balas. Os automóveis que nos permitem a locomoção para qualquer lugar, não tem muito mais de 100 anos, a bicicleta projetada por Da Vinci também não passa de 200 anos. A Curiosidade do homem também nos permitiu voar, com balões e os principais meio de locomoção global, o avião, que nos permite chegar a lugares de forma rápida, questão de horas, o que a 500 anos, levavam dias e até meses.

 A comunicação por seu lado, também não ficou para trás, como citado, a mais ou menos 40.000 anos A.C., a arte rupestre transmitiam principalmente suas caçadas o que acontecia entre os homens; A invenção da escrita, as folhas de papiro (criado pelos Egípcios) que mantinham os registros permanentes de informações para as futuras gerações; Os telégrafos (1.300 A.C) que transmitia mensagens em longas distâncias, uma forma utilizada para transmitir a outras povoações, terras ou províncias a vitória numa batalha ou a declaração de guerra a uma delas, por exemplo. Em um passado mais recente, os jornais (séc. XVII) que mostravam e ainda mostram as noticias do dia, normalmente impressas em papel de baixo custo; O telegrafo elétrico inventado por Morse, inventou o modo de enviar mensagens codificadas a longas distâncias através do som (usadas por navios, submarinos entre outro), o instrumento que mostrou um grande futuro para as telecomunicações, o que nos leva ao rádio (fim do séc. XIX), um dos meios de comunicação mais utilizado no mundo, onde é levado informações e entretenimento para qualquer parte do mundo através de ondas magnéticas; o telefone que nos permitia a comunicação através do som, primeiramente chamado de “telégrafo falante”, é uma das principais ferramentas do homem ao decorrer da sua história. As invenções mais recentes, satélites, televisão e internet deram o maior passo a globalização, com informações, o que ajudou e muito o turismo sendo as principais cooperadoras para o desenvolvimento do mesmo.


Concluo que, a curiosidade do homem e a vontade de conhecer o mundo, tirar os pés do chão e chegar as nuvens, não só influenciou, como mudou as viagens como e várias outras atividades de prazer ao redor do mundo, as novas informações, as trocas de cultura, a velocidade da locomoção e da informação que chega em nossas mãos torna hoje, a evolução dos transportes e meio de comunicação, o principal contribuinte do turismo.