Arquivo da categoria: História

VOZES CALADAS

Podemos dizer que a ditadura na América do Sul, no período de guerra fria, foi um dos momentos mais sombrios das últimas décadas. Aqui no Brasil não foi diferente. Pessoas torturadas, sequestradas e assassinadas… Mas você acha que a ditadura começou em 1964?

A crise já vinha desde 1929, com a queda da bolsa de valores de Nova York tudo veio à tona, a inflação, a queda da economia do café, as crises da politica café com leite, que resultou em um governo “provisório” do gaúcho nacionalista Getúlio Vargas. Com reformas em seu governo “provisório”, Vargas ficou no poder durante 15 anos, com isso veio o incentivo ao rádio, diversas leis de censura às mídias (como o Departamento de Imprensa e Propaganda – o DIP -), direitos a trabalhadores, e leis um tanto quanto confusas, como a lei de destombamento. O presidente renunciou em 1945, e depois voltou anos mais tarde. Em 1951 o presidente voltou ao seu cargo em eleições diretas, e 3 anos mais tarde, se suicidou (ou foi morto?). [Confira aqui, a carta dele]

Não vem ao caso. O que importa, é o presidente que chegou em 1961, João Goulart e suas ideias socialistas em uma guerra fria.  A crise política se arrastava desde a renúncia de Jânio Quadros em 1961. O vice de Jânio era João Goulart, que assumiu a presidência num clima político adverso. O governo de João Goulart (1961-1964) foi marcado pela abertura às organizações sociais. Estudantes, organização populares e trabalhadores ganharam espaço, causando a preocupação das classes conservadoras como, por exemplo, os empresários, banqueiros, Igreja Católica, militares e classe média. Todos temiam uma guinada do Brasil para o lado socialista. Vale ressaltar, que neste período, o mundo vivia o auge da Guerra Fria.

Então, no dia 1 de Abril de 1964, João Goulart foi deposto e teve de fugir para o RS, e, em seguida, para o Uruguai. Desta maneira, o Chefe Maior do Exército, o General Humberto Castelo Branco, tornou-se presidente do Brasil. Com o auxilio dos Estados Unidos da América, e da operação Brother Sam, o país foi tomado por armas militares que chegaram direto do bloco capitalista (aviões, soldados, jipes, navios).

A ditadura trouxe consigo, a censura que Vargas pregou em seu primeiro mandato, o DIP. Músicos que protestavam contra o regime militar e a violência imposta por eles. Quem ousava dar de frente contra a ditadura recebia o “devido” castigo, eram torturados. Músicos perdiam suas ferramentas de trabalho, compositores levavam aquela surra que ninguém consegue esquecer, alguns tinham até a família caçada.

Muitos morreram ou sumiram com as perseguições, isso é fato. E Raul Seixas, na música Mosca na Sopa, cita de forma metafórica que, por mais que os militares matem, a espécie continua.

“…Pois você mata uma, e vem outra em seu lugar”.

Foi cruel, quem mais se manifestava pelo povo se reprimiu pelo medo, as músicas acabaram sendo cantadas por vozes caladas. Os militares destruíram duas gerações, em 30 e 60, eles “pintaram para lhe abusar”, com seu instinto primitivo de destruição em massa financiado por um país tão fraco mentalmente, que, mesmo fazendo diversos atentados terroristas diariamente contra o mundo, diz que o pior deles foi a queda de duas torres que eles mesmo causaram apenas para ter um motivo para investir em armamentos. (inocentes). Há muitos que vão as ruas pedindo uma nova intervenção militar, e eles são tratados com respeito. Agora, muitos também vão às ruas pedirem respeito, e são tratados como se estivessem em uma ditadura.


FOTOS DA VISITA TÉCNICA

Grupo
Grupo
Memorial da Resistência Pinacoteca
Memorial da Resistência
Pinacoteca
Controle, Repressão, Resistencia
Controle, Repressão, Resistência
Um dos quartos onde a
Um dos quartos onde a “oposição a ditadura” ficava.

11037554_1656793047866068_6175111841206872687_n

Meus amores.
Meus amores.
WP_20150913_009
Pegaram o meu bebê, para me ameaçar!

WP_20150913_008

Vanderley!
Vanderley!
Guilherme!
Guilherme!
O Cravo Vermelho. que foi distribuído para todas as celas.
O Cravo Vermelho.
que foi distribuído para todas as celas.

QUER MAIS DA DITADURA?

Conhecendo Museus

SuperInteressante Jogo

Mitos da ditadura

De Volta a 1964

Ditadura do Estado Novo

Trabalho de História

Anúncios

HISTÓRIA #1 RESUMO DA AULA

Alguns nativos morreram quando os europeus chegaram a América, não pelo confronto, mas sim por doenças como a Gripe, que chegou junto deles. Após um tempo, os Jesuítas chegaram por aqui e implantaram a religião católica para essas “pobres almas”.

Franceses eram Europeus mais queridos dos nativos, tanto que no RJ, os nativos os defenderam com unhas e dentes dos portugueses que queriam expulsá los de lá. Eram os ‘xodós’ pois eles não pregaram uma religião nos mesmos, e nem os obrigavam a nada.

Falando em nativos, sabiam que eles comiam outros nativos em duelos? 

A Cana de Açúcar era plantada perincipalmente no nordeste por ser um lugar muito quente.

Apesar do lucro com o pau-brasil, os portugueses passaram a ter a necessidade de explorar algum tipo de riqueza que fosse mais lucrativa. Sem encontrar ouro por aqui, a administração portuguesa optou pelo início da formação de lavouras de cana-de-açúcar na região do litoral brasileiro. 

Após a queda da Cana de açúcar (seu preço), o nordeste foi completamente “esquecido” pelos europeus, e após um curto período de tempo, os bandeirantes acharam ouro em terras da Capitania de São Vicente (SP).

Falando em Bandeirante, eles eram pequenos, bem diferentes daquele que você via nos livros de história! Eles eram mercenários que sempre caçava mata a dentro, Anhanguera era um deles.

Continuando sobre o ouro encontrado.

Os moradores da Cap. São Vicente (SP), tentaram fazer uma rebelião para “se tornar independente” mesmo que não soubessem o que era isso,  tentaram impedir que os moradores de outras regiões pegassem o ouro e prata de suas terras, porém, a coroa portuguesa bateu de frente, fazendo com que os “paulistas” desistissem disso, pós isso, a terra foi separada, e foi criada a atual MG, e lá ficou todo o ouro. Mais sobre o ouro, aqui.

Fazendeiros e Portugueses viviam em dividas com a Holanda devido a empréstimos, por isso, Holandeses ‘plantavam’ laranjas no nordeste. Mais sobre, aqui.

Um quinto dos infernos.

O Quinto era um imposto cobrado pela Coroa portuguesa sobre o ouro encontrado em suas colônias. Correspondia a 20% do metal extraído e era registrado em “certificados de recolhimento” pelas casas de fundição.

Capitania de São Paulo = Capitania de São Vicente, era a preferida para se viver, pois dificilmente algum nativo invadiria o local devido as grandes serras que cobrem a cidade “vila”.

O que é capitania Hereditária?

A Coroa Portuguesa precisava defender a região costeira de ataques alheios, porém detinha parcos recursos financeiros e humanos para tal empreendimento. A solução encontrada foi transferir essa empreitada para as mãos da iniciativa privada.

Algumas das principais Capitanias Hereditárias:

  • São Vicente
  • Santana
  • Santo Amaro e Itamaracá
  • Paraíba do Sul
  • Espírito Santo
  • Porto Seguro
  • Ilhéus
  • Bahia
  • Pernambuco
  • Ceará

Tordesilhas:

O tratado de Tordesilhas durou pouco tempo, pois o rei de Portugal morreu, e não tinha herdeiros, e quem ‘tomou’ a América foi um rei espanhol, (e também português após o falecimento do primo) chamado Filipe II, deixando o tratado apenas no papel, pois as áreas foram divididas, e são como são hoje. Porém, os portugueses acharam isso inadmissível e formaram uma “nova família real”

Os escravos negros:

Negros eram vendidos na África por outros negros, pois havia rivalidade entre os grupos. Os escravos chegavam a valer até pequenos terrenos e sítios.

Por que negros não foram “salvos” pela religião católica assim como os nativos? Simples, os europeus diziam que eles não tinham alma para serem salvos, faziam pactos e por isso, deveriam ser escravizados.

O que é quilombo?

Eram as terras onde os escravos fugiam, e por incrível e irônico que pareça, os escravos eram escravos lá também (normalmente o mais fraco).

Escravo reprodutor, eram os negros fortes, eles transavam com todas as escravas pois os fazendeiros achavam que as crias viriam forte como o pai.


Emboaba em tupi significa forasteiro

SÃO PAULO ANTIGA, A CHAMINÉ DA REFINARIA DO AÇÚCAR UNIÃO!

Desde a vinda dos imigrantes italianos, no século XIX, a Moóca ficou caracterizada pela forte industrialização que ocorreu. Durante esse período, o bairro teve uma grande importância econômica…

Antigo logo da produtora de açucar!
Antigo logo da produtora de açúcar!

Localizado na rua Borges de Figueiredo no bairro da Moóca, o antigo prédio da Refino de Açúcar União hoje encontra-se abandonado e parcialmente destruído. Seu futuro segue indefinido e repleto de incertezas. Em um dos edifícios que compõe o antigo complexo industrial, nota-se que o teto desabou ou foi removido. Na imagem acima, vemos que o logotipo do Açúcar União foi removido, mas as marcas ficaram e são um registro quase arqueológico do que antes foi o local.

Desde a vinda dos imigrantes italianos, no século XIX, a Mooca ficou caracterizada pela forte industrialização que ocorreu. Além disso, durante esse período, o bairro teve uma grande importância econômica, devido às indústrias têxteis e a de outros setores, como a de refinados, mais especificamente a Companhia União dos Refinadores.

Em 1886, Domenico Puglisi Carbone (Itália) resolve mandar seus filhos Nicola e Giuseppe para o Brasil com a missão de abrir uma representação comercial para vender o vinho que ele (o velho Domenico) produzia. O começo foi difícil, pois tiveram que enfrentar a concorrência dos donos do mercado de vinho no Brasil: os portugueses e franceses. Mas em 1888, os irmãos ao criarem a companhia Puglisi, tiveram sorte: uma crise na Argentina trouxe muitos italianos para o Brasil, e já habituados ao vinho Italiano.

Dessa época até 1910, com o progresso da empresa e a visão empreendedora que possuíam, resolveram diversificar suas atividades. Pensaram em desenvolver o comércio de açúcar, porém observaram que havia uma concorrência suicida no mercado de açúcar entre as pequenas refinarias. A solução que encontraram para isso acontecer de uma maneira que o comércio fosse mais lucrativo e garantir produtos com uma qualidade superior ao mercado, conquistando uma clientela mais fiel, foi convencer os pequenos refinadores de São Paulo, a deixarem a rivalidade e a concorrência de lado e se unirem para formar uma única empresa. Como consequência, em 1910 surgiu a Companhia União dos Refinadores. Não tardou para que a estratégia se mostrasse acertada e diante da popularização do café, eles o incorporaram à razão social, que mudou para Companhia União dos Refinadores – Açúcar e Café.

Ao longo desses 104 anos de existência, a União passou pela Copersucar (Cooperativa de Produtores de Cana, Açúcar e Álcool do Estado de São Paulo); pela NovAmérica; pela Cosan; e, em 2012, foi adquirida pela empresa Camil.

A filial na Moóca, que ficava entre as ruas Borges de Figueiredo, Guaratinguetá e João Antonio de Oliveira, foi desativada em 2006 e em 2012 deu lugar ao empreendimento imobiliário da Cyrela, chamado Luzes da Mooca, o qual a obra terminou recentemente, em maio (2014). A chaminé que representava o grupo União foi o que restou da companhia açucareira por ser considerado, pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conpresp), um bem cultural e patrimônio histórico da Moóca.

acucaruniao_x01

Mais uma indústria de São Paulo sucumbiu para dar lugar a novos empreendimentos imobiliários. Nesta mesma rua, ao lado desta fábrica, chegou a funcionar também a fábrica de brinquedos Glasslite e até hoje ainda funciona a deliciosa confeitaria Di Cunto.


Mais em

FRASES QUE MUDARAM O MUNDO.

I HAVE A DREAM!

Martin Luther King Jr., conhecem esse cara? Se não, eu irei explicar brevemente quem foi. Se sim, você sabe que ele revolucionou o mundo e “minimizou” o racismo nos EUA.

Martin Luther King era um pastor norte-americano e em 1964 recebeu o prêmio Nobel. Foi um dos maiores líderes contra a opressão racial. A Frase citada acima vem do discurso mais conhecido do mesmo, o discurso “Eu tenho um sonho” (I have a dream”, pronunciado em 1963 no Lincoln Memorial em Washington.

Toda sua inspiração veio devido a um outro Gandhi mestre, o grande. Espera, Gandhi!! Confundi!

Em 1955, Martin foi preso, por iniciar um protesto contra a prisão de uma mulher negra (Rosa Parks), que se recusou a ceder o lugar para uma passageira branca. Por causa do protesto, King foi preso e recebeu ameaças de morte. Após muitos protestos, a Suprema Corte decidiu tornar ilegal o transporte público separatista, o que acabou dando vitória a Luther King, o que acabou o tornando um “líder” prestigiado e respeitado.

Martin não protestava apenas a favor dos negros, ele viveu defendendo também os direitos das mulheres, com corpo e alma. Tendo sido visto como um “revolucionário”, Martin Luther King “ganhou” um feriado, que é comemorado na terceira segunda-feira de Janeiro.


Agora você sabe quem foi Martin Luther King Jr., então vamos falar um pouco sobre seu maior discurso.

O Discurso “I Have a dream“, levou 200 mil pessoas a Washington, nos degraus do Lincoln Memorial em Washington, D.C., no dia 28 de agosto de 1963. Tal discurso foi dado como o “maior discurso estadunidense do século XX”

A Marcha de Washington colocou mais pressão na administração do então presidente John F. Kennedy para que as questões de direitos civis fossem levadas até o Congresso, mas com o assassinato do presidente Kennedy mais tarde naquele mesmo ano, foi que o seu sucessor, Lyndon B. Johnson, conseguiu fazer com que o Civil Rights Act of 1964 (Ato de Direitos Civis de 1964) fosse aprovado pelo Congresso, seguido do 1965 Voting Rights Act (Ato de Direitos do Voto de 1965). No acordar de seu discurso e da Marcha de Washington, King foi nomeado o Homem do Ano de 1963 pela revista Time. E mais tarde, em 1964, King se tornou a pessoa mais nova a receber um prêmio Nobel da Paz.


4 de abril de 1968, Martin foi morto por James Earl Ray, tal crime foi cometido pois James acreditava que Martin enfraquecia a economia dos Estados Unidos.

FRASES QUE MUDARAM O MUNDO.

Esta gente é boa e de boa simplicidade. E imprimir-se-á ligeiramente neles qualquer cunho, que lhes quiserem dar. E logo lhes, Nosso Senhor, deu bons corpos e bons rostos, como a bons homens, e Ele que nos por aqui trouxe, creio que não foi sem causa. E portanto, Vossa Alteza, pois tanto deseja acrescentar na santa fé católica, deve entender em sua salvação.

A carta que Pero Vaz de Caminha escreveu para D. Manuel, o rei de Portugal na época do descobrimento do Brasil, relata com detalhes a chegada dos portugueses no Brasil, como foram os primeiros contatos destes com os indígenas e, a partir desta carta, podemos perceber as intenções portuguesas quanto à nova terra e, o que seria dela depois de então.

A partida frota portuguesa de Belém-Portugal ocorreu no dia 9 de março, a chegada às canárias no dia 14 do mesmo mês, e no dia 22 chegaram à ilha de São Nicolau. No dia 21 de abril, toparam com sinais de terra, o que eles chamam de botelho, espécie de ervas compridas. No dia seguinte, houveram vista de terra, que foi chamada de Terra De Vera Cruz, a qual tinha um monte alto, que recebeu o nome de o Monte Pascoal.

Avistaram os primeiros habitantes da terra, os quais eram, de acordo com a descrição de Caminha, pardos, um tanto avermelhados, de bons rostos e narizes, nus, traziam arcos e setas, o beiço de baixo furado com um osso metido nele, cabelos corredios e corpos pintados. Com eles tentaram estabelecer um primeiro contato, o que foi uma surpresa, pois um deles começou a apontar para o colar de ouro do capitão da frota e, em seguida, para a terra, como se quisesse dizer que naquela terra havia ouro. A mesma coisa ocorreu com o castiçal de prata e o papagaio. Ao verem coisas que não conheciam, faziam sinais, dando-se a entender que queriam propor uma troca.

Conclui-se então, que desta forma começou a troca de ouro, prata e madeira, por quinquilharias vindas da Europa. Os portugueses traziam os indígenas para as embarcações, a fim de estabelecer um melhor contato com os indígenas. No início, eles mostraram-se muito esquivos, mas com o passar dos dias, passaram a conviver mais com os portugueses e, até mesmo, à ajudá-los no que precisavam e levá-los às suas aldeias.

Os portuguese realizaram uma missa, construíram uma enorme cruz. Tudo para mostrar aos nativos a acatamento que tinham pela cruz, ou melhor, pela religião. Desde já, possuíam a vontade de convertê-los à igreja, tendo em vista, sua inocência, já que faziam tudo o que os portugueses faziam ou mandavam… A intenção de domina-los é facilmente observada na seguinte passagem :

Contudo, o melhor fruto que dela se pode tirar parece-me que será salvar esta gente.

Fonte: Cola da Web (Correção dos textos feito por Guilherme)

FRASES QUE MUDARAM O MUNDO.

Saio da vida para entrar na história  (1954) – Getúlio Vargas

A frase completa é “Serenamente dou o primeiro passo no caminho da eternidade e saio da vida para entrar na história” e faz parte da carta deixada pelo então presidente antes de seu suicídio, com um tiro no coração. A maneira de se dirigir ao povo foi determinante na construção da popularidade de Getúlio Vargas. A oratória era uma das ações populistas que o ex-presidente utilizou para se aproximar de seu eleitorado. E fez isso com maestria até seu último suspiro.

Mesmo após anos da morte de Getúlio Vargas, ainda há quem diga que este suicídio foi apenas um adiamento de um golpe militar, que 10 anos mais tarde aconteceu durante o mandato do então presidente João Goulart (Jango), que na época era presidente da República Federativa do Brasil.


CONSEQUÊNCIAS DO ATO

SOBRE A DITADURA MILITAR QUE UMA DÉCADA MAIS TARDE ACONTECEU.

Na época, a Guerra Fria divide o mundo em dois blocos: o capitalista, liderado pelos EUA, e o socialista, liderado pela União Soviética. Enquanto isso, no Brasil, o governo de João Goulart enfrenta uma grave crise: a inflação alta encarece os preços e o salário dos trabalhadores se desvaloriza. No dia 13 de março, num discurso na Central do Brasil, no Rio de Janeiro, Jango demonstra a decisão do governo em implementar reformas de base, que incluem a reforma agrária, a diminuição do lucro de grandes empresas e a defesa de liberdades democráticas e sindicais. O comício reúne mais de 300 mil pessoas.

A tensão aumenta. De um lado, os trabalhadores pressionam o governo para a aprovação das reformas de base. Do outro, setores conservadores e militares viam nas reformas uma guinada ao comunismo. Os rumores de um golpe militar ganham força. Setores da oposição organizam a Marcha da Família com Deus pela Liberdade, para conter o “avanço comunista” de Jango.

Uma pequena linha do tempo 1954 – 1964


1961 – JANGO ASSUME A PRESIDÊNCIA

Com a renúncia de seu antecessor, Jânio Quadros, Jango governa até 1963 em regime parlamentarista devido à falta de unanimidade em torno de seu nome para o cargo.


1963 – PLANO TRIENAL

Para enfrentar a inflação e os problemas de infra-estrutura do país, Jango aposta no Plano Trienal, elaborado pelo Ministro do Planejamento Celso Furtado. As estratégias nacionalistas desagradam grupos conservadores, setores da elite empresarial e grandes proprietários de terra. O plano fracassa.


1964 – REFORMAS DA BASE

Jango propõe uma série de mudanças em vários setores da sociedade (agrário, bancário, eleitoral, fiscal etc). Com a aprovação do Estatuto do Trabalhador Rural e a discussão da reforma agrária, o clima de instabilidade aumenta.


1964 – COMÍCIO CENTRAL

Mais de 300 mil pessoas se reúnem na Central do Brasil, no Rio de Janeiro, para ouvir e apoiar as reformas propostas por Jango. A oposição considera o governo de Jango uma “ameaça comunista”.


1964 – MARCHA DA FAMÍLIA COM DEUS PELA LIBERDADE

A primeira Marcha da Família reúne 200 mil pessoas de vários setores da sociedade contra o comunismo. Outras manifestações parecidas acontecem em seguida e a oposição se fortalece.


1964 – OPERAÇÃO BROTHER SAM

A Operação Brother Sam é desencadeada pelo governo dos EUA em apoio aos militares do Brasil. Com auxílio logístico da CIA e da Marinha, os estadunidenses enviam porta-aviões, armas, munições e veículos de guerra para o país. Tudo para evitar um alinhamento do Brasil com a URSS em plena guerra fria.


O GOLPE

Ocorreu pelas suspeitas de um novo “esquerdismo” que vinha a ser plantado na América (O que era inadmissível no momento de uma guerra fria com a URSS), o governo estadunidense e os militares brasileiros viam em João Goulart alguém perigoso porque, além de simpatizar com o regime Castrista de Cuba, mantinha uma política exterior independente de Washington, e tinha nacionalizado uma subsidiaria da ITT (empresa norte-americana). Além disso, Goulart tinha nacionalizado, no início de 1964, o petróleo, bem como a terra ociosa nas mãos de grandes latifundiários, e aprovado uma lei que limitava a quantidade de benefícios que as multinacionais poderiam retirar do país. Outro motivo foi o Brasil ser o maior exportador de suco de laranja do mundo, fato que punha em risco a indústria norte-americana deste setor, situada no estado da Flórida.

No dia 1 de abril, é instaurada a ditadura militar no país. O regime suspende a maior parte das garantias que caracterizam a democracia, como as eleições diretas, a liberdade de expressão e o direito de oposição ao governo. Nos órgãos de imprensa, os militares são exaltados pela deposição de Jango. Sem resistir ao golpe, o presidente João Goulart parte em direção ao RS, e logo após, ao Uruguai.


Espero que tenham absorvido um pouco do conteúdo caros monstrinhos. 😉

Fonte da matéria: Info Escola

Crédito da imagem: ©

Linha do tempo (Ditadura): Super Interessante 

TOUR PARA ESTRANGEIROS EM SP

Bom dia pessoal!

Hoje vou publicar um roteiro produzido por mim, solicitado pelo professor David, docente da matéria Turismo Global.

A proposta entregue pelo professor foi, um tipo de turista internacional embarca em São Paulo, e com isso, eu deveria produzir um roteiro onde ele faça algum circuito (passar de uma cidade para a outra), no meu caso os turistas são Italianos, na verdade, casais de 20 a 40 anos, sem nenhuma especificação do que eles gostam, portanto, usarei meu senso e os julgarei como um todo da sociedade, admiradores de uma boa cultura, culinária, vinho e claro, pizza.

Elaborando uma pesquisa sobre a história da relação Italianos e Brasil (Algo bem mais que finais de copa do mundo) usando mais especificamente a região sudeste, vi que eles são os cabeças da lista no quesito de imigração de pessoas naquela época de crise européia e colonização, no total foram 1.200.000 Italianos que chegaram, entre 1870 e 1907. Ainda sobre a pesquisa, descobri que os Italianos são os terceiros que mais visitam o Brasil, atrás dos Argentinos e Estado-unidenses.

*aplicarei algumas experiencias cujas quais compartilhadas comigo (e meu grupo de colegas do SENAC) pelo professor David, irei incluir uma dos vários tours que ele já contou, no caso, Cidade dos palcos* Segue aqui o meu roteiro.


CLIENTES: ITALIANOS, CASAIS DE 20/40 ANOS ESTADIA: 5 DIAS CIDADES VISITADAS – SÃO ROQUE, JUNDIAÍ, SÃO PAULO O QUE VÃO VISITAR? VINÍCOLAS, MUSEUS, TEATRO, SERRA CARACTERÍSTICAS DO TURISTAS CASAL DE 20/40 ANOS POSSÍVEL INTERESSE SOBRE CULTURA E CULINÁRIA LOCAL VINHO, PIZZA, CHURRASCO.

ROTEIRO:


PRIMEIRO DIA

– DESEMBARQUE NO AEROPORTO GRU

– VIAGEM DE UMA HORA NA RODOVIA BR-374

– CHEGARÃO EM TORNO DAS 3 HORAS AO HOTEL

– ADAPTAÇÃO AO CLIMA/HORÁRIO/SERVIÇOS DO INTERIOR – JANTAR AS 21 HORAS

6287331082_06efc7ec7b_z

©


SEGUNDO DIA EM SÃO ROQUE

VISITAS: VINÍCOLA BELLA AURORA

– ATIVIDADES A SEREM FEITAS:

. AS 9HS CAFÉ DA MANHÃ.

. AS 10HS TOUR PELA VINÍCOLA NO PERÍODO DA MANHÃ.

. AS 13HS ALMOÇO NO RESTAURANTE DA VINÍCOLA.

. AS 15HS UMA CURTA CAMINHADA ENTORNO DA VINÍCOLA.

. AS 15:30HS AMBOS CLIENTES VÃO PLANTAR UMA SEMENTE DE IPE NOS ARREDORES.

. AS 16:30 ELES VÃO A LOJA DA VINÍCOLA, CASO OS CLIENTES TENHAM A INTENÇÃO DE COMPRAR UM BOM VINHO.

. AS 18:45 VÃO SE APRONTAR PARA A VOLTA AO HOTEL.

. AS 19HS, VOLTA AO HOTEL.

. AS 20:30HS ONDE OS CLIENTES IRÃO JANTAR ACOMPANHADOS DE UM VINHO.dsc_0096flickr

©


TERCEIRO DIA EM JUNDIAÍ

. CAFÉ DA MANHÃ AS 9, COM QUEIJOS, FRUTAS E CAFÉ EXPRESSO.

. AS 10 HS É FEITO O CHECK OUT DO HOTEL.

. AS 10:15HS OS CLIENTES EMBARCAM NO TÁXI E DÊ LÁ SEGUEM A JUNDIAÍ, ONDE CHEGARÃO AS 11:30 NO HOTEL.

. AS 11:45 FEITO O CHECK IN, AMBOS ALMOÇAM EM UM SELF SERVICE, LOGO ENTÃO VÃO DIRETO A SERRA DO JAPI.

. AS 12:45 IRÃO CHEGAR A SERRA.

. AS 17HS OS CLIENTES VÃO USUFRUIR E PRATICAR O ECO-TURISMO, MANTENDO-SE CONSCIENTES E SEGUINDO O EXEMPLO DO GUIA LOCAL QUALIFICADO, ASSIM VÃO FAZER A TRILHA DO PARAÍSO (5 HORAS, ACOMPANHADOS DE MAIS 10 PESSOAS), ONDE O GRAND FINALE DA TRILHA É A CACHOEIRA DO PARAÍSO.

. AS 18HS UMA VAN VAI BUSCAR O GRUPO, ONDE AS 18:45HS O GRUPO DEVEM ESTAR DE VOLTA A “CIVILIZAÇÃO”.

. AS 19 HORAS OS CLIENTES CHEGARÃO AO HOTEL ONDE OS PRÓPRIOS IRÃO TOMAR UM BANHO E SE ARRUMAREM PARA UM BOM RODIZIO DE CARNES. (SKINA DA PICANHA OU ESTANCIA)

. AS 22HS ELES VÃO VOLTAR AO HOTEL. Sem Título-3

©


QUARTO DIA EM SÃO PAULO

. OS CLIENTES VIRÃO A ACORDAR AS 7:30, COMEM UM PÃO DE QUEIJO ACOMPANHADOS DE UM CAFÉ C/ LEITE PARTINDO DO HOTEL ATÉ O ESTACIONAMENTO SAINDO DE LÁ AS 8HS ELES SE DESPEDIRÃO DE JUNDIAÍ E SEGUIRÃO PARA O TEATRO MUNICIPAL, EM SÃO PAULO.

. AS 9HS (DEPENDENDO DO TRÂNSITO AS 10), OS CLIENTES CHEGAM NO TEATRO MUNICIPAL, PARA PARTICIPAREM DO CIDADE DOS PALCOS.

. AS 10HS ELES VÃO AO PÁTEO DO COLLÉGIO, ONDE É CONTEXTUALIZADO A ORIGEM DO TEATRO NA GRÉCIA ANTIGA.

. AS 11HS OS CLIENTES PODEM IR COM O GRUPO AOS LOCAIS – TEATRO ARENA, CENTRO CULTURAL DO BANCO DO BRASIL (OU DA CAIXA) . AO MEIO DIA, TODOS FAZEM UMA PAUSA PARA UM ALMOÇO EM UM RESTAURANTE.

. DENTRO DO ÔNIBUS ENQUANTO OS CLIENTES SE LOCOMOVEM, EXISTE INTERFERÊNCIAS DE ATORES ONDE OS MESMOS CITARÃO TEXTOS DO RENOMADO PLÍNIO MARCOS. (Dois Perdidos numa Noite Suja)

.NO FIM DESSA EXPERIÊNCIA, O GRUPO CHEGA A PRAÇA ROOSEVELT, REALIZANDO UM PEQUENO TOUR, QUE PODE ACABAR TENDO VISITAS AO:

– TEATRO DO ATOR, STUDIO HELENY GUARIBA, ESPAÇO PARLAPATÕES.

. AO CHEGAREM NO LOCAL DETERMINADO, OS CLIENTES SERÃO CONVIDADOS A PARTICIPAR DE UMA PEÇA, JUNTO DOS ATORES E SEUS COLEGAS DE VIAGEM, ONDE NO PRÓPRIO LOCAL IRÃO SE FANTASIAR TODOS AQUELES QUE QUISEREM ENCENAR.

. NO FINAL DA TARDE, OS CLIENTES APRESENTAM A PEÇA E SE DESPEDEM DO GUIA, VOLTANDO AO HOTEL E TENDO O QUINTO DIA LIVRE.

. NA NOITE PAULISTA, O GUIA TAMBÉM OFERECERÁ UM JANTAR EM UM RODIZIO DE PIZZAS EM UMA DAS MAIS DE 6 MIL PIZZARIAS DE SÃO PAULO.

1904249_349817061893007_7993941700898787091_n

©


QUINTO DIA EM SÃO PAULO

. SERÁ OFERECIDO DICAS PARA O DIA LIVRE, PARA QUE OS CLIENTES  A OPORTUNIDADE DE CONHECER A CULTURA DA CIDADE DE SÃO PAULO E SE ARRUMAREM PARA VOLTAR PARA A CASA.

*O GUIA ESTARÁ A DISPOSIÇÃO DOS CLIENTES*

8113548862_22db5caede_b

©


QUARTO DIA EM SÃO PAULO (PASSEIO ALTERNATIVO)

. OS CLIENTES VIRÃO A ACORDAR AS 7:30, ONDE AS 8HS ELES SE DESPEDIRÃO DE JUNDIAÍ E SEGUIRÃO PARA A CAPITAL ECONÔMICA DO PAÍS! SÃO PAULO.

. AS 9:30HS OS CLIENTES TOMARÃO UM CAFÉ EXPRESSO+PÃO DE QUEIJO.

. AS 10HS ELES IRÃO CHEGAR A AVENIDA PAULISTA, ONDE LÁ, VÃO SE ENCONTRAR NO MUSEU DA ARTE DE SÃO PAULO.

. AS 14HS OS CLIENTES IRÃO SAIR DO MASP E DE LÁ, VÃO PARA UM DOS DIVERSOS BARES DA AVENIDA PAULISTA, ONDE IRÃO COMER ALGO DE SUA PREFERÊNCIA.

. AS 15HS, ELES IRÃO AO ESPAÇO DE CINEMA CULTURAL (PATROCINADO PELO ITAÚ), NA RUA AUGUSTA, ONDE ACOMPANHARÃO UM FILME DE SUA PREFERÊNCIA.

. AS 19HS, OS MESMOS SE ENCONTRARÃO NO COMEDIANS. (BAR ONDE HÁ VÁRIOS SHOWS DE HUMOR)

. AS 23HS, VOLTARÃO AO HOTEL, E LÁ FICARÃO POR LÁ MESMO.Sem Título-3

©


Bom, com esse plano de viagem cujo qual montei em sala de aula, meus clientes deverão sair satisfeitos, afinal, apresentei um programa alternativo (um dia), que ele poderia facilmente utiliza-lo no dia livre.

Espero que vocês, meus leitores, e esses clientes novos tenham gostado do circuito SRJSP. (São Roque, Jundiaí, São Paulo). Estou sempre aberto a críticas, sugestões e elogios, desde que os mesmo venham com educação e respeito.

Até a próxima, meus monstrinhos. 🙂

PESQUISA #1 ANA LIVIA, TURISMO

No inicio de tudo, lá na era das cavernas, os homens tinham apenas um modo de comunicação e locomoção.

Eles apenas se locomoviam com as longas caminhadas em busca de comida, e sua comunicação era através de desenhos e gestos.

Após a descoberta do fogo e invenção da roda, tudo começou a se desenvolver.

Claro que depois de vários milhares de anos tudo mudou, há 200 anos, um dos principais transportes de locomoção em massa era criado, a Maria fumaça, e hoje, isso já é algo a ser ultrapassado com os trens balas. Os automóveis que nos permitem a locomoção para qualquer lugar, não tem muito mais de 100 anos, a bicicleta projetada por Da Vinci também não passa de 200 anos. A Curiosidade do homem também nos permitiu voar, com balões e os principais meio de locomoção global, o avião, que nos permite chegar a lugares de forma rápida, questão de horas, o que a 500 anos, levavam dias e até meses.

 A comunicação por seu lado, também não ficou para trás, como citado, a mais ou menos 40.000 anos A.C., a arte rupestre transmitiam principalmente suas caçadas o que acontecia entre os homens; A invenção da escrita, as folhas de papiro (criado pelos Egípcios) que mantinham os registros permanentes de informações para as futuras gerações; Os telégrafos (1.300 A.C) que transmitia mensagens em longas distâncias, uma forma utilizada para transmitir a outras povoações, terras ou províncias a vitória numa batalha ou a declaração de guerra a uma delas, por exemplo. Em um passado mais recente, os jornais (séc. XVII) que mostravam e ainda mostram as noticias do dia, normalmente impressas em papel de baixo custo; O telegrafo elétrico inventado por Morse, inventou o modo de enviar mensagens codificadas a longas distâncias através do som (usadas por navios, submarinos entre outro), o instrumento que mostrou um grande futuro para as telecomunicações, o que nos leva ao rádio (fim do séc. XIX), um dos meios de comunicação mais utilizado no mundo, onde é levado informações e entretenimento para qualquer parte do mundo através de ondas magnéticas; o telefone que nos permitia a comunicação através do som, primeiramente chamado de “telégrafo falante”, é uma das principais ferramentas do homem ao decorrer da sua história. As invenções mais recentes, satélites, televisão e internet deram o maior passo a globalização, com informações, o que ajudou e muito o turismo sendo as principais cooperadoras para o desenvolvimento do mesmo.


Concluo que, a curiosidade do homem e a vontade de conhecer o mundo, tirar os pés do chão e chegar as nuvens, não só influenciou, como mudou as viagens como e várias outras atividades de prazer ao redor do mundo, as novas informações, as trocas de cultura, a velocidade da locomoção e da informação que chega em nossas mãos torna hoje, a evolução dos transportes e meio de comunicação, o principal contribuinte do turismo.

E Sonhe como se fosse viver para sempre, e viva como se fosse morrer amanhã.

Denis Fernandes

Denis Fernandes

Infonews

Comece o dia com café e notícias. Para sair de casa já sabendo o que tem nas capas dos principais jornais.

Luiz Mazzali

o mundo pelos meus olhos

ricardob612.wordpress.com/

Empresa de turismo natural e cultural (receptivo e emissivo)

Guia do Estrangeiro

Intercâmbio, trabalhar no exterior e viajar para a Europa e Estados Unidos

Comer, beber, viajar

Um blog sobre as coisas boas da vida

Livro de Viagens

Dicas de viagens, roteiros e informações detalhadas sobre destinos

¿Qué tal?

Vinhos, turismo & fotografias