EDUCAÇÃO PATRIMONIAL, UMA NECESSIDADE ATUAL!

  1.   A prática de educação patrimonial restringia-se ao âmbito dos museus históricos, cujo termo é uma tradução da expressão inglesa sendo introduzida no Brasil em 1980 no Museu Imperial em Petrópolis.
  2.   A dinâmica da vida atual com suas transformações passaram a interferir no patrimônio.
  3.   O reconhecimento da própria história agrega padrões e valores sociais estabelecendo um processo educativo que contribui para o desenvolvimento humano.
  4.   A educação patrimonial possibilita a valorização individual e coletiva da preservação de patrimônios.
  5.   É um trabalho com foco no patrimônio cultural que busca levar  a crianças e adultos a valorização de sua herança cultural, para melhor usufruto destes bens, a fim de tornar-se um processo contínuo.
  6.   Ha uma preparação de crianças e adultos para entender e preservar os patrimônios.
  7.   Estabelecer uma relação de afeto e responsabilidade da sociedade para com o patrimônio.
  8.   A população deve priorizar suas atividades artísticas e relatos familiares.
  9.   É importante haver educação patrimonial na educação formal, ou seja, nas escolas.
  10.   A esfera pública deve ser a base da educação na identidade cultural, mas o setor privado também deve se responsabilizar na continuidade da mesma.
  11.   Se houver mais mobilização da sociedade,  teremos novas posturas quanto ao patrimônio cultural.

O que foi tirado desta aula?

Sobre a primeira aula de Patrimônio de SP, a professora me convenceu de que, quase todo patrimônio é algo coletivo. Objeto ou ser, que seja algo importante para mim apenas, sempre haverá alguém que ame isso, o que já o transforma de patrimônio individual para patrimônio coletivo!

O patrimônio coletivo é de interesse público. Assim, a diferença entre patrimônio individual e coletivo é que o individual depende de nós, que decidimos o que nos interessa. Já o coletivo é sempre algo mais distante e seu valor é decidido pelo conjunto da sociedade.

Mas o patrimônio vai muito além da matéria. Existe também o patrimônio espiritual, relacionado ao que se recebe dos antepassados em termos de ensinamentos, lições de vida que nos deixaram. São exemplos a maneira que se aprende com sua tia a fazer um bolo, que não se resume a receita, ou o modo como dançamos determinada música, ditados e provérbios que sabemos de cor. Isso tudo faz parte da herança que chamamos de patrimônio imaterial.

De acordo com o dicionario, patrimônio é algo deixado para a próxima geração, uma herança por melhor dizer. Seus principais sinônimos são legado e herança, como citados acima.

Por tudo isso, nosso patrimônio vai muito além da matéria. Ele está presente em diferentes formas de expressão cultural de nossa sociedade. São os saberes, celebrações, práticas, formas de expressão de uma comunidade, conhecimentos e técnicas, os quais são “materializados”

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s