Arquivo da tag: Texto

EU ENCONTREI A FELICIDADE.

Eu encontrei a felicidade.

Encontramos as coisas quando menos esperamos, pode ser algo material ou imaterial. Mais tarde ou mais cedo nós encontramos, sem nenhuma dúvida. E o que encontrei hoje, estava bem na minha frente, bem abaixo do meu nariz. Era tão simples de tê-la pego para mim.

Hoje, sentado no banco do terminal de ônibus (o central), esperando o ônibus que me levaria até a escola qual estudo, e esperando também uma amiga que trabalhava lá por perto, enfim. Acabei ficando por visualizar 5 crianças, e essas 5 simples crianças me abriram os olhos. Elas brincavam com folhas de caderno amassadas, jogavam-a para o alto e se acabavam de tamanha felicidade!

É algo muito simples, a felicidade. Ela não tem forma mas tem conteúdo. Pode ser desde uma pequena roda musical entre os amigos, atraindo olhares e pessoas que você nunca terá visto antes, não importa, o que importa é estar lá, vivendo o momento e espalhando a sua palavra. Esquecer o passado que não pode ser alterado, e ignorando completamente o futuro que censura o nosso presente.

A vida pode até não ser como a gente gostaria que fosse, e as escolhas dos outros podem dar outro rumo para a vida, mas, não devo ficar abatido por nada no mundo, o melhor só vira, quando eu for atrás. O mundo é perfeito.

Só o sofrimento, humaniza as pessoas.

VENTO DE MUDANÇAS!

Quando eu era mais jovem eu tinha um sonho, o sonho de mudar as pessoas com a arte, com alegria, com a beleza que eu via o mundo diante dos meus olhos.

Desde criança sonho e levo comigo uma filosofia de vida onde, eu quero mudar o dia de pelo menos duas pessoas, com um sorriso, com um novo olhar para o mundo, e talvez por isso eu quisesse ser um fotógrafo, queria levar esperança, conhecer o mundo, as culturas, ajudar as boas pessoas e tentar entender o porquê de todos os conflitos.. eu queria ser o exemplo perfeito do super homem. Eu sei que ele (SuperMan) é jornalista e sei que ele não existe (ou existe?!), enfim, o caso não é esse. Sei também que as pessoas não mudam se não querem mudar, elas destroem as coisas por um prazer individual inexplicável!

Anos depois de uma bela infância, adentrei ao turismo para tentar contornar os pecados do mundo, que quando eu era criança, o julgava perfeito. Inocente, o mundo mudou, pessoas que se julgam espertas se dão bem as custas daqueles que se esforçam e isso é injusto, não permite com que eu siga minha velha filosofia, aquela que foi implantada em mim pelos meus sonhos.

Minha família é imperfeita por estar longe, e é perfeita por sempre estar aqui, meus amigos são imperfeitos por falhas humanas, mas são perfeitos por serem bons humanos… E tudo acaba se modificando, tudo se muda conforme o vento sopra, um vento de mudanças. É tudo é complexo, tudo se estende conforme você fica mais velho… Será que a criança que eu fui sente orgulho do “adulto” que eu sou? Quem sabe, ainda sou jovem, e tenho muito a viver (assim espero), não quero desperdiçar o meu relógio biológico ficando preso as coisas, eu tenho muito a fazer, eu tenho que mudar o modo que as pessoas negativas vêem o mundo, o mundo e seus ideais! E isso, pode ser para um bem pessoal, ou um bem geral.

A VOLTA DE UMA NOVA PARTIDA.

Bom dia, meus monstrinhos lindos.

Hoje, 13 de Julho de 2015, faz exatamente um ano que eu voltei do Chile! Fora que, é dia do Rock!

Não quero falar daquilo do que aconteceu de lá pra cá, quero falar do que aconteceu daqui pra lá, no meio tempo em que fiquei com os meus avós. Houve lágrimas de alegria e tristeza, houve pessoas novas, houve.. experiências novas.

Eu tenho metade da minha alma e coração com aquelas pessoas, que são as melhores pessoas do mundo. Eles me aceitavam de uma forma muito boa, tanto em suas casas quando ia visitá-los, quanto na casa que eu ficava. Chega a ser estranho, pois sou um estrangeiro, e mesmo com as barreiras culturais, acabavam me comparando com pessoas daquele país, o que me deixava honrado, sempre me inserindo no assunto.

Na última semana dessa viagem, foi um rio de lágrimas, eu não queria voltar (queria que os que estivessem aqui, fossem para lá), eu queria uma vez na vida, ter todos com quem me importava.. perto. Mas nada é perfeito, e tenho que engolir a seco isso.

No dia 13, tivemos que voltar, foi a volta de uma nova partida, e sempre será assim, chorei por deixá-los, mas chorei também, por ter certeza que encontraria aqueles que deixei aqui no Brasil, meu pai, meus avós, minhas primas, meus tios, meus amigos..

O importante para mim não é que eu fui, mas sim, que eu irei voltar. Minha familia, eu preciso muito deles perto de mim, (as pessoas daqui também, mas não é para eles esse texto) eu amo todos, e eu tenho um milhão de coisas para contar, mas eles estão muito longe. 

*Dedico o texto as pessoas novas, tais como Ignácio, Paula, Eduardo, JaqueBorja, Melanie, Carol, Alejandro (noivo da Carol), Consuelito, Susan, Sofia.. pessoas que não tive um contato “maior” na visita de 2012. Dedico também as pessoas que já tinha tido um contato maior, Jaime, Maritza, Jaime Jr., Hugo, Yolli, Ale, Seba, AliciaCristian, Fran, Coni entre outros que são muitos! Obrigado, vocês não tem ideia da falta que fazem.*


Bodas de Ouro
Bodas de Ouro
Tio Humberto Chácara
Tio Humberto Chácara
Casa da Nathalia
Casa da Nathalia

10487243_760374557340763_2320961313144113545_n

994115_1494583570780626_7260081285526569884_n1507806_1565625010343148_1467834923526840968_n