LEMBRE-SE DE MIM #3

Olá, monstrinhos lindos.

Foi-me solicitado (junto aos meus colegas) para que fizéssemos uma redação de uma viagem que tenha nos marcado de alguma forma, direta, ou indiretamente, e sem dúvidas, essa viagem a Santiago no ano de 2012 foi a mais especial da minha vida.

Bom, eu vou dividir essa história em vários capítulos, afinal, foi uma experiência tão marcante que eu não quero resumir, eu quero que vocês conheçam o meu lado Chileno, quero que vivam e imaginem como foi, se envolvam e se ‘feliciten’.. portanto, ela terá alguns capítulos que virão ao ar de segunda e sexta, que são os dias onde publico algo pessoal, (quarta feira publico alguma noticia).

Espero que se envolvam com a história.


TITULO: A ÚLTIMA VEZ DO ANO! OU FOI A PRIMEIRA?  

Eu já estava feliz, feliz até demais. O Primeiro dia passou tão rápido, o segundo então.. meu primo, minha tia, minha família estava lá comigo.

Despertei nesse 31 de Dezembro sem a menor consciência de que amanhã já era o ano do juízo final, do fim do mundo. Bah, grande coisa! O mundo poderia ter acabado naquele momento que eu teria ido para uma melhor de forma muito feliz, mas por sorte, estou aqui hoje lhes escrevendo essa história. Tomei o desayuno, me arrumei para um passeio, mas bang! Só sairíamos a tarde.. ( 😦 ), isso foi um tiro no coração, mas tudo bem! Sem saber o que fazer, peguei o laptop que eu havia ganhado de meu avô e iria descobrir como o mesmo funcionava, mas tá aí, mexer em um computador cujas letras do teclado são diferentes a ponto de você apertar uma tecla (sem olhar)e sair outra, ou quem sabe tentar abrir alguns sites que usava no cotidiano (Orkut na época) e estar tudo escrito em espanhol, ou ir conversar com um amigo no MSN e ficar usando alguns sinais bem diferentes (ñ, ¿? e ¡ !), eles se divertiam, e eu escrevia tudo errado! O ç era substituído pelo ñ,  o ? pelo ¿ e assim por diante.

Bom, fiquei certo tempo na frente de um laptop até irmos almoçar, logo após o almoço (onde todos esperavam o ultimo terminar sua refeição para que todos a mesa se levantassem), nos dirigimos novamente ao estádio nacional que por sua vez, estava fechado, mas isso não foi motivo de desistirmos do pequeno tour pelo bairro. A Frente do estádio, tem uma praça com uma estátua, onde lá ficamos, ouvindo quem era aquele na estátua (um moai). Demos a volta entorno do estádio, onde visei um local alto e grande, bem parecido com um shopping, mas não era um shopping, e sim um “mercado”, enquanto me dirigia até lá com meus familiares, algo me surpreendeu, e muito! Os motoristas sempre paravam para que pudéssemos atravessar na faixa, claro que eu não sabia, e acabava ficando parado na ponta da calçada encarando o motorista que estava atrás da faixa, e eu ficava parado, e o motorista ficava parado me olhando, até que uma nobre alma me avisou de que os motoristas respeitavam as leis de trânsito a ponto de pararem na faixa de pedestre para que os mesmos atravessasse (é sério, onde eu moro, eu seria atropelado se caminhasse na faixa com algum carro vindo).

Atravessamos aquela avenida Grécia e fomos a um mercado da comuna de Ñuñoa chamado Jumbo, e logo quando entro, uma nova surpresa, um cheiro tão gostoso que nunca havia sentindo antes batia em minha face de uma forma tão.. apaixonante! Aquele cheiro que até hoje não sei do que é me seduz, e toda vez que vou a Santiago, quero passar pelo Jumbo só para sentir o cheirinho.. bom, de qualquer forma, aquele lugar não era só um mercado com tudo de bom dentro, ele tinha mais alguns andares (3 se não me falha a memória), com várias lojas e franquias, no ultimo andar tem um cinema (que utiliza a tecnologia de tela curvada, onde a imagem fica ainda melhor), e tem também as lanchonetes para almoço e um local para jogos, próximo a praça de alimentação podemos ver um lado de Santiago (infelizmente não é o dos andes), e o mais legal, é a pista de boliche cuja qual fui jogar com meus primos dias/anos mais tarde.

Após algum tempo por lá, voltamos para a casa, onde lá, comecei a me arrumar para a noite que sem dúvida, foi a melhor da minha vida..

CONTINUA SEXTA-FEIRA.


Ocorreu um imprevisto, e varias de minhas fotos daquela viagem ao Chile foram retiradas do cartão de memória quando a câmera pifou.. então tive que ir atrás de alguma foto de Santiago na internet. ©

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s